Disney+ pode ter versão editada de Dumbo e não incluir A Canção do Sul

Créditos da imagem: Dumbo/Walt Disney/Reprodução

Filmes

Notícia

Disney+ pode ter versão editada de Dumbo e não incluir A Canção do Sul

Ambos os filmes têm trechos racistas

Mariana Canhisares
21.04.2019
12h02

O Disney+ não incluirá em seu catálogo A Canção do Sul, longa da década de 1940 que levou uma estatueta no Oscar. De acordo com fonte do Boardwalk Times, o problema com o filme é o retrato racista que faz do sistema de plantação. Ambientado após a Guerra Civil Americana, a produção mostra homens e mulheres negros felizes em servir seus mestres brancos.

Dumbo, que também é um filme bastante polêmico nesta ótica, será editado para entrar no serviço de streaming. A cena em que o elefantinho encontra o grupo de corvos será retirada, porque o líder deles, chamado Jim Crow, é uma referência às leis que permitiam a segregação racial nos Estados Unidos. O próprio modo como o personagem anda faz um aceno a uma caricatura racista popular no país.

Procurada pelo Boardwalk Times, a Walt Disney não quis comentar.

O Disney+ será lançado nos Estados Unidos em 12 de novembro, com uma assinatura mensal de US$ 6,99. Na América Latina, porém, o serviço deve chegar apenas no segundo semestre de 2020.

Espera-se que no primeiro ano o Disney+ já disponibilize mais de 7.500 episódios e 500 filmes, além de 250 horas de conteúdo do National Geographic.