2000 e 2020: os maiores nomes de Hollywood antes e depois

Créditos da imagem: Jennifer Aniston/Daniel Radcliffe/Leonardo DiCaprio/Scarlett Johansson/Scott Nelson/Lucy Nicholson/AFP

Filmes

Lista

2000 e 2020: os maiores nomes de Hollywood antes e depois

Em celebração dos 20 anos de Omelete, relembramos como as maiores estrelas estavam há duas décadas

Julia Sabbaga
29.05.2020
16h30
Atualizada em
29.05.2020
16h02
Atualizada em 29.05.2020 às 16h02

O mundo do entretenimento era um lugar totalmente diferente em 2000. Não havia streaming, não havia MCU, e mal havia filmes de super-herói. Na realidade, o longa que deu o pontapé para o cinema de herói que conhecemos hoje foi X-Men: O Filme, lançado precisamente em 2000. 

Vinte anos atrás, muitos dos maiores nomes de Hollywood eram totalmente diferentes. Angelina Jolie tinha acabado de levar um Oscar, Robert Downey Jr. vivia afogado em problemas de abuso de substâncias, Amy Adams começava sua carreira e Daniel Radcliffe era um ator mirim absolutamente desconhecido. Aproveitando o nosso clima de cápsula do tempo em comemoração aos 20 anos do Omelete, relembramos um pouco mais do que era o mundo do estrelado em 2000, e comparamos o que os maiores nomes de hoje significavam para o entretenimento da época. Confira:

Will Smith

Will Smith antes e depois
JON KOPALOFF/GETTY IMAGES via AFP/THOMAS COEX/AFP

Em 2000: Will Smith, de MIB e Um Maluco no Pedaço
Em 2020: Will Smith e ponto

Atualmente um dos atores mais bem pagos do mundo, Will Smith começou sua escalada explosiva para a fama um pouco antes e por volta do começo dos anos 2000. Ele já tinha uma carreira bem estruturada como rapper e já havia estrelado Um Maluco no Pedaço, que encerrou sua última temporada em 1996. Depois de ser escalado grandes blockbusters como Independence Day (1996), MIB: Homens de Preto (1997), e Inimigo do Estado (1998), em 2000 Smith atuou no drama Lendas da Vida, e preparava uma nova fase da carreira, que inclui sua primeira indicação ao Oscar, em 2002, por seu papel em Ali. Hoje em dia, o ator continua lembrado por esses trabalhos, mas sua fama se estende por todo tipo de gênero, e recentemente chamou atenção em longas como Bad Boys Para Sempre e como o gênio no live-action de Aladdin

Scarlett Johansson

Scarlett Johansson em Pig - Uma Aventura Animal e em 2019
Pig Productions/Amy Sussman/AFP

Em 2000: atriz aspirante 
Em 2020: a Viúva Negra que foi indicada ao Oscar duas vezes no mesmo ano 

Atualmente a atriz mais bem paga do mundo, Scarlett Johansson hoje significa Viúva Negra e indicações ao Oscar (já que este ano ela foi indicada duas vezes, por atuações protagonista e coadjuvante em História de um Casamento e Jojo Rabbit. Mas em 2000 as coisas eram muito diferentes. Johansson estava começando sua carreira; ela atuava desde 94, mas foi no início de 2000 que ela conseguiu seus primeiros papéis de destaque, no filme dos Irmãos Coen O Homem que Não Estava Lá e Ghost World: Aprendendo a Viver, ambos em 2001. 

Keanu Reeves

Keanu Reeves em 2000 e 2020
Scott Nelson/Robyn Beck/AFP

Em 2000: o Neo
Em 2020: o Keanu Reeves

Keanu Reeves é outro que começava sua ascendência no início de 2000, já tendo estrelado em Velocidade Máxima (1994), Advogado do Diabo (1997) e Matrix (1999), e já era uma estrela. Por volta dos anos 2000, ele continuou na franquia de Matrix enquanto fazia longas como Doce Novembro e Hardball - O Jogo da Vida. Atualmente, Reeves é um dos maiores astros de ação do cinema, principalmente por seu trabalho nos filmes John Wick, e atualmente aquece para o lançamento da sequência de Bill & Ted.

Robert Downey Jr.

