Logo oficial da HBO Max

Créditos da imagem: HBO Max/Divulgação

Filmes

Notícia

Warner Bros. compensará cineastas por lançamentos na HBO Max

Estúdio diminui valor necessário para liberar porcentagem de bilheteria para profissionais com cláusula de participação nos lucros

Nicolaos Garófalo
10.01.2021
20h01
Atualizada em
11.01.2021
18h31
Atualizada em 11.01.2021 às 18h31

Por causa do cenário causado pela pandemia do coronavírus, a Warner anunciou que lançará todos os seus filmes de 2021 simultaneamente nos cinemas e no streaming HBO Max, decisão que causou polêmica com diretores como Denis Villeneuve e Christopher Nolan. Para diminuir a infelicidade dos seus cineastas, o estúdio acertou um novo acordo que distribuirá uma porcentagem maior do dinheiro recebido para lançar digitalmente suas produções.

De acordo com uma reportagem da Bloomberg, a Warner também cortará pela metade o valor de bilheteria necessário para liberar a cláusula de participação nos lucros de profissionais que cujos contratos prevejam o item. Além disso, a empresa também permitirá que mais trabalhadores possam adicionar a cláusula em seus vínculos.

Longas que estão na lista definitiva de lançamentos simultâneos no cinema e no HBO Max são: The Little Things, Judas and the Black Messiah, Tom & Jerry: o Filme, Mortal Kombat, Those Who Wish Me Dead, Invocação do Mal 3, Em um Bairro de Nova York, Space Jam: Um Novo Legado, Reminiscence, Malignant, The Many Saints of Newark, King Richard e Cry Macho.

Os longas seguirão o modelo de Mulher-Maravilha 1984, que estreou em 25 de dezembro tanto na HBO Max quanto nos cinemas dos EUA.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.