Filmes

Lista

Melhores adaptações de livros do cinema

Citamos as histórias literárias que fizeram sucesso na telona

A cozinha
06.03.2021
20h00

Todo leitor fica na expectativa quando é anunciado uma adaptação do seu livro favorito. Há um certo medo, mas é muito satisfatório quando o roteiro segue a história de forma fiel e traz aquela sensação única que os fãs tanto amam.

Pensando nisso, hoje listamos algumas das melhores adaptações literárias já feitas, com base em uma brincadeira que a Milena Enevoadaa fez no Twitter. Confira abaixo e no vídeo acima.

O Senhor dos Anéis

Divulgação

Vamos começar pela aclamada trilogia de O Senhor dos Anéis. 17 Oscars, produção impecável, elenco incrível... deu tudo muito certo nessa adaptação.

O Senhor dos Anéis é um clássico da literatura. J.R.R Tolkien é um dos maiores autores que já existiu por sua genialidade de criar universos únicos e enriquecedores. Sua escrita pode intimidar um pouco por ser muito detalhista, mas é impossível o leitor não se envolver em sua narrativa carregada de aventuras.

A primeira adaptação veio em 2001 com O Senhor dos Anéis - A Sociedade do Anel pelas mãos de Peter Jackson e, nos anos seguintes, a trilogia se completou nas telas e se tornou um clássico. Obviamente tem algumas mudanças como em toda a adaptação, mas Jackson até se encontrou com a filha de Tolkien para ver se estava tudo de seu agrado. Alguns até dizem que o filme é melhor que o livro por conta de algumas decisões tomadas pelo roteiro. Mas, você sabia que o livro também ganhou animação? Ralph Bakshi foi responsável por essa obra, inclusive Peter adora e até pegou de inspiração.

Jogos Vorazes

Divulgação

Jogos Vorazes é um fenômeno mundial, tanto na literatura quanto nas telas. Suzanne Collins conseguiu fazer uma história que envove o leitor e que é muito parecida com o nosso mundo: reality show, desigualdade social, um líder de estado insano.

Por mais que o livro obviamente seja mais carregado de detalhes, a adaptação não deixa de passar a mesma sensação de desespero. Fora o elenco muito bem dirigido e selecionado. Jennifer Lawrence com certeza é uma ótima Katniss e conseguiu passar toda a insegurança e “frieza” da personagem com maestria.

Uma das coisas que chama a atenção também, é a visão da Capital na adaptação, já que o livro é narrado em primeira pessoa e tira um pouco dessa experiência. Já a adaptação tem a liberdade de explorar ainda mais o outro lado, o que foi ótimo para situar os fãs na história.

Coraline

Divulgação

Quem não ama a história da menina mais debochada das animações? Coraline foi escrito por Niel Gaiman e gerou um amor gigantesco nos fãs.

Por mais que a Coraline do livro seja diferente do filme, é como se o longa mostrasse um outro lado da personagem. Assim como em Jogos Vorazes, a adaptação de Coraline acrescenta elementos incríveis na história que nos envolvem ainda mais com os personagens e ambientação é lindíssima. Por exemplo: o Wibey não existe no livro e ele entra na adaptação para ter conflitos com a Coraline, algo super divertido de assistir.

Coraline é uma história muito assustadora, inclusive não indico para crianças, mas é uma ótima trama para te acompanhar em um domingo chuvoso, tanto na leitura, quanto nas telinhas.

LOVECRAFT COUNTRY

Divulgação

Lovecraft Country é uma série adaptada do livro de Matt Ruff, Território Lovecraft.

A obra foi inspirada nas histórias de H.P Lovecraft e até mesmo na pessoa dele. O autor é conhecido como o criador do Horror Cósmico, e dentro disso surgiram vários subgêneros do horror. Muitos autores se inspiram nesse gênero para criar suas obras como: Stephen King, Victor Lavalle e até mesmo N.K Jemisin.

A HBO resolveu abraçar o livro e fazer uma adaptação com Misha Green como produtora, diretora e roteirista. Ou seja, a mulher fez tudo e entregou tudo também. A série se aprofunda nos temas abordados no livro e até inova em alguns personagens, como o Montrose. Sendo sincera, Misha mudou bastante coisa da obra original o que fez com que a série ficasse mais rica em detalhes. Tem até um episódio que se passa na Coreia durante a guerra para nos apresentar outra cultura e costumes. O elenco também é impecável, com Jonathan Majors e Jurnee Smollet.

A série também quebra muitos preconceitos que o próprio Lovecraft alimentava, algo que existe na publicação, mas é muito mais aprofundado no seriado.

OBJETOS CORTANTES

Divulgação

Quem não conhece a genialidade de Gillian Flynn? Além de grandes publicações, a autora também sempre teve suas obras bem adaptadas, como é o caso de Objetos Cortantes.

O livro não passa muito das 300 páginas, mas é um imenso suspense e agonia durante a leitura. Camille é uma personagem muito bem construída, com vários problemas psicológicos e na família.

A série é muito parecida com o livro, com algumas pequenas mudanças, mas realmente pequenas. Não é uma série para todos, por ter gatilhos como suicídio, violência psicológica, mas é incrível como o seriado trouxe um tom, podemos dizer, até mais sombrio para a história.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.