Séries e TV

Entrevista

Issa López tentou fazer Terra Noturna fora de True Detective: "Tive medo”

Criadora sabe que temporada será comparada “detalhe por detalhe” com as anteriores

Omelete
3 min de leitura
13.01.2024, às 06H00

Quando Issa López entrou em uma sala de reuniões da HBO para falar de seu primeiro rascunho para Terra Noturna, ela estava decidida a fazer uma coisa: dizer aos chefões da emissora que queria tocar a trama de forma separada, independente, sem fazer parte da franquia True Detective. E então Francesca Orsi, chefe do departamento de drama da HBO, entrou na mesma sala exclamando: Uau, esse roteiro é puro True Detective!.

Eles tinham me dito que a escolha era minha, que as duas portas estavam abertas e eu poderia escolher por qual delas passar”, relembrou López em entrevista ao Omelete. Quando escrevi aquele primeiro tratamento, aquelas onze páginas detalhando o primeiro episódio, me apeguei bastante a todo aquele universo de Terra Noturna, e pensei: isso aqui é meu, inteiramente meu”.

No fim das contas, no entanto, a reação visceral de Orsi a convenceu do contrário - e hoje ela vê a coisa toda com mais clareza: Parte do que eu estava sentindo era motivado por egoísmo, eu acho, mas também estava aterrorizada com a ideia de trazer de volta uma série que é tão amada, e da qual as pessoas sentem tanta falta. É intimidador”.

O que ela fez a seguir, é claro, foi reassistir às três temporadas anteriores de True Detective. “Quando apliquei um olho mais analítico ali, percebi uma influência muito grande de Se7en, e isso me fez pensar em um dos filmes que construiu Se7en: O Silêncio dos Inocentes. Acho que fica claro, pelas minhas escolhas de elenco, que esse filme me influenciou bastante”.

Além de escalar Jodie Foster para o seu primeiro papel de detetive desde o longa de 1991, no entanto, López lançou mão de referências visuais a filmes de terror que já amava (ela citou O Enigma de Outro Mundo e O Iluminado, títulos oportunos para uma história que se passa no inverno gélido do Alasca), e de um entendimento profundo do gênero policial.

Eu acho que True Detective é definida por duas coisas: a primeira é uma dupla de detetives tentando resolver um crime, mas sem entender que o que estão realmente tentando resolver são suas próprias almas”, arriscou ela. “A segunda é o lugar onde essa dupla faz isso, com todos os detalhes desse lugar se tornando parte da narrativa. Então, de certa forma, quem liga para a trama? A trama é divertida, mas o que importa são os personagens”.

E quando se trata das detetives Danvers (Foster) e Navarro (Kali Reis), López sabia exatamente de onde tirar inspiração: “Eu tive que escrever muitas comédias românticas na minha carreira, e espero que ninguém as assista nunca mais! Mas, ao mesmo tempo, True Detective: Terra Noturna também é uma rom-com, porque é sobre essas duas mulheres que se odeiam, mas se amam, e se juntam para resolver esse crime.

Sei que vamos ser comparadas passo a passo, detalhe a detalhe, com temporadas de TV que as pessoas amam”, completou a cineasta. Mas quer saber? Acho que nós fizemos jus ao desafio. Só espero que as pessoas concordem comigo”.

O primeiro episódio de True Detective: Terra Noturna chega à HBO e à HBO Max no dia 14 de janeiro, às 23h. Os capítulos seguintes estreiam semanalmente, sempre aos domingos.

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a nossa Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.