Aubrey Joseph e Olivia Holt em imagem promocional de Manto e Adaga/Freeform

Créditos da imagem: Freeform/Divulgação

Séries e TV

Lista

Manto e Adaga | Elenco e equipe comentam o cancelamento da série

Showrunner afirmou que dupla não ficará “engavetada” para sempre

Nicolaos Garófalo
26.10.2019
00h22

Pegando muitos fãs de surpresa, Manto e Adaga foi cancelada após duas temporadas pela Freeform apesar da boa recepção que a série teve por parte da crítica e do público. A série, que adaptava as aventuras da dupla de heróis da Marvel Comics abordou temas como racismo, abuso, violência doméstica e tráfico humano e ainda se conectou com outra produção da Marvel TV, Fugitivos, confirmando um crossover com o seriado da Hulu.

Após a notícia do cancelamento, o criador e showrunner da série, Joe Pokaski, fez um longo texto no Twitter, dando a entender que a decisão pode ter vindo da Disney ou de Kevin Feige, agora chefe de toda a área criativa da Marvel, inclusive a Marvel TV. Em seguida, Olivia Holt, que vivia Tandy/Adaga, Aubrey Joseph, ator de Tyrone/Manto, e Emma Lahana, que interpretou a anti-heroína Mayhem, comentaram sobre o fim da série em suas redes sociais.

Confira abaixo o que cada um disse:

Joe Pokaski – Criador e showrunner

(Clique no tweet para ver o texto completo em inglês)

Pois é. Uma parte de mim sente que tomou um soco no estômago ou brava com as forças maiores corporativas, mas o maior sentimento que eu tenho agora, de longe, é orgulho. Estou orgulhoso pra caralho com o que conseguimos com Manto e Adaga. Esse foi o primeiro piloto que escrevi, quando ainda era um novato, coloquei meu coração no texto e colocaram numa gaveta. Cinco anos depois me ligaram dizendo que queriam seguir com o projeto e eu não fiquei surpreso, porque você não pode guardar Tandy e Tyrone em uma gaveta. Estes são quem Manto e Adaga sempre foram. Desde que eu era uma criança e os conheci nas HQs do Homem-Aranha. Eles aparecem e vão embora e arranjam um jeito de voltar. Mesmo nos quadrinhos, você não consegue manter Tandy e Tyrone em uma gaveta. Desta vez, não tinha por que pegar leve. Encontramos uma diretora arrasadora como Gyna Prince-Bythewood para nos ajudar a contar essa história de amadurecimento e colocar esses personagens da Marvel em situações que nós ainda não tínhamos visto em tela. Fomos abençoados em encontrar os atores perfeitos para Tandy e Tyrone. Eu adoraria pensar que eu passei meu conhecimento para essas duas crianças enquanto elas se tornavam adultas, mas aprendi mais com Aubrey e Olivia do que eles jamais conseguiriam comigo. Eles foram apenas dois de uma trupe de atores maravilhosos, heróis e vilões (estou falando com você, Emma) que trouxeram a própria realidade à nossa ficção e me puxaram para uma história que eu sabia que eram inventadas. Nós enchemos a sala de roteiristas com belas (e complicadas) pessoas, com origens diferentes, todos com histórias que eles queriam contar e que não tinham visto antes. Todos cavando para encontrar heróis e dar voz a eles. Nós reunimos a melhor equipe na televisão. A quantidade de arte, suor e lágrimas em cada quadro, com uma quantidade limitada de recursos e uma dedicação a diversidade e justiça. Nós fizemos o impossível e espero que continuemos assim. E juntos contamos uma história do mundo em que vivemos. Estamos na era dos vilões da vida real, que vivem do abuso de poder. E por Tandy e Tyrone, nós os olhamos olhos nos olhos e dissemos ‘não na nossa frente’. Mais importante, tínhamos um grupo forte de fãs entendendo o que queríamos dizer; que pegaram as conversas sobre privilégio na igreja e aplicaram em suas vidas; que entenderam o significado quando nós colocamos um homem na geladeira. Quando nós decidimos contar histórias sobre tráfico humano, de uma maneira que expusesse essa forma moderna de escravidão, alguns fãs compartilharam suas histórias reais após nós contarmos histórias fictícias. Obrigado por confiar em nós. Não existe nenhum ser humano melhor em se questionar do que eu mesmo, isso eu garanto. E mesmo com a minha imaginação ativa, eu não consigo imaginar o que teria feito diferente com esse grande poder e essa grande responsabilidade no nosso cantinho do Universo Marvel. Eu estou muito orgulhoso do que pudermos fazer. Pois é. Agora, Tandy e Tyrone estão em um ônibus. Eles vão se encontrar com uns super jovens em alguns meses. Daí pra frente, é uma questão de força maior. Mas não se surpreenda se essas duas pessoas especiais reaparecerem quando você menos esperar, porque você não pode guardar Tandy e Tyrone em uma gaveta.

