Gal Gadot como Diana Prince em Mulher-Maravilha

Créditos da imagem: Warner Bros/Divulgação

Filmes

Notícia

Gal Gadot: Cleópatra será "sexy", "inteligente" e "o que o mundo precisa ouvir"

Filme causou polêmica por oferecer mais um retrato branco da histórica princesa africana

Eduardo Pereira
05.01.2022, às 22H01

Em meio a uma forte polêmica sobre witewashing, a nova cinebiografia de Cleópatra, última rainha do Egito, foi defendida por Gal Gadot. A atriz israelense, que interpretará a monarca africana no filme dirigido por Kari Skogland (Falcão e o Soldado Invernal), afirmou à InStyle magazine que a produção será "uma história que é o que o mundo precisa ouvir agora".

"Eu não posso revelar muito, mas posso dizer que iremos celebrar a história de Cleópatra", afirmou Gadot. "Vamos mostrar não só o quão sexy e atraente ela era, mas quão estrategista e inteligente, e quanto impacto ela teve neste mundo que vivemos hoje. Eu assisti a todos os filmes de Cleópatra que tivemos, mas sinto que contaremos uma história que é o que o mundo precisa ouvir agora".

A atriz já tinha defendido sua escalação para o papel em dezembro de 2020, durante uma entrevista concedida à BBC. "Primeiro de tudo, se formos honestos com os fatos, Cleópatra era da Macedônia. Procuramos por uma atriz macedônia que coubesse em Cleópatra. Ela não apareceu, e eu tenho muita paixão por Cleópatra", afirmou Gadot. "Tenho amigos do mundo todo, sejam eles muçulmanos ou cristãos ou católicos ou ateus ou budistas ou judeus, é claro. Pessoas são pessoas e comigo, quero celebrar o legado de Cleópatra e honrar essa figura histórica incrível que admiro tanto. Qualquer um pode fazer esse filme, estou muito feliz que poderei fazer a minha versão também".

Um novo filme sobre a rainha do Egito não é novidade em Hollywood, tendo sido ventilado há anos e ligado ao nome de diversos cineastas. Antes de passar por Patty Jenkins (Mulher-Maravilha), que deixou o cargo para Skogland, o projeto já havia sido ligado a nomes como David Fincher (Se7en)Ang Lee (O Segredo de Brokeback Mountain) e Denis Villeneuve (Duna) — todos sem sucesso.

Assim que foi anunciado, Cleópatra foi alvo de polêmicas e críticas de whitewashing (embranquecimento) por não contratar uma atriz com a mesma origem da personagem-título, última rainha do Egito. O novo filme é escrito por Laeta Kalogridis (Alita: Anjo de Combate, Alexandre e Ilha do Medo).

Ainda não há mais detalhes de elenco, produção, ou previsão de filmagens do filme da Paramount

A história da última rainha do Egito já foi contada várias vezes em Hollywood, incluindo uma em 1934 estrelada por Claudette Colbert e a conhecida megalomaníaca versão de 1963, protagonizada por Elizabeth Taylor Richard Burton.

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a nossa Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.