Cena de Círculo de Fogo: A Revolta (Universal Pictures/Divulgação)

Créditos da imagem: Cena de Círculo de Fogo: A Revolta (Universal Pictures/Divulgação)

Filmes

Notícia

Círculo de Fogo: A Revolta | Guillermo del Toro diz como seria sua versão

Segundo o diretor vencedor do Oscar, caso tivesse dirigido a sequência, filme viagem no tempo intensa

Flávio Pinto
15.12.2021
17h31

Embora tenha dirigido o primeiro Círculo de FogoGuillermo del Toro não foi responsável por sua sequência, Círculo de Fogo: A Revolta. E em entrevista ao The Wrap, o diretor diz o que faria diferente em uma versão conduzida por ele. 

O vilão do filme seria um cara da tecnologia que, basicamente, teria inventado a internet 2.0. (...) Então descobríamos que os Precursores, na verdade, eram terráqueos, só que a milhares de anos no futuro. Eles tentariam terraformar, tentando, novamente, plantar para sobreviver. Eles também usariam roupas que os fariam parecer com aliens”, explicou, afirmando que a sua versão teria esse intenso salto no futuro.

Lançado nos cinemas em 2018, o filme chegou cheio de expectativa. Além de trazer John Boyega, revelado na nova trilogia de Star Wars, a produção prometia mostrar a luta entre robôs e kaijus na luz do dia — já que o primeiro Círculo de Fogo teve muitas lutas à noite e os fãs reclamaram do recurso.

No entanto, apesar de tanta expectativa, a produção não agradou. Com um orçamento estimado em US$ 150 milhões, a produção dirigida por Steven S. DeKnight arrecadou somente US$ 290 milhões no mundo, valor que praticamente só pagou pela produção e a divulgação.

Omelete agora tem um canal no Telegram! Participe para receber e debater as principais notícias da cultura pop (t.me/omelete).

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.