Space Jam | Diretor do original detona sequência: "LeBron não é Michael Jordan"

Créditos da imagem: Reprodução

Filmes

Notícia

Space Jam | Diretor do original detona sequência: "LeBron não é Michael Jordan"

Joe Pytka disse que filme é "entediante" e que só conseguiu vê-lo após 5 tentativas

Caio Coletti
21.07.2021
08h24
Atualizada em
21.07.2021
08h47
Atualizada em 21.07.2021 às 08h47

Joe Pytka, o diretor de Space Jam: O Jogo do Século (1996), está entre os muitos críticos da continuação Space Jam: Um Novo Legado, que foi lançada na semana passada nos cinemas. Falando à TMZ, o cineasta disse que achou o filme "entediante", e que só conseguiu assisti-lo inteiro após cinco tentativas.

Segundo Pytka, os problemas do longa começam com o protagonista, LeBron James. "Quando fizemos o primeiro, Michael Jordan não era só o melhor jogador de basquete do mundo... Ele era uma das maiores celebridades do planeta. LeBron é um brilhante atleta, e um bom ator, mas a verdade é que ele não é Michael Jordan", comentou.

O diretor do filme de 1996 apontou vários outros problemas da continuação, incluindo o que ele considerou um elenco coadjuvante fraco ("Eu nem me lembro o que Anthony Davis fez no filme"), e uma trilha sonora "insignificante". O maior problema para ele, no entanto, é o que Um Novo Legado fez com Pernalonga.

"Este novo Pernalonga não tem nenhuma conexão com o clássico, e isso foi algo que fizemos com muito cuidado no filme original. A nova versão do Pernalonga parece um daqueles bonecos de pelúcia que você compra para o seu filho em uma loja de aeroporto quando o voo está atrasado", criticou.

A continuação de Space Jam arrecadou US$ 31,6 milhões nas bilheterias dos EUA em sua estreia, roubando o primeiro lugar de Viúva Negra, que estreou na semana passada. Mundialmente, Space Jam: Um Novo Legado já rendeu US$ 54 milhões.

Apesar do sucesso, o filme foi mal recebido pela crítica: no Rotten TomatoesSpace Jam 2 tem desanimadores 31% de aprovação, enquanto a nota no Metacritic é 36/100.

A continuação, que estreia exatamente 25 anos após o longa original, mostra os Looney Tunes enfrentando uma nova ameaça nas quadras, desta vez com a ajuda de LeBron, considerado um dos melhores jogadores de basquete da atualidade.

 

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.