HPFA/Divulgação

Créditos da imagem: HPFA/Divulgação

Filmes

Notícia

Com direito a brasileira, comissão do Globo de Ouro adiciona 21 novos membros

Decisão foi tomada após um escândalo de exclusão racial que eclodiu no início deste ano

Flávio Pinto
01.10.2021
12h11
Atualizada em
01.10.2021
12h25
Atualizada em 01.10.2021 às 12h25

A Hollywood Foreign Press Association (HFPA), órgão responsável pelos Globos de Ouro, anunciou hoje (1) a adição de 21 novos jornalistas para fazer parte do eleitorado. Decisão foi tomada após um escândalo de exclusão racial que eclodiu no início deste ano [via Entertainment Weekly]. 

Agora, o corpo votante da premiação conta com 48% mulheres, das quais 29% se identificam como negras, 29% como latinas, 24% asiáticas, 19% do Oriente Médio. Ao todo, o número geral de membros aumentou em 20%. A jornalista brasileira Miriam Spritzer (da L'Officiel Brazil) também foi adicionada ao grupo.

A HPFA já havia sinalizado mudanças no regulamento após a NBC anunciar que não iria mais transmitir a premiação. De acordo com a associação, as novas regras trarão “responsabilização, inclusão e transparência” à HFPA, que convida “nossos parceiros de toda a indústria a se juntar a nós na missão de levar Hollywood para o mundo de uma forma mais inclusiva e diversificada”.

Entre as principais mudanças no regulamento da instituição está a ampliação de quem poderá se candidatar para ser credenciado para HFPA. Agora, não será mais necessário que os jornalistas morem em Los Angeles, podendo residir em qualquer lugar dentro dos Estados Unidos. Além disso, já não será mais obrigatória a assinatura de matérias em veículos impressos. Também haverá uma reavaliação anual do credenciamento dos membros da HFPA, que acontecerá paralelamente à avaliação de novos membros.

A HFPA também afirma que seus membros terão que operar sob um novo código de conduta, que inclui a proibição de aceitar “materiais promocionais ou presentes de estúdios, agentes, atores, diretores ou outros profissionais envolvidos na produção de filmes ou programas de TV”. Integrantes de comitês e conselhos também precisarão passar por treinamentos obrigatórios sobre assédio sexual e diversidade, equidade e inclusão.

O comando da associação também passará por mudanças, com o conselho administrativo sendo ampliado para 15 pessoas - 12 membros da HFPA, eleitos internamente pelos credenciados, e mais três diretores de fora da entidade, escolhidos pelos outros 12 integrantes do conselho administrativo. A Hollywood Foreign Press Association também buscará por um novo CEO, Diretor Financeiro, Diretor de Recursos Humanos e Diretor de Diversidade.

Ocorrida em abril, a premiação do Globo de Ouro de 2021 coroou Nomadland como Melhor Filme de Drama e Borat 2: Fita de Cinema Seguinte como Melhor Filme de Comédia ou Musical. A Netflix foi o maior destaque, vencendo em nove categorias.

Em 2021, a audiência da cerimônia desabou. De acordo com a Vulture, que classificou os números como um "desastre de proporções épicas", a premiação foi assistida por 6,9 milhões de pessoas, em comparação aos 18,3 milhões que assistiram no ano passado.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.