She Said: De olho no Oscar, filme sobre escândalo Weinstein ganha data

Filmes

Notícia

She Said: De olho no Oscar, filme sobre escândalo Weinstein ganha data

Carey Mulligan e Zoe Kazan estão no elenco da produção

Caio Coletti
16.07.2021
10h50
Atualizada em
16.07.2021
11h18
Atualizada em 16.07.2021 às 11h18

O drama She Said, que aborda o escândalo de assédio sexual que acabou levando à prisão de Harvey Weinstein a partir do ponto de vista das duas jornalistas do The New York Times que publicaram a primeira matéria expondo o comportamento criminoso do produtor, ganhou data de lançamento nos EUA: 18 de novembro de 2022.

A informação é do THR, e ainda não há confirmação de data no Brasil. A estreia norte-americana, no entanto, mostra que a Universal está apostando alto em She Said como concorrente ao Oscar 2023, já que o final do ano é a janela tradicional para os lançamentos que vão parar na premiação.

O drama conta com Carey Mulligan (Bela Vingança) e Zoe Kazan (Doentes de Amor) interpretando Megan Twohey Jodi Kantor, a dupla de repórteres que publicou a matéria do NYT sobre o histórico de assédio de Weinstein em 2017. As duas venceram o prêmio Pulitzer pelo trabalho, ao lado de Ronan Farrow, que ajudou a cobrir o caso em outra publicação, o The New Yorker.

Maria Schrader (Nada Ortodoxa) dirige She Said a partir de um roteiro de Rebecca Lenkiewicz (Ida). Um dos produtores do filme é Brad Pitt, através de sua empresa Plan B, que já levou filmes como A Grande ApostaMinari ao sucesso no Oscar.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.