Robert Downey Jr. em 2000 e 2020
JON KOPALOFF/GETTY IMAGES VIA AFP/LUCY NICHOLSON/AFP

Em 2000: garoto problema
Em 2020: o Homem de Ferro

No começo dos anos 2000, Robert Downey Jr. passava por uma fase dura da sua carreira. Ele já era um ator conhecido e inclusive já tinha sido indicado ao Oscar, por Chaplin, em 1993. Mas entre 96 e 2001, Downey Jr. foi preso diversas vezes por posse e abuso de drogas, e entrava e saía de programas de reabilitação. Já por 2005 ele começou a colocar a carreira nos trilhos com papéis menores até que em 2008 ele foi escalado no papel que mudaria para sempre sua vida, em Homem de Ferro, personagem que interpretaria até 2019, em Vingadores: Ultimato. Seu último papel no cinema, em 2020, foi no malfadado Dolittle

Daniel Radcliffe

Daniel Radcliffe em 2000 e 2020
AMANDA EDWARDS/GETTY IMAGES VIA AFP

Em 2000: apenas uma criança 
Em 2020: o Harry Potter 

Em 2000, Daniel Radcliffe tinha apenas 11 anos e estava prestes a estrelar o primeiro filme de Harry Potter, que foi lançado em 2001, mas ainda não havia se tornado um nome mundialmente conhecido. Ele já era ator e teve pequenos papéis na série David Copperfield e no longa O Alfaiate do Panamá antes de se tornar o menino bruxo, mas hoje sua carreira é muito diferente. Oito filmes de Harry Potter depois, Radcliffe se distanciou dos holofotes procurando papéis em filmes menores, como Amaldiçoado ou Guns Akimbo, e atualmente estrela a série Miracle Workers, da CBS. Este ano, o ator também foi visto no episódio interativo de Unbreakable Kimmy Schmidt

Angelina Jolie

Angelina Jolie em 2000 e 2020
HECTOR MATA/TIZIANA FABI/AFP

Em 2000: vencedora do Oscar, garota-problema
Em 2020: mãe, diretora, Malévola, embaixadora da ONU

Angelina Jolie também era uma atriz bem diferente no começo dos anos 2000, dando seus primeiros passos para o grande estrelato. Ela já havia tido papéis grandes como em O Colecionador de Ossos (1999) mas foi sua vitória no Oscar por Garota, Interrompida, de 2000, que a tornou uma estrela de Hollywood. Depois de uma carreira repleta de sucessos como Lara Croft: Tomb Raider, Sr. & Sra. Smith e A Troca, hoje Jolie é bem conhecida também por seus trabalhos de ajuda humanitária, e além de protagonizar Malévola também se tornou estrela da Marvel, com papel em Os Eternos. 

Christian Bale

Christian Bale em 2000 e 2020
ALBERTO E. RODRIGUEZ/GETTY IMAGES VIA AFP/TOSHIFUMI KITAMURA/AFP

Em 2000: o Psicopata Americano 
Em 2020: o Batman do Nolan 

Foi exatamente há 20 anos que Christian Bale explodiu nos holofotes, quando interpretou o protagonista de Psicopata Americano, depois de anos de papeis importantes, mas menores. Antes, Bale era conhecido por interpretações em Adoráveis Mulheres e Império do Sol, mas 20 anos depois, o ator é famoso por suas transformações absurdas, e personagens que vão desde Batman na trilogia do Cavaleiro das Trevas ao antigo vice-presidente dos EUA, Dick Cheney, em Vice. Bale já foi indicado quatro vezes ao Oscar desde 2011, quando ganhou por O Vencedor

Samuel L. Jackson

Samuel L. Jackson em 2000 e 2020
LUCY NICHOLSON/AFP/PARAS GRIFFIN/GETTY IMAGES/AFP

Em 2000: o queridinho do Tarantino
Em 2020: o Nick Fury e o queridinho do Tarantino

Em 2000, Samuel L. Jackson já era Samuel L. Jackson, principalmente por papéis memoráveis em filmes como Os Bons Companheiros (1990), Jurassic Park (1993), Pulp Fiction: Tempo de Violência (1994) e Star Wars, Episódio I: A Ameaça Fantasma (1999). Já com fama cimentada (literalmente inclusive, porque em 2000 ele deixou sua marca na Calçada da Fama), em 2000 ele atuou em Shaft e Corpo Fechado. Vinte anos depois, Samuel L. Jackson é mundialmente conhecido por ser figurinha carimbada em diversos filmes de Quentin Tarantino além de viver o icônico diretor da S.H.I.E.L.D, Nick Fury, nos filmes da Marvel.

