Filmes

Notícia

Guardiões da Galáxia | Site diz que recontratação de James Gunn é possível

Variety reportou após a publicação da carta do elenco em apoio ao diretor

Julia Sabbaga
31.07.2018
07h49
Atualizada em
01.08.2018
13h17
Atualizada em 01.08.2018 às 13h17

Segundo a Variety, a recontratação de James Gunndemitido pela Disney após o ressurgimento de tuítes, é considerada pelo estúdio. O site, que cita fontes anônimas, diz que executivos não tem um substituto para o diretor ainda. [Atualização 01/08] O jornalista Skyler Shuler afirmou que a Disney vai se reunir com o diretor para considerar a recontratação [Fim da atualização]:

James Gunn

James Gunn
Imdb: What To Watch/Imdb/Reprodução

A informação veio na notícia de que o elenco de Guardiões da Galáxia se uniu em uma carta aberta em apoio ao diretor (leia aqui). A Variety escreveu:

"Fontes dizem que há um sentimento crescente de que Gunn pode ser recontratado, especialmente porque Marvel e Disney estão em silêncio em relação a quem poderia substitui-lo desde a demissão. A produção está marcada para o começo de 2019, e após a demissão de Gunn do filme, Disney e Marvel precisam agir rápido para substitui-lo, porque a nova pessoa precisaria rever o roteiro. 

Com o presidente da Walt Disney, Bob Iger, atualmente em férias, fontes internas dizem que uma decisão não deve ser feita até que ele volte ao trabalho."

James Gunn foi demitido da direção de Guardiões da Galáxia Vol. 3 após o resgate de antigos tweets, que faziam piadas com estupro e pedofilia (leia mais). O diretor se pronunciou sobre a demissão, dizendo compreender as decisões do estúdio e pedindo desculpas por mensagens ofensivas - leia mais.

A Marvel Studios ainda não se pronunciou sobre as alterações na produção de Guardiões da Galáxia Vol. 3, que deveria iniciar filmagens no fim do ano. O longa tem previsão de lançamento em 2020.