Filmes

Lista

7 motivos que fazem de Angelina Jolie a Malévola perfeita

Sem o peso da atriz, nova franquia da Disney certamente não seria a mesma

Julia Sabbaga
27.10.2019
14h00
Atualizada em
27.10.2019
10h53
Atualizada em 27.10.2019 às 10h53

Malévola: Dona do Mal estreia esta semana, trazendo Angelina Jolie de volta ao papel que lhe rendeu elogios, como a entidade mágica que, no primeiro filme, amaldiçoou Aurora. No novo conto, a personalidade está de volta enciumada com o casamento da afilhada, e apesar de ter evoluído desde o primeiro filme, traz muitos de seus traços mais característicos. 

Para celebrar a melhor parte de Malévola - a sua intérprete - resumimos abaixo 7 motivos que fazem de Angelina Jolie a Malévola perfeita:

Boa atriz

Claro que era preciso uma boa atriz para carregar o manto de uma vilã tão icônica da Disney. A carreira de Angelina Jolie passou por diversos gêneros e já incluiu um Oscar de melhor atriz coadjuvante, por seu trabalho em Garota, Interrompida, e uma indicação de melhor atriz pelo filme de Clint Eastwood, A Troca.

Pose imponente

Em Malévola, Angelina Jolie se mostra grandiosa como nunca, se aproveitando de uma imponência que já havia sido mostrada em papeis como Lara Croft: Tomb Raider ou Alexandre. Que todos sabíamos que ela poderia se impor assim já estava claro, mas o papel como Malévola lhe deu a oportunidade de usar e abusar das poses.  

Jeito com crianças

Claro que não é preciso ser mãe para ter um jeito especial com crianças, mas o fato de Angelina Jolie ter seis filhos certamente ajudou a encontrar o jeito certo de cativar o público de Malévola. Uma de suas filhas, inclusive, figurou no primeiro filme. Na cena em que ela encontra Aurora criança, a pequena atriz é Vivienne Jolie-Pitt, escolhida por ser a única criança que não chorou ao ver Angelina usando os grandes chifres da personagem. 

Humor debochado

O jeito afrontoso e o humor debochado de Malévola não são para qualquer um, e certamente foram criados pela atriz. O estilo já estava presente em algumas de suas atuações, e pode ser visto no humor característico de Sr. & Sra. Smith.

Aquele sorriso

São poucas pessoas que conseguem traduzir tão bem um jeito travesso como Malévola faz em um simples sorriso. Aquele jeito endiabrado da personagem é, claro, auxiliado pela beleza de Angelina Jolie (que já foi eleita a mulher mais bonita do mundo algumas vezes, em diferentes veículos), mas já foi exibido na personagem que ela atuou em Garota, Interrompida, a problemática Lisa.

Perfeita para vilã

Angelina Jolie não interpretou muitas vilãs em sua carreira - apesar de ter feito isso em A Lenda de Beowulf - mas certamente fez mulheres duronas que encarnaram personalidades frias por causa do seu contexto. Um dos grandes exemplos disso foi em Salt, onde ela demonstrou toda a frieza de uma mulher que disfarça sua bondade. 

Exemplo de mulher

Além de sua carreira como atriz, Angelina Jolie é muito conhecida por seu trabalho humanitário, principalmente em questões de abuso sexual, violência contra a mulher e defesa de refugiados. Ela recebeu honrarias por isso, já tendo sido homenageada na ONU, na UNA-USA e na própria Academia de cinema, que lhe entregou o prêmio Jean Hersholt, dado por contribuições a causas humanitárias.

Malévola, apesar de infantil, traz uma mensagem bem clara sobre abuso, simbolizada no trauma sofrido pela personagem, que teve suas asas roubadas durante a noite, pelo seu amante, e por isso se tornou uma pessoa sombria. Falando sobre isso ao ABC, Angelina explicou perfeitamente: "A lição que as crianças vão aprender é que quando você é abusada, a resposta não é encontrada abusando de outra pessoa". 

Resignificar a história de origem Malévola, a vilã temida de A Bela Adormecida, foi o grande legado da nova produção da Disney. Como defensora dos direitos da mulher, ninguém poderia ter feito isso melhor do que Angelina Jolie.