Leonardo DiCaprio

Leonardo DiCaprio em 2000 e 2020
LUCY NICHOLSON/ROBYN BECK/AFP

Em 2000: o Jack do Titanic 
Em 2020: o melhor ator do mundo 

Em 2000, Leonardo DiCaprio já tinha sido indicado ao Oscar (por atuação coadjuvante em Gilbert Grape: Aprendiz de Sonhador, de 1994) e era mundialmente conhecido, graças, principalmente, ao seu papel de 1997 em Titanic, que seguiu produções como O Homem da Máscara de Ferro (1998). Mas no começo do século ele lutava para se afastar de personagens simplesmente bonitinhos e investiu personagens mais sérios, em filmes como Gangues de Nova York e Prenda-me se for Capaz, ambos de 2002. Vinte anos depois, em 2020, Leonardo DiCaprio é um dos atores mais aclamados de Hollywood, com sete indicações ao Oscar e uma vitória, por O Regresso (2016). 

Jennifer Aniston

Jennifer Aniston em 2000 e 2020
VALERIE MACON/SCOTT NELSON/AFP

Em 2000: a Rachel 
Em 2020: a Jennifer Aniston 

Em 2000, Jennifer Aniston já era a grande estrela de Friends, que estava em suas 6ª e 7ª temporada, relembradas pelo cabelão da Rachel, e foi indicada ao seu primeiro Emmy pelo papel na série (ela só viria a ganhar na premiação em 2002). Até então, a atriz fazia atuações pontuais no cinema, em comédias românticas como A Razão do Meu Afeto (1998), e hoje tem um currículo estelar que a tornou uma das atrizes mais bem pagas de Hollywood. Seus maiores sucessos no cinema incluem Separados pelo Casamento (2006) e Marley & Eu (2008) e suas atuações mais aclamadas aconteceram em produções menores, como Por Um Sentido na Vida (2002) e Cake: Uma Razão Para Viver (2014). Hoje ela estrela a série da Apple The Morning Show, pela qual ganhou um SAG de Melhor Atriz em Série Dramática.

Hugh Jackman

Hugh Jackman em 2000 e 2020
LUCY NICHOLSON/AFP/ROY ROCHLIN/GETTY IMAGES VIA AFP

Em 2000: o Wolverine 
Em 2020: o eterno Wolverine

Todo mundo conhece Hugh Jackman por seu papel como Wolverine na franquia X-Men, um personagem que foi interpretado pelo ator pela primeira vez exatamente há 20 anos, em 2000, com a estreia de X-Men: O Filme. Até então, Jackman era mais conhecido por seus papéis em musicais no West End, e tinha atuado em algumas séries pequenas. Quando conseguiu o papel do mutante no filme de 2000, sua carreira mudou completamente, e em 2018 ele entrou para o livro dos recordes por ter passado mais tempo atuando como um herói da Marvel (ele interpretou Wolverine em sete filmes e 18 anos no total) . Desde então, Jackman foi indicado ao Oscar pelo papel em Os Miseráveis (2012), foi aclamado pelo musical O Rei do Show (2017), e atualmente chama atenção em papéis dramáticos como Má Educação. Este ano ele pretende retornar à Broadway no musical The Music Man.

Halle Berry

Halle Berry em 2000 e 2020
SCOTT NELSON/AFP/AMY SUSSMAN/GETTY IMAGES VIA AFP

Em 2000: a Tempestade 
Em 2020:  Vencedora do Oscar, atriz de ação aos 54 anos

Assim como Hugh Jackman, Halle Berry também teve sua grande explosão de fama com X-Men: O Filme, de 2000, mas antes disso a atriz já era relativamente bem conhecida, inclusive já tinha vencido o Globo de Ouro e o Emmy por sua performance no filme para TV Dorothy Dandridge - O Brilho de uma Estrela (1999). Mas desde seu papel como Tempestade a atriz ganhou notoriedade e se tornou uma das mais bem pagas do começo dos anos 2000, escalada em filmes como A Última Ceia (2001), 007 - Um Novo Dia Para Morrer (2002) e no filme da Mulher-Gato, de 2004. Ela ganhou o Oscar de Melhor Atriz por seu papel em A Última Ceia, se tornando a primeira (e única até hoje) atriz negra a receber a estatueta. Recentemente, ela apareceu em filmes como Kingsman: O Círculo Dourado (2017) e John Wick 3: Parabellum (2019).

