Elenco do Quarteto Fantástico de 2015

Créditos da imagem: Quarteto Fantástico/20th Century Fox/Reprodução

Filmes

Notícia

Quarteto Fantástico | Diretor afirma que refilmagens foram como "ser castrado"

Anos após o lançamento do reboot, Josh Trank detalha os problemas nos bastidores da produção

Mariana Canhisares
06.05.2020
11h25

Anos depois do lançamento do reboot de Quarteto Fantástico, o diretor Josh Trank revelou em entrevista ao Polygon os problemas que enfrentou nos bastidores da produção. Para ele, o estúdio se decepcionou com a reação dos fãs à sua abordagem mais sombria, já perceptível no primeiro teaser, e por isso a Fox decidiu reescrever o longa e refilmá-lo, algo que, segundo Trank, foi como "ser castrado".

Desde o princípio o processo foi turbulento. Houve, por exemplo, discordâncias significativas com o roteirista Jeremy Slater sobre o tom do filme - Slater queria usar Os Vingadores, que acabara de ser lançado, como parâmetro, enquanto Trank odiava a ideia -, além do desentendimento com o ator Miles Teller, que interpretou o Senhor Fantástico.

Mas, quando o estúdio decidiu que precisava dar mais leveza ao filme e trouxe o editor Stephen Rivkin para repaginá-lo, Trank disse sentir que deixou de ser o diretor de fato. Durante as refilmagens, por sua vez, os produtores Simon Kinberg e Hutch Parker passaram a supervisionar tudo.

"Foi como ser castrado. Você está lá, basicamente assistindo os produtores definindo as cenas cinco minutos antes de você chegar, com editores contratados pelo estúdio decidindo a sequência que construiriam e o que precisavam. E, então, porque sabem que você está sendo legal, eles são simpáticos dizendo 'isso parece bom?'. Você pode dizer sim ou não".

Depois de tantos conflitos, Trank disse "sim" porque queria manter seu trabalho.

Neste momento, os rumores sobre os problemas nos bastidores do Quarteto Fantástico chegaram aos ouvidos da presidente da Lucasfilm, Kathleen Kennedy. Por causa do sucesso do primeiro filme de Trank, Poder Sem Limites, ele fora convidado para fazer um filme de Star Wars. Ele até apresentou sua ideia para um derivado sobre o Boba Fett e seu nome foi publicamente anunciado. Porém, as notícias sobre o filme da Fox abalaram a confiança da executiva da Lucasfilm.

Primeiro, Kennedy e Trank concordaram que ele não deveria participar da Star Wars Celebration, em abril de 2015. Mas, eventualmente, Trank pediu abandonou o projeto. "Pedi demissão, porque sabia que seria demitido se não o fizesse". Foi então que Trank decidiu não procurar mais blockbusters para trabalhar.

Em 2020, Josh Trank lançará Capone, filme que traz Tom Hardy no papel do temido gângster americano que comandava Chicago. O elenco conta ainda com Linda Cardellini, Matt Dillon, Kyle MacLachlan e Jack Lowden. Por enquanto, o filme não tem data de lançamento.


Quarteto Fantástico no MCU

Desde a fusão entre a 20th Century Fox e a Walt Disney Company, o Marvel Studios passou a ter controle sobre personagens que antes pertenciam ao estúdio rival, entre eles o Quarteto Fantástico e os X-Men.

Durante a San Diego Comic-Con, quando anunciou o calendário da fase 4 do MCU, o presidente do Marvel Studios Kevin Feige mencionou a equipe liderada por Senhor Fantástico apenas uma vez, dizendo que não teve tempo para falar sobre ela. No entanto, a primeira dica sobre a chegada do Quarteto foi dada ao final de Homem-Aranha: De Volta ao Lar.

Enquanto Peter Parker retoma sua rotina em Manhattan, ele aterrisa na rua ao lado da Grand Central, onde se pode ver um edifício moderno com um vão livre ajardinado. O endereço da tal construção é a rua 42, justamente onde fica o famoso Edifício Baxter, a casa da equipe de heróis.

Vale notar, porém, que nenhum anúncio oficial envolvendo a equipe foi feito até o momento.