Olivia Holt – Tandy Bowen/Adaga

Ver essa foto no Instagram

hooo boy. this one hurts. i’m not sure if i will ever really be able to articulate what i’m feeling right now. but one thing i know for sure, is just how fucking proud i am of this show. and what this show did. and what this show said. and just how much this show impacted not only me, but all of the humans out there that watched it. this show was more than just a job for me. it changed my life, professionally and personally. it helped shape me into the human i am today. it taught me bravery and camaraderie, it was intelligent and raw. and even though it was a show about superheroes, it was real. and in just two season we tackled some of the heaviest issues that are happening in our world today. from drug addiction, to sexual assault, to police brutality, and human trafficking. we decided to tell a story through the eyes of a young black man and a young white woman living in modern day new orleans recognizing just how much society has dehumanized black culture and minimized females. and learning how to say “NO.” and fight back. cloak and dagger are super humans. and what an absolute honor it was to bring tandy to life. thank you to every kickass human who lent their passion and insane work ethic to this show. to my crew down in nola, i legitimately loved every moment working with you. even at 4am when i was loopy as fuck, you were patient and laughed with me and we pulled through together. to my BRILLIANTLY talented cast mates, i will always be truly in awe of all of you and your performances. hi @emmakatelahana , thank you for coming over last night to drink wine with me and look back on the last two years of our lives and all the dumb shenanigans we got ourselves into. you’ve shown me true sisterhood. and i’ll like, probs c u tomorrow. @jpokaski , i really can’t explain the respect and love i have for you. you made something special and gave me an artistic challenge and as an actor, i simply thank you. to our fans who became more like family, WOW. thank you for trusting us and believing so fiercely in this story and for seeing yourselves in tandy and tyrone. and to my breezy (@aubreyomari), this isn’t the end. waffles forever. 🖤🗡

