Logo do Disney+ sobre fundo azul/The Walt Disney Company

Créditos da imagem: The Walt Disney Company/Divulgação

Filmes

Notícia

Disney+ avisa usuários sobre conteúdos com visão "ultrapassada”

Estúdio tem histórico polêmico de representação de minorias

Nicolaos Garófalo
12.11.2019
23h30

As sinopses de conteúdo disponibilizadas pelo Disney+, ferramenta de streaming da Disney lançada nesta terça (12), oferece aos espectadores um aviso sobre a conteúdos que possam apresentar “representação cultural ultrapassada”. A jornalista Jeva Lange, do The Week, destacou os filmes Um Amor de Companheiro (1966), A Dama e o Vagabundo (1955) e Fantasia (1940), conhecidos por apresentarem visões racistas e homofóbicas de alguns personagens – visão considerada comum na época de seu lançamento.

No trecho do texto em que o serviço avisa o usuário, é possível ler “esse programa é apresentado como criado originalmente. Pode conter representações culturais ultrapassadas” – confira abaixo:

Isso é interessante – Disney+ está avisando quando os filmes trazem representações racistas

O lançamento do Disney+ na América Latina é previsto para o segundo semestre de 2020, sem uma data específica. Já nos EUA, o serviço já está disponível, com a assinatura de US$ 6,99 por mês.