Foto de Lollapalooza Brasil

Créditos da imagem: Lollapalooza Brasil/Camila Cara/Divulgação

Música

Artigo

Lollapalooza | Bring Me The Horizon reanima o público com moshpit na lama

Povo ainda se aproximava do palco após pausa no festival

Julia Sabbaga
06.04.2019
19h36
Atualizada em
07.04.2019
12h56
Atualizada em 07.04.2019 às 12h56

O Bring Me The Horizon foi o responsável por retornar a programação no Palco Onix depois da confusão e o interrompimento do Lollapalooza no sábado (5) de festival. Apesar de um público reduzido pelas questões de evacuamento do Autódromo (leia mais), a área foi sendo preenchida até o fim da apresentação, que terminou com uma multidão de gente batendo cabeças.

O grupo inglês subiu ao palco pontualmente e iniciou a apresentação com “Mantra”, do último álbum, amo, e o povo que já marcava presença na frente do palco foi suficiente para um mosh pit considerável. Até o meio do show, era possível ver fãs com camisetas da banda surgindo dos fundos, correndo até à frente, provavelmente atrapalhados pela confusão da tarde chuvosa.

Oliver Sykes fez questão de falar muito português durante toda a performance, arrancando risadas todas as vezes que perguntava, com muito carisma, “Vocês prontos?!”. Foram gritos de bom dia e incentivos aos fãs, todos em português, ganhando rapidamente a simpatia de quem não conhecia o estilo do grupo. De longe a banda mais pesada do segundo dia do Lollapalooza, o BMTH criou um mosh pit gigante já no início, em “Happy Song”. Ao término, Sykes pareceu impressionado e brincou “ai c***, vocês são loucos!”.

O carisma e a energia de Sykes contagiaram totalmente o público, que esqueceu que a chuva ainda caía. O vocalista desceu do palco, comprimentou fãs, tirou selfie com os da grade e até fazia graças a mais, como roubar o drink de uma moça que assistia o show bem da frente. Quando parou de cantar até perguntou “gin e tônica, né?” e seguiu bebendo o drink alheio até o fim do show. A apresentação terminou perfeitamente com "Throne", quando o frontman mandou todo mundo sentar na lama e foi obedecido fielmente. No refrão, todos os fãs pularam para cima com a energia recarregada.

Não estava fácil reanimar o povo do Lollapalooza depois de tanta confusão. Mas os representantes do rock pesado de Sheffield fizeram isso muito bem, ganhando uma multidão de fãs no festival com muita gritaria, frases em português e um baita som.