Charlie Sheen é acusado de abusar de Corey Haim em documentário

Créditos da imagem: Lucas/Reprodução

Filmes

Notícia

Charlie Sheen é novamente acusado de abusar de Corey Haim em documentário

Nova denúncia foi feita por Corey Feldman em (My) Truth

Pablo Raphael
10.03.2020
16h07

O ator Corey Feldman acusou Charile Sheen de ter estuprado Corey Haim durante as filmagens de Lucas - A Inocência do Primeiro Amor, em 1986. A denúncia foi feita no documentário (My) Truth: The Rape of Two Coreys ("Minha Verdade: O Estupro dos Dois Coreys", em tradução livre), no qual o ator lista os homens que abusaram sexualmente dele e de Haim quando eram astros-mirins.

Segundo a Entertainment Weekly, no documentário Feldman narra chorando o momento em que Haim lhe contou em detalhes como foi estuprado por Sheen, em plena luz do dia, no set de filmagem.

Também são citados os atores Jon Grisson e Dominick Brascia. Em 2017, Sheen foi acusado por Brascia de ter estuprado Corey Haim durante as filmagens de Lucas - Sheen tinha 19 anos e Haim, 13. A denúncia foi feita pelo ator em uma entrevista ao Esquire. Sheen negou as acusações e processou a revista. Haim faleceu de pneumonia em 2010, aos 38 anos.

Corey Haim era um ícone dos anos 1980, tendo estrelado filmes como Sem Licença Para Dirigir, Os Garotos Perdidos, O Limite do Terror e De Médico e Louco Todo Mundo Tem um Pouco.

Assédio em Hollywood

2017 foi marcado por diversas denúncias, que começaram com acusações contra o produtor Harvey Weinstein. Depois disso, vários outros casos vieram à tona, incluindo o de Kevin Spacey, que foi demitido de House of Cards depois disso.

No primeiro dia de 2018, 300 mulheres que trabalham em Hollywood, incluindo atrizes, diretoras, roteiristas e produtoras, formaram o Time’s Up, uma iniciativa para lutar contra o assédio sexual na indústria do audiovisual e também em áreas de trabalho manual, como mecânica, construção, etc.