Uma publicação compartilhada por olivia holt (@olivia_holt) em

Ai, cara. Essa dói. Não sei se algum dia eu vou conseguir articular o que eu realmente sinto neste momento, mas uma coisa que eu sei é que eu estou orgulhosa pra caralho dessa série, do que ela fez e de como ela impactou, não só a mim, mas todas as pessoas que assistiram. Essa série foi mais do que só um trabalho para mim. Mudou minha vida profissional e pessoal, moldou o ser humano que eu sou hoje; me ensinou coragem e camaradagem; era inteligente e visceral. E, apesar de ser uma série sobre supre-heróis, era real. Em apenas duas temporadas, nós abordamos alguns dos maiores problemas da sociedade atual, como dependência de drogas, abuso sexual, brutalidade policial e tráfico humano. Nós decidimos contar uma história através dos olhos de um jovem negro e de uma jovem branca em uma Nova Orleans moderna reconhecendo o quanto a sociedade desumanizou a cultura africana e minimizou as mulheres e aprendendo a dizer ‘não’. A lutar. Manto e Adaga são super-heróis e que honra foi interpretar Tandy. Obrigada a cada mulher durona que emprestou sua paixão e ética de trabalho a essa série. À equipe de Nova Orleans, eu amei cada momento de trabalho com vocês. Até quando era quatro da manhã e eu estava grogue pra cacete, vocês foram pacientes, riram comigo e nós conseguimos os resultados no fim. A todos os meus colegas brilhantes, eu sempre vou ficar impressionada com vocês e com suas performances. Oi, Emma, obrigada por vir até minha cada ontem à noite para beber vinho e relembrar os últimos dois anos das nossas vidas e todas as bobeiras em que nos metemos. Você me mostrou o que é sororidade de verdade. E eu provavelmente vou te ver amanhã. Joe, eu não consigo explicar o quanto eu te respeito e te amo. Você criou algo especial e me deu um desafio artístico e, como atriz, eu agradeço. Aos fãs que se tornaram mais como uma família, UAU. Obrigada por confiar em nós e acreditar tanto nas histórias e por se verem em Tandy e Tyrone. E ao meu irmão, Aubrey, não é o fim. Waffles para sempre.

Aubrey Joseph – Tyrone Joseph/Manto

Ver essa foto no Instagram

I wasn’t gonna say a lot because I got too much to say... but I’ll say a few things.. Cloak & Dagger was probably the best thing that’s ever happened to me in the past few years... Where I’m from you don’t just move to LA and less than a YEAR later your face is all over every single billboard you drive past... This was destiny for us @olivia_holt. Being on this show came at a time when I was at my lowest w acting. I was doubting myself. I had already given up. But I got the call to come in and audition for this special show outta nowhere. Didn’t know anything about the plot or what show it was. Just Marvel. That was enough for me. Flash forward almost 3 years later, and what we created has resonated with so many of you all over the world. That’s why I am able to walk away from this at peace knowing we did our part. You guys. Seeing your messages online & hearing how much the show meant to you when I got the chance to meet a lot of you in person was life changing for me. I got the 1 in a billion chance to say I was a marvel superhero, but also the chance to be on one of the most grounded shows on air. To the hardest working cast & crew in the whole mf business, you changed my life! We watched each other grow. I have so much love for you. I owe you 1. To @jpokaski @gpbmadeit, Thank you for taking a chance on a kid like me. You made my life long dream come true. You will forever be a huge part of my life. If God can take somebody like me from their dream role on broadway before I even hit puberty to one of the biggest platforms in the universe, ain’t no telling what’s next. If I can do it, so can you 🖤

Uma publicação compartilhada por Aubrey Joseph 🌐 (@aubreyomari) em

 “Eu não ia dizer nada porque eu tenho muita coisa pra dizer. Mas vou falar algumas coisas... Manto e Adaga foi provavelmente a melhor coisa que já aconteceu comigo nos últimos anos. De onde eu venho, você não simplesmente muda pra Los Angeles e, menos de um ano depois, sua cara está em todos os outdoors por onde você passa. Foi o destino para nós, Olivia. Entrei nessa série quando eu estava no fundo do poço da atuação, duvidando de mim mesmo, tinha desistido. E do nada eu recebo uma ligação para fazer um teste para essa série. Não sabia a trama, não sabia nada. Só que era a Marvel. Foi o bastante. Três anos depois e eu consigo seguir em frente em paz sabendo que fizemos nossa parte. Vocês... Ver as suas mensagens online e ouvir o quanto nossa série significou para vocês quando os conheci pessoalmente mudou minha vida. Eu tive a chance de um em um bilhão de dizer que eu fui um herói da Marvel, mas também estive em uma das séries mais realistas da atualidade. Para o elenco e a equipe mais trabalhadora da porra da indústria: vocês mudaram minha vida, um viu o outro crescer. Eu amo vocês e devo uma a cada um. Para Joe e Gyna: obrigado por dar uma chance a um garoto como eu. Vocês realizaram meu sonho e serão sempre uma parte enorme da minha vida.