Jackie Chan

Jackie Chan em 2000 e 2020
LUCY NICHOLSON/AFP/KEVIN WINTER/GETTY IMAGES VIA AFP

Em 2000: o Jackie Chan 
Em 2020: o Jackie Chan

Já na ativa desde os anos 60, Jackie Chan já era um ator bem estabelecido no cinema no início dos anos 2000, inclusive em Hollywood, principalmente pelas performances em Arrebentando em Nova York (1995) e A Hora do Rush (1998). Em 2000, no entanto, ele investiu ainda mais no sucesso em Hollywood com a comédia Bater ou Correr, com Owen Wilson, e continuou em uma sequência de sucessos que incluem A Hora do Rush 2 (2001), O Terno de Dois Bilhões de Dólares (2002) e Bater ou Correr em Londres (2003). Desde então, Chan tem atuado cada vez menos em filmes de ação (em 2012 ele anunciou que sua idade o impediria de fazer filmes com atividade física intensiva), e nos últimos anos focou seus esforços em produções chinesas. Atualmente, ele segue na lista da Forbes de atores mais bem pagos, em 5º lugar segundo o último cálculo.

Viola Davis

Viola Davis em City of Angels e em 2020
TOLGA AKMEN/AFP

Em 2000: uma atriz em busca do seu lugar ao sol 
Em 2020: a Viola Davis

Viola Davis já tinha uma longa carreira em pequenos filmes e séries antes de sua chegada à fama, e em 2000, ainda pouco conhecida, atuava na série dramática City of Angels. Ela fez papéis pequenos em filmes como Traffic (2000), Kate & Leopold (2001), Longe do Paraíso (2002) e Syriana (2005) até finalmente ganhar um papel de destaque em Dúvida (2008), que rendeu indicações ao Globo de Ouro e Oscar, e finalmente a lançou ao estrelato. Desde então, ela foi indicada também por atuação principal em Histórias Cruzadas, em 2012, e levou a estatueta em 2017, por atuação coadjuvante em Um Limite Entre Nós. Em 2015, ela se tornou a primeira mulher negra a ganhar o Emmy por atuação dramática em uma série, How To Get Away With Murder que durou até 2020. 

Ben Affleck

Ben Affleck em 2000 e 2020
LUCY NICHOLSON/AFP/EMMA MCINTYRE/GETTY IMAGES VIA AFP

Em 2000: Roteirista vencedor do Oscar, galã de cinema
Em 2020: Diretor reconhecido e ex-Batman

Ben Affleck também vivia um bom momento de sua carreira em 2000, saindo do sucesso de crítica de Gênio Indomável em 1997. Ele já era um ator bem estabelecido, principalmente por seus papeis em filmes de comédia do Kevin Smith (como Procura-se Amy e Dogma) mas foi no início dos anos 2000 que ele cimentou sua carreira com papéis protagonistas, em filmes como Pearl Harbor (2001) e Demolidor (2003). Apesar de altos e baixos na carreira, Ben Affleck levou o Oscar de Melhor Filme por Argo em 2013 (que dirigiu, atuou e produziu) e atualmente é relembrado por seu papel como Batman em Batman Vs. Superman (2016) e Liga da Justiça (2017). Seu último filme, O Caminho de Volta, de 2020, rendeu diversos elogios à sua performance. 

Amy Adams

Amy Adams em That 70's Show e no Oscar de 2019
VALERIE MACON/AFP

Em 2000: uma atriz em busca do seu lugar ao sol
Em 2020: a injustiçada no Oscar, Amy Adams

Amy Adams ficou conhecida pelo mundo todo em 2007, por seu papel em Encantada, mas ela já havia tido um papel de certo destaque em Prenda-Me Se For Capaz, de Steven Spielberg, em 2002. Até lá, ela teve pequenas participações em séries como That 70's Show e Buffy: A Caça Vampiros. Desde 2000, Adams se tornou uma das atrizes mais aclamadas de Hollywood, e já foi indicada ao Oscar seis vezes, sem nenhuma vitória. Entre as indicações há apenas uma de papel principal, por Trapaça, em 2013, e entre suas indicações como coadjuvante estão performances em Retrato de Família (2006), O Mestre (2012) e Vice (2018). Seus próximos trabalhos incluem adaptação do livro A Mulher na Janela, de A.J. Finn, e a sequência de Encantada, sem previsão de estreia. 

