Filmes

Crítica

Crítica: O Esquadrão Classe A

Adaptação da série de televisão dos anos 1980 é das mais fiéis e divertidas já feitas

Érico Borgo
10.06.2010, às 17H55
ATUALIZADA EM 21.09.2014, ÀS 14H03
ATUALIZADA EM 21.09.2014, ÀS 14H03

Não se levar a sério em momento algum é o grande trunfo de O Esquadrão Classe A (The A-Team, 2010), adaptação cinematográfica de uma das mais cultuadas séries de televisão dos anos 1980 (lembre dela aqui).

O estiloso diretor Joe Carnahan, que despontou em Narc e depois fez A Última Cartada, respeita os personagens e situações consagradas na telinha e apresenta no longa uma história de origem para o grupo de "soldados da fortuna que sobrevivem como aventureiros, vivendo secretamente em Los Angeles", como explicava a abertura do seriado.

Esquadrão Classe A

None

Esquadrão Classe A

None

Esquadrão Classe A

None

A trama começa com o coronel John "Hannibal" Smith (Liam Neeson) em missão ao lado do tenente Templeton "Cara-de-Pau" Peck (Bradley Cooper). Não demora para que outros dois rangers, soldados de elite do exército dos EUA, juntem-se à equipe: o sargento Bosco "BA" Barracus (Quinton Jackson) e o capitão H.M. Murdock (Sharlto Copley), estabelecendo o quarteto conhecido da TV. Alguns anos depois desse primeiro encontro, o Esquadrão Classe A tornou-se uma lenda nas forças armadas, sendo conhecido pela especialização em conseguir realizar missões consideradas absurdas. Mas a fama os torna os alvos perfeitos de uma conspiração e os quatro acabam presos. Resta agora aos soldados, excluídos das fileiras do exército, provar sua inocência enquanto são perseguidos por uma agente do FBI (Jessica Biel) e levar os responsáveis à justiça, antes que ocorra um golpe bilionário aos EUA.

Todos os elementos da série estão no filme: os planos infalíveis de Hannibal, os disfarces e o galanteio de Cara-de-Pau, a insanidade de Murdock e o temperamento ora explosivo ora sensível de BA. As sequências de execução dos planos, o humor e as interações de BA e Murdock e, principalmente, a ação, também não foram esquecidos. É definitivamente um longa-metragem do Esquadrão Classe A como nos lembramos deles na telinha, mas com os exageros do cinema recente do gênero.

Exagero, aliás, é o que não falta. Cada sequência de ação é mais absurda que a anterior, culminando em um clímax que beira o inacreditável de tantos elementos em cena e explosões (ainda que o tanque de pára-quedas seja minha cena favorita).

Carnahan também acerta em cheio no elenco. Neeson e Cooper estão ótimos, mas isso já era esperado. Copley, famoso por Distrito 9, rouba a cena com participações rápidas, mas com a qualidade de "marginal da Mad", aquelas piadinhas que ficam nos cantos das páginas da publicação e são melhores que a revista em si. Jackson, por sua vez, faz o que pode. Não compromete, mas tinha, afinal, a maior responsabilidade, substituir o insubstituível Mr. T... de qualquer maneira, lá pela final ele consegue conquistar seu espaço.

A inevitável continuação (ou vontade de), claro, não poderia ser esquecida. Mas o filme é bem estruturado e a deixa para uma sequência é bastante natural, já que o longa funciona até como um prelúdio à série. Como única falha está a necessidade de explicar os planos de Hannibal e martelar sua genialidade a todo instante, já que não faltam flashbacks para o espectador mais desatento não se perca a cada reviravolta (algumas bastante óbvias), o que chega a incomodar. Nada que prejudique a surtada aventura, porém.

Poucas vezes um filme de série de TV ficou tão divertido no cinema. Agora é aguardar como vão adaptar resto da abertura do programa original: "Se você tem um problema, se ninguém pode ajudá-lo e se você puder achá-los, talvez você possa contratar o Esquadrão Classe A"... eu certamente estarei lá para conferir.

Lembra desse? Esquadrão Classe A
Conheça os personagens
Assista aos clipes de Esquadrão Classe A
Saiba onde o filme está passando

Esquadrão Classe A
The A-Team
Esquadrão Classe A
The A-Team

Ano: 2010

País: EUA

Classificação: 12 anos

Duração: 121 min

Direção: Joe Carnahan

Elenco: Liam Neeson, Bradley Cooper, Jessica Biel, Sharlto Copley, Patrick Wilson, Quinton Jackson, Gerald McRaney, Brian Bloom, Omari Hardwick, Maury Sterling, Terry Chen, C. Ernst Harth, Raj Lal, Neil Schell, Gardiner Millar, Marc-Anthony Massiah, Rafael Pellerin, Yul Vazquez, Henry Czerny, Jacob Blair

Nota do Crítico
Ótimo

Conteúdo Patrocinado

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.