Emma Lahana – Detetive Bridgid O’Reley/Mayhem

Ver essa foto no Instagram

2.5 yrs ago I got an audition for “detective bailey”. my character breakdown alone let me know the showrunner was special and had put together a writers room that was diverse and could really honour the stories of those who aren’t always served such justice. not only does @jpokaski strive to fight for the underdog in his story telling but he truly cares about everyone who has the privilege to work with him. he cares and fights for us as actual human beings outside of work - (anyone in the industry can attest to the rarity of this.) our writers shed light on injustices & educated us all on how to serve each other better in this complicated world. thank you for you bravery and vulnerability in your story telling and making these characters jump off the page. thank you for being on set with us and supporting us. our marvel producer @mmkalltheway who we could call at any hour and would literally jump in a swamp with you to make you feel safer. my kids @olivia_holt - my baby sister forever. even at 4am when we were exhausted and emotionally drained you found ways to make everyone on set laugh and smile. you are a true leader. i’m grateful for not only getting a great co star but also a family member (she literally gets my dog if I die) @aubreyomari - you made it hard sometimes to act like a tough and hardened cop when you bought so much vulnerability and authenticity to your performance. the lived experience you shared through this role was a blessing for all that got to witness it. thank you to the entire cast and crew who worked so hard. we all knew this was something special and unique and that we were telling stories not usually seen on tv. the rawness of a black mothers grief losing her son to police violence, the horrors of human trafficking, drug abuse, the aftermath of a child witnessing her fathers abuse... these stories are hard to watch but they are real. they are usually shied away from. but not with cloak and dagger because they’re the heroes that would never turn their back on an underdog. #cloakanddagger

Uma publicação compartilhada por Emma Lahana (@emmakatelahana) em

Dois anos e meio atrás, eu fiz um teste para a ‘detetive Beiley’. O resumo do meu personagem mostrou que o showrunner era especial e tinha juntado uma equipe de roteiristas diversa e que poderia honrar as histórias daqueles que nem sempre têm tal justiça. Não Joe quis lutar pelos desfavorecidos nessa história, mas ele se importa com cada um que tem o privilégio de trabalhar com ele. Ele se importa e luta por nós como seres humanos fora do trabalho – qualquer um que trabalhe na indústria dirá o quão raro isso é. Nossos roteiristas colocaram os holofotes nas injustiças e nos ensinaram como servir melhor ao outro em um mundo complicado. Obrigada por sua coragem, pela vulnerabilidade nas narrativas e por trazer esses personagens para fora da página. Obrigada por estarem no set conosco e por nos apoiar. À nossa produtora Marvel Mary-Margareth Kunze, alguém para quem poderíamos ligar a qualquer hora e literalmente pularia com você em um pântano para que você se sentisse segura. Olivia, minha irmã caçula para sempre. Mesmo às 4 da manhã, com todos exaustos e emocionalmente drenados, você deu um jeito de fazer todo mundo no set sorrir. Você é uma líder nata. Eu sou agradecida por ter conquistado não só uma colega, mas uma membro da família (ela literalmente fica com meu cachorro se eu morrer). Aubrey – você dificultava o trabalho de atuar como uma policial durona e fria com sua performance tão autêntica e vulnerável. A experiência que você compartilhou com essa atuação foi uma benção a todos que puderam presenciar. Obrigada a todos do elenco e da equipe que trabalharam tanto. Todos nós sabíamos que essa série era algo especial e único e que estávamos contando histórias que raramente se vê na TV. A dor de uma mãe negra perdendo um filho para violência policial. Os horrores do tráfico humano. Dependência de drogas. O trauma de uma criança que vê seu pai agredir a mãe. Histórias que são difíceis de contar por que são reais e, costumeiramente, escondidas de nós. Mas não com Manto e Adaga, porque eles são heróis que nunca dariam as costas para os desfavorecidos