Simu Liu em Shang-Chi

Créditos da imagem: Shang-Chi/Marvel Studios/Reprodução

Filmes

Notícia

Shang-Chi | Simu Liu explica como filme ecoa experiência ásio-americana

Como muitos jovens vindos de outros países, o herói da Marvel tenta viver para além das expectativas do pai

Mariana Canhisares
06.07.2021
15h11

A relação entre Shang-Chi e seu pai, o Wenwu, é definitivamente complicada, mas talvez não seja tão fora da curva como pareça. Sim, de fato treinar o filho para trabalhar em uma organização criminosa como a Dez Anéis é bastante incomum. Mas, segundo o ator Simu Liu, para além do conflito entre herói e vilão, há um eco bastante reconhecível da experiência de famílias ásio-americanas e de outras origens.

"Toda a sua jornada [de Shang-Chi] é descobrir como viver sua vida do seu jeito e escapar da sombra do seu pai e todas as expectativas que ele põe no filho. Para aqueles que são ásio-americanos ou que venham de qualquer lar de imigrantes é um sentimento familiar. Nossos pais vêm de outro país e colocam em nós todas as suas esperanças e sonhos sobre o que querem que a gente conquiste", explicou à Entertainment Weekly.

Assim como Pantera Negra, o próximo lançamento do Marvel Studios depois de Viúva Negra é histórico: é o primeiro filme da Casa das Ideias a ser protagonizado por uma pessoa de descendência asiática. Mas não se pode ignorar o fato de que a produção chega aos cinemas em um momento crítico, em que ataques xenofóbicos atingem a comunidade. Logo, a representação da cultura asiática, em toda a sua diversidade, ganha ainda mais peso.

"Quando você conta essas histórias, precisa haver um nível de transparência, autenticidade e uma abordagem longe do cafona do que é a experiência asiática", afirmou Awkwafina, que estrelou também Podres de Rico, comédia romântica com elenco majoritariamente de origem asiática que deu tração para o desenvolvimento de Shang-Chi.

Também sobre o assunto, Simu Liu disse: "[Shang-Chi] é uma alegria. É um orgulho. Já é difícil celebrar o que significa ser asiático em tempos normais. Agora, quando o mundo todo está colapsando, com toda essa retórica e gente sendo atacada na sua, você precisa deliberadamente tentar celebrar ser asiático. E acho que o filme é isso: uma celebração da nossa cultura".

O filme do mestre do kung fu da Marvel tem roteiro escrito por Dave Callaham, de Mulher-Maravilha 1984 e Godzilla (2014), e é dirigido por Destin Cretton, de O Castelo de Vidro e Temporário 12.

Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis conta com Simu Liu no papel principal, além de Awkwafina e Tony Leung. A estreia está marcada para 3 de setembro de 2021.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.