Filmes

Notícia

Tim Miller esclarece que deixou Deadpool 2 por controle de Ryan Reynolds

Diretor do original não retornou para a sequência de 2018

Arthur Eloi
23.11.2019
19h29
Atualizada em
25.11.2019
21h08
Atualizada em 25.11.2019 às 21h08

Tim Miller teve sucesso como diretor quando comandou o primeiro Deadpool em 2016, que rapidamente se tornou uma das melhores bilheterias de filmes para maiores. Mesmo assim, ele não retornou para a sequência, lançada em 2018, que teve o posto ocupado por David Leitch. Miller sempre apontou que sua saída se deu por “diferenças criativas” mas, agora, esclareceu: Ryan Reynolds não estava lhe dando espaço.

Em entrevista ao Hollywood Reporter para falar sobre suas intrigas com James Cameron em Exterminador do Futuro: Destino Sombrio, Miller argumenta que não gosta de trabalhar em produções em que não tem liberdade para tomar suas próprias decisões, e ai ele usa Deadpool como exemplo, dizendo: “Ficou claro que Ryan Reynolds queria estar no controle da franquia. Como diretor você pode trabalhar dessa forma, e até ter bastante sucesso, mas eu não consigo.

Tendo passado seu trabalho em Destino Sombrio, Tim Miller agora desenvolve um filme de Neuromancer, clássico cyberpunk de William Gibson, e também trabalha na segunda temporada de sua série na Netflix, Love, Death + Robots.