Benedict Cumberbatch e Tom Holland em cena de Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa

Créditos da imagem: Marvel Studios/Divulgação

Filmes

Artigo

Homem-Aranha Sem Volta Para Casa tem dilema moral brilhante para Peter Parker

Novo trailer indica exploração madura da moralidade do herói a partir de seus maiores vilões

Eduardo Pereira
17.11.2021
00h43
Atualizada em
17.11.2021
18h51
Atualizada em 17.11.2021 às 18h51

Em meio a todas as críticas que recebe por suas frequentes alianças com personagens veteranos do Universo Cinematográfico da Marvel (MCU), o Peter Parker de Tom Holland protagoniza ao menos um momento digno dos mais icônicos arcos do Homem-Aranha nos quadrinhos Marvel. É no terceiro ato de Homem-Aranha: De Volta ao Lar (2017), quando ele corre para salvar a vida de Adrian Toomes (Michael Keaton), o Abutre.

Mesmo sabendo que aquele vilão (que é também pai da sua crush do colégio) pode acabar com a sua vida, expondo ao mundo a verdadeira identidade do Amigão da Vizinhança, Parker atravessa o fogo e luta fisicamente com ele para garantir que uma explosão iminente não o mate, assim podendo fazer com que ele pague por seus crimes na cadeia. Colocar a defesa à vida, até mesmo de seus inimigos, à frente da sua própria, é um dos traços mais marcantes do personagem desde sua gênese, nos anos 1960 – sintetizada de forma magnífica nessa passagem do filme dirigido por Jon Watts.

Entra o novo trailer de Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa e fica claro que isso será levado a um novo extremo no 3° filme do Teioso no MCU.

A prévia retoma boa parte do que havia sido apresentado pelo trailer anterior, com Parker buscando a ajuda do Doutor Estranho (Benedict Cumberbatch) para apagar da memória das pessoas a sua identidade secreta (revelada não pelo Abutre, mas pelo Mysterio de Jake Gyllenhaal ao final de Homem-Aranha: Longe de Casa). Depois que o feitiço dá errado, rupturas no multiverso abrem brechas para a fuga de vilões tradicionais do Teioso, mas pertencentes aos mundos vistos na trilogia do Homem-Aranha de Sam Raimi e nos dois filmes O Espetacular Homem-Aranha, de Marc Webb. São eles o Doutor Octopus (Alfred Molina), o Duende Verde (Willem Dafoe), o Homem-Areia (Thomas Haden Church), o Lagarto (Rhys Ifans) e Electro (Jamie Foxx).

O que o trailer revelado nesta terça (16) traz de novo, além dessa lista mais detalhada de vilões e boas piadas com Zendaya, é mostrar que Peter tem mais culpa no cartório do que só bagunçando o feitiço de Stephen Strange. Em mais de um momento, Otto Octavius aparece preso em uma cela no interior do Sanctum Sanctorum. É uma estrutura idêntica à que, na prévia anterior, abrigava uma figura soturna similar ao Lagarto (agora revelado de fato como um dos vilões no novo filme). Em diálogo com Parker, o Mago Supremo explica como é o destino de todos esses criminosos morrerem em duelos com seus respectivos Homens-Aranha – prontificando um pedido de desculpas do jovem herói.

Na sequência, fica claro que Homem-Aranha e Doutor Estranho irão se enfrentar, ainda que brevemente, em nome da vida dos vilões invasores. Fazendo jus ao mesmo código moral inabalável, idealista e puramente heróico que o fez salvar Toomes há dois filmes, Parker rouba de Estranho um cubo que parece ser chave para a resolução das brechas no multiverso, com a prévia explicando por que o mago aplica nele o mesmo golpe que levou da Anciã (Tilda Swinton), anos atrás. O problema é que do idealismo do herói surge espaço para as maquinações dos vilões, e a voz de Norman Osborn sinaliza uma manipulação.

Duende Verde em Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa
Marvel Studios/Divulgação

"Peter, você está sofrendo, tentando ter tudo o que quer, enquanto o mundo o obriga a escolher", afirma o sempre maquiavélico Duende Verde. Momentos depois, o próprio Peter, claramente ferido e desiludido diz: "Isso é tudo culpa minha. Eu não posso salvar todo mundo". É muito provável que, em seu intuito de impedir a inevitável morte dos vilões em seus respectivos universos, é o próprio herói quem acaba libertando eles da captura orquestrada por Stephen Strange e soltando eles em seu próprio mundo para formar o que parece ser um Quinteto Sinistro.

MAS E ANDREW GARFIELD E TOBEY MAGUIRE?

A nova prévia não traz nenhuma aparição ou indicativo explícito da presença dos dois antigos intérpretes do Teioso nas telonas, mas o Omelete já reuniu alguns sinais que reforçam a teoria. Além deles, o aparente upgrade que os vilões parecem conseguir no decorrer da trama (repare nas variações de cor das garras de Dr. Octopus entre cenas; às vezes vermelhas, às vezes iguais às de Homem-Aranha 2, de 2004), indica que haverá dois momentos diferentes no embate com eles. É provável que esse aumento no poderio ofensivo prontifique Parker e Estranho a olhar para a ruptura do multiverso como oportunidade de reforço, apelando às variantes do Homem-Aranha que já enfrentaram aqueles inimigos antes.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.