Scorsese desenvolve comentário sobre a Marvel: "não deveríamos ser invadidos"

Créditos da imagem: Lars Niki/Getty Images North America/AFP

Filmes

Notícia

Scorsese desenvolve comentário sobre a Marvel: "não deveríamos ser invadidos"

Diretor de Taxi Driver aprofunda comentário de que filmes da Marvel não são cinema

Julia Sabbaga
13.10.2019
12h04
Atualizada em
13.10.2019
14h11
Atualizada em 13.10.2019 às 14h11

O diretor Martin Scorsese, que marcou manchetes recentes ao declarar que não considera os filmes do MCU como cinema, desenvolveu seu comentário em uma nova entrevista durante o festival de Londres BFI, explicando que os filmes da Marvel não deveriam dominar as salas de exibição [via CB]: 

"O valor de um filme que é como um parque temático, por exemplo, os filmes da Marvel que tornam os cinemas como parques de diversão, são uma experiência diferente. Como eu disse antes, isso não é cinema, é algo diferente. Se você gosta disso ou não, é diferente, e nós não deveríamos ser invadidos por isso. E por isso é uma grande questão, e precisamos que as salas de cinema se imponham, para permitir a exibição de filmes que são filmes narrativos". 

Depois do pronunciamento do diretor de Taxi Driver e Os Bons CompanheirosJames Gunn, que comandou os filmes de Guardiões da Galáxia, divulgou uma declaração se dizendo chateado. 

Em sua polêmica declaração, Scorsese disse que os atores não conseguem, apesar de todo o seu esforço, passar uma experiência emocional e psicológica para os espectadores. Para o diretor, os longas da Marvel, apesar de bem-feitos, estão mais próximos de atrações de parques de diversão.

Até o momento, o Universo Cinematográfico da Marvel já lançou 23 filmes conectados e anunciou seus próximos lançamentos para a Fase 4 na San Diego Comic-Com 2019

James Gunn está confirmado para dirigir Guardiões da Galáxia vol. 3 e a sequência de Esquadrão Suicida. 

Já O Irlandês, próximo filme de Martin Scorsese, terá uma estreia intimista dia 1 de novembro nos cinemas americanos, para poder concorrer ao Oscar 2020, e chega à Netflix em 27 do mesmo mês.