Rodrigo Santoro

Rodrigo Santoro em O Bicho de Sete Cabeças e em 2020
DAVID LIVINGSTON/GETTY IMAGES VIA AFP

Em 2000: Galã de novelas brasileiras
Em 2020: Galã de Hollywood 

Até o ano 2000, o trabalho de Rodrigo Santoro era mais conhecido na televisão, em novelas como O Amor Está no Ar (1997) e Hilda Furacão (1998), mas foi neste ano que o ator brasileiro teve sua interpretação aclamada, pelo filme Bicho de Sete Cabeças, de Laís Bodanzky, e passou a concentrar seus trabalhos no cinema, iniciando uma fase que chegaria em Hollywood e eventualmente lhe renderia o prêmio de ator revelação em Cannes, em 2004. Depois de Abril Despedaçado (2001), indicado ao Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro, e Carandiru (2003), ele recebeu convites para atuar em As Panteras: Detonando (2003), Simplesmente Amor (2003), 300 (2006) e Lost (2007). No ano passado o ator interpretou o Louco em Turma da Mônica: Lições e esteve na 2ª temporada de Westworld.  

Meryl Streep

VINCE BUCCI/AFP/Amy Sussman/GETTY IMAGES VIA AFP

Em 2000: A indicada ao Oscar 12 vezes, Mery Streep 
Em 2020: A indicada ao Oscar 21 vezes, Meryl Streep

Em 2000, Meryl Streep já havia sido indicada 12 vezes ao Oscar, e levado duas estatuetas para casa, por Kramer vs. Kramer (1979) e A Escolha de Sofia (1982). Em 2000 ela viveu uma época de ressurgimento em sucessos comerciais e de crítica, que nas décadas anteriores era variado, estrelando filmes como Adaptação (2002), As Horas (2002) e na série da HBO Angels in America (2003). Desde então, ela teve grandes sucessos comerciais como O Diabo Veste Prada (2006), Mamma Mia! (2008) e Simplesmente Complicado (2009). Atualmente, Streep adicionou mais 9 indicações ao Oscar (totalizando 21) e uma vitória, como Atriz Principal em A Dama de Ferro (2011). Seus longas recentes incluem A Lavanderia (2019) e Adoráveis Mulheres (2019), além da 2ª temporada de Big Little Lies, e entre seus próximos lançamentos está o novo filme de Steven Soderbergh, Let Them Talk.

Fernanda Montenegro

Fernanda Montenegro em 1999 e em A Vida Invisível
VINCE BUCCI/AFP

Em 2000: a merecedora do Oscar de Melhor Atriz 
Em 2020: Patrimônio Nacional

Em 2000, Fernanda Montenegro já tinha uma extensa carreira e já era conhecida mundialmente por sua performance em Central do Brasil, que a fez a única intérprete brasileira a ser indicada ao Oscar por Melhor Atriz. Desde então ela também esteve em O Auto da Compadecida (2000), Olga (2004) e O Amor nos Tempos do Cólera (2007), além das novelas Belíssima (2005), Passione (2010) e Doce de Mãe (2014), produção pela qual ela ganhou o Emmy internacional de Melhor Atriz. No ano passado, Montenegro esteve no elenco de A Vida Invisível, de Karim Aïnouz, vencedor do prêmio Un Certain Regard, de Cannes. 

Paul Rudd

Paul Rudd em Wet Hot American Summer e em 2020
DIMITRIOS KAMBOURIS/GETTY IMAGES VIA AFP

Em 2000: o Josh de Patricinhas
Em 2020: o Homem-Formiga

Como todos bem sabem, Paul Rudd não envelhece fisicamente, mas sua carreira mudou drasticamente desde 2000 para cá. Ele já tinha aparecido em As Patricinhas de Beverly Hills (1995) e reunia alguns papéis de destaque, em filmes como Romeu + Julieta (1996), A Razão do Meu Afeto (1998) e Regras da Vida (1999) mas não foi até seu papel em Friends como Mike que ele estourou profissionalmente. No início dos anos 2000 ele passou a trabalhar com Judd Apatow, que lhe escalou em filmes como O Âncora: A Lenda de Ron Burgundy (2004), O Virgem de 40 Anos (2005) e Ligeiramente Grávidos (2007) e atualmente ele é mais conhecido como o Homem-Formiga da Marvel. No ano passado ele protagonizou a série Cara x Cara, da Netflix, e no ano que vem estrelará o novo Ghostbusters