Filmes

Entrevista

Jodie Foster celebra diretoras: “Todos os melhores filmes de 2023 são delas”

Vencedora do Oscar relembrou ausência feminina nos sets de seus primeiros filmes

Omelete
3 min de leitura
03.01.2024, às 14H33.
Atualizada em 28.02.2024, ÀS 00H45

Jodie Foster está encantada com os filmes dirigidos por mulheres em 2023. Durante coletiva para promover True Detective: Terra Noturna, acompanhada pelo Omelete, a vencedora de dois Oscar disse que todos os melhores filmes do ano” tinham diretoras no comando.

“Quando eu comecei a atuar, lá nos anos 1960, não tinha nenhuma mulher no set. Bom, tinha a atriz que estava interpretando a minha mãe, talvez uma artista de maquiagem, e mais tarde uma supervisora de roteiro... pouco a pouco, nós fomos nos infiltrando por ali, nos trabalhos técnicos”, relembrou ela.

A barreira final contra mulheres na direção permaneceu por muito tempo, no entanto. “Até os meus 30 anos, eu não trabalhei com praticamente nenhuma diretora mulher. Na Europa e em outros países era mais comum, eu acho, mas por algum motivo eu não via isso acontecendo nos EUA”, refletiu Foster.

Isso fez com que eu crescesse pensando que nunca ia conseguir dirigir um filme, porque não via nenhuma mulher fazendo isso ao meu redor”, continuou. Foster dirigiu episódios de TV e curtas-metragens durante os anos 1980, e estreou em longas com Mentes que Brilham, de 1995.

O que aconteceu, eu acho, foi que as poucas mulheres que conseguiram se elevar a esse patamar foram puxando outras, e aos poucos isso foi se multiplicando. Hoje em dia, acho que quase todos os filmes mais interessantes do ano são dirigidos por mulheres”, comemorou ela na coletiva.

Embora Foster não tenha citado nenhum título em sua declaração, 2023 foi o ano de sucessos de crítica e bilheteria como Barbie (de Greta Gerwig), Anatomia de uma Queda (de Justine Triet), Clube da Luta Para Meninas (de Emma Seligman), Vidas Passadas (de Celine Song) e Priscilla (de Sofia Coppola), entre outros.

A percepção foi reforçada por Issa López, roteirista e diretora de Terra Noturna. A cineasta mexicana lembrou que, no passado, seu país tinha “somente uma diretora de cinema famosa por geração, e se incluiu no grupo que mudou esse paradigma.

“Acho que isso é verdade sobre o meu país e sobre boa parte da América Latina: hoje em dia, os melhores filmes que mandamos para fora, para o mundo ver, são dirigidos por mulheres”, comentou. “E faz completo sentido! Uma voz que nunca foi ouvida com certeza tem coisas novas e interessantes a dizer”.

O selo de aprovação de Foster para a nova parceira criativa não poderia ser mais enfático: “Eu amei trabalhar com Issa. Acho que ela é minha preferida entre todos os cineastas com quem trabalhei, e olha que trabalhei com muitos deles - alguns nem são tão ruins!”.

O primeiro episódio de True Detective: Terra Noturna chega à HBO e à HBO Max no dia 14 de janeiro. Os capítulos seguintes estreiam semanalmente, sempre aos domingos.

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a nossa Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.