The Flash | As idas e vindas do filme da DC

Créditos da imagem: Warner Bros./Divulgação

Filmes

Lista

The Flash | As idas e vindas do filme da DC

Saiba tudo o que aconteceu com o longa do Velocista Escarlate, que está em seu quarto diretor

Nicolaos Garófalo
12.09.2019
22h00
Atualizada em
13.09.2019
01h00
Atualizada em 13.09.2019 às 01h00

Grande incógnita do DCEU até o momento, o filme solo do Flash parece finalmente estar encontrando seu caminho para as telonas após a contratação de Andy Muschietti para a direção. O cineasta, que comandou os dois capítulos da franquia It, é o quarto a aceitar a tarefa de levar o Barry Allen de Ezra Miller para uma aventura própria, ainda sem uma data de estreia definida.

Acompanhe abaixo a saga (até agora) do Homem Mais Rápido do DCEU e todos os percalços enfrentados por sua turbulenta produção:

Outro Flash?

CW/Warner/Divulgação

Em 2014, a DC começou a expandir seu universo no canal CW: introduzido na segunda temporada de Arrow, Grant Gustin protagoniza a série solo do Flash. No mesmo ano, a Warner anunciou a construção do universo expandido da DC nos cinemas, então supervisionado por Zack Snyder, marcando um longa do Velocista para 16 de março 2018. Para a surpresa de muitos – e revolta de alguns – Gustin não estrelaria o filme, mas sim Ezra Miller, que faria sua estreia em Batman v Superman, de 2016.

Orgulho, Preconceito e Heróis

Cross Creek Pictures/Divulgação

Autor do livro Orgulho, Preconceito e Zumbis, paródia do clássico de Jane Austen, Seth Grahame-Smith foi oficializado em 2015 para escrever e dirigir The Flash, com uma história feita pela dupla Phill Lord e Chris Miller, de Anjos da Lei, dando a entender que o filme teria um tom mais cômico que o divisivo Homem de Aço, de 2013.

Batman v Superman v Crítica

Warner Bros./Divulgação

Cercado de expectativas, Batman v Superman, dirigido por Snyder, chegou aos cinemas em 2016. A recepção ao filme foi morna, com a crítica e o público rachados ao meio. Preocupado demais em criar bases para o DCEU, BvS não entregou o que prometeu, mas deu ao mundo um gostinho de Ezra Miller como Barry Allen.

Procura-se diretor – Parte 1

Warner Bros./Divulgação

Afirmando as famosas “diferenças criativas”, Grahame-Smith deixa o cargo de diretor de The Flash ainda em 2016, mas segue ligado ao filme como roteirista.

De Sundance para Central City

Open Road Films/Divulgação

Um mês depois da saída de Grahame-Smith, Rick Famuyiwa chega para assumir o longa. Com o sucesso de Um Deslize Perigoso no Festival de Sundance do ano anterior, a Warner acerta com o diretor esperando trazer credibilidade após o deslize de BvS. No mesmo ano, o estúdio escala Kiersey Clemons como Iris West e Billy Crudup como Henry Allen para Liga da Justiça, com lançamento marcado para 2017.

Escorregão Suicida

Warner Bros./Divulgação

Esperança de renovação no DCEU em 2016, Esquadrão Suicida se torna uma decepção geral de público e crítica. O filme, que mostra a primeira participação de fato do Flash de Ezra Miller, passou por várias refilmagens, sendo uma delas a participação do herói de Central City.

Procura-se diretor – Parte 2

Warner Bros./Divulgação

Famuyiwa é mais um a deixar o projeto, também afirmando diferenças criativas. A Warner então contrata Joby Harold para reescrever o roteiro, enquanto rumores indicam que o estúdio estaria de olho em Robert Zemeckis, de De Volta Para o Futuro, para a direção. A estreia do longa é oficialmente adiada.

Dois Flashpoints?

CW/Divulgação

Mesmo sem diretor, a Warner confirma que o filme do Flash vai acontecer e que o roteiro adaptará o arco Ponto de Ignição, que, na época, havia acabado de ser usado como episódio de estreia da terceira temporada da série de TV do personagem. Na história, Barry volta no tempo para salvar a mãe, mas suas ações afetam o mundo todo, alterando as características mais básicas de diversos personagens como AquamanMulher-Maravilha e Superman. Uma das principais mudanças acontece com Batman: ao invés de Bruce, quem sobrevive ao assalto no Beco do Crime são Thomas e Martha Wayne. Enquanto a mãe do garoto enlouquece com o luto e se torna a Coringa do novo universo, Thomas se torna um Batman violento e sem a moral do filho, matando seus inimigos quando tem a oportunidade. Na época, Jeffrey Dean Morgan, que viveu o patriarca Wayne brevemente em BvS, foi ligado ao projeto, com o próprio ator fazendo campanha pelo papel.

O Flash na Liga da Justiça

Warner Bros./Divulgação

Mais um longa com recepção morna do DCEU, Liga da Justiça foi o primeiro usar Miller como algo além de uma ponta. O ator é um dos poucos consensos positivos do filme, que sofreu muito nos bastidores por conta de uma tragédia pessoal sofrida por Zack Snyder, além da constante interferência do estúdio quando Joss Whedon, de Vingadores, assumiu o trabalho.

Flash: De Volta ao Lar

Sony Pictures/Divulgação

Roteiristas de Homem-Aranha: De Volta ao Lar, John Francis Daley e Jonathan Goldstein são os mais novos diretores do filme. A dupla comandou a comédia A Noite do Jogo, uma das grandes surpresas de 2018.

Procura-se diretor – Parte 3

Warner Bros./Divulgação

Uma nova leva de diferenças criativas causa as saídas de Daley e Goldstein do filme, que tem sua produção atrasada para o final de 2019 e a estreia removida indefinidamente dos calendários da Warner. Cansado de esperar, Ezra Miller se junta ao lendário roteirista da DC Grant Morrison para escrever um novo roteiro para o filme, o terceiro até aqui. O estúdio recusa o texto e encomenda um novo – o quarto – de Christina Hodson, de Aves de Rapina.

Agora a coisa vai!

Warner Bros./Divulgação

Depois de algumas semanas de especulação e de Miller precisando garantir que The Flash vai sim acontecer, Andy Muschietti afirma em entrevista que o longa do herói será seu próximo trabalho. Durante a divulgação de It: Capítulo Dois, o diretor disse ter se encantado pelos aspectos humanos da história de Barry Allen e dos personagens que o cercam.