Robin Wright em House of Cards

Créditos da imagem: Divulgação/ Netflix

Séries e TV

Notícia

House of Cards | Robin Wright comenta demissão de Kevin Spacey

Atriz disse acreditar em segundas chances

Rafael Gonzaga
31.08.2018
16h50
Atualizada em
31.08.2018
17h06
Atualizada em 31.08.2018 às 17h06

Robin Wright comentou a demissão de Kevin Spacey de House of Cards. Em uma nova entrevista com o Net-A-Porter, a atriz relembrou as acusações de assédio sexual feitas contra Spacey, dizendo que acredita que todo mundo pode se recuperar e, com isso, ganhar uma segunda chance. (via USMagazine)

"Eu não sei muito o que falar, mas eu acredito que todo ser humano tem a capacidade de regenerar. Tem a capacidade de mudar. Nesse sentido, absolutamente, eu acredito em segundas chances, ou seja lá como você quer chamar. Isso se chama evoluir".

Wright disse que não entrou em contato com Spacey desde que ele foi demitido em novembro de 2017, depois de ter sido acusado por várias pessoas, incluindo o ator Anthony Rapp , de assédio sexual. “Ele vai voltar [ao mercado] quando estiver pronto, tenho certeza. Eu acho que é assim que deve ser”, disse a atriz.

A atriz falou ainda que acredita que todos, incluindo celebridades, têm direito a uma vida pessoal. “Eu sinto muito por qualquer pessoa cuja vida seja lançada em uma arena pública. É um pesadelo, você imagina? Nós fazemos um trabalho, nós compartilhamos ele ​​com os espectadores. Por que nossa vida privada tem que ser pública? Eu odeio essa parte desta indústria. É tão invasivo ”, ela compartilhou. “Acredito que a vida pessoal de todos deve ser pessoal. Mas eu não estou falando, é claro, sobre esse movimento [#MeToo]”.

Robin Wright ocupará o papel central no ano final, depois que a quinta temporada concluiu com seu personagem, Claire Underwood, se tornando a nova presidente dos Estados Unidos. Todos os sinais apontam para que o personagem de Kevin Spacey sofrerá uma morte fora da tela.

A sexta temporada de House Of Cards teve sua data de estreia revelada pela Netflix. A série, que retorna para o seu último ano, tem lançamento marcado para 2 de novembro