BBC e Disney/Reprodução (Montagem)

Créditos da imagem: BBC e Disney/Reprodução (Montagem)

Séries e TV

Lista

Emmy