Gal Gadot como Diana Prince em Mulher-Maravilha

Créditos da imagem: Warner Bros/Divulgação

Filmes

Notícia

Gal Gadot: Cleópatra será "sexy", "inteligente" e "o que o mundo precisa ouvir"

Filme causou polêmica por oferecer mais um retrato branco da histórica princesa africana

Eduardo Pereira
05.01.2022
22h01

Em meio a uma forte polêmica sobre witewashing, a nova cinebiografia de Cleópatra, última rainha do Egito, foi defendida por Gal Gadot. A atriz israelense, que interpretará a monarca africana no filme dirigido por Kari Skogland (Falcão e o Soldado Invernal), afirmou à InStyle magazine que a produção será "uma história que é o que o mundo precisa ouvir agora".

"Eu não posso revelar muito, mas posso dizer que iremos celebrar a história de Cleópatra", afirmou Gadot. "Vamos mostrar não só o quão sexy e atraente ela era, mas quão estrategista e inteligente, e quanto impacto ela teve neste mundo que vivemos hoje. Eu assisti a todos os filmes de Cleópatra que tivemos, mas sinto que contaremos uma história que é o que o mundo precisa ouvir agora".

A atriz já tinha defendido sua escalação para o papel em dezembro de 2020, durante uma entrevista concedida à BBC. "Primeiro de tudo, se formos honestos com os fatos, Cleópatra era da Macedônia. Procuramos por uma atriz macedônia que coubesse em Cleópatra. Ela não apareceu, e eu tenho muita paixão por Cleópatra", afirmou Gadot. "Tenho amigos do mundo todo, sejam eles muçulmanos ou cristãos ou católicos ou ateus ou budistas ou judeus, é claro. Pessoas são pessoas e comigo, quero celebrar o legado de Cleópatra e honrar essa figura histórica incrível que admiro tanto. Qualquer um pode fazer esse filme, estou muito feliz que poderei fazer a minha versão também".

Um novo filme sobre a rainha do Egito não é novidade em Hollywood, tendo sido ventilado há anos e ligado ao nome de diversos cineastas. Antes de passar por Patty Jenkins (Mulher-Maravilha), que deixou o cargo para Skogland, o projeto já havia sido ligado a nomes como David Fincher (Se7en)Ang Lee (O Segredo de Brokeback Mountain) e Denis Villeneuve (Duna) — todos sem sucesso.

Assim que foi anunciado, Cleópatra foi alvo de polêmicas e críticas de whitewashing (embranquecimento) por não contratar uma atriz com a mesma origem da personagem-título, última rainha do Egito. O novo filme é escrito por Laeta Kalogridis (Alita: Anjo de Combate, Alexandre e Ilha do Medo).

Ainda não há mais detalhes de elenco, produção, ou previsão de filmagens do filme da Paramount

A história da última rainha do Egito já foi contada várias vezes em Hollywood, incluindo uma em 1934 estrelada por Claudette Colbert e a conhecida megalomaníaca versão de 1963, protagonizada por Elizabeth Taylor Richard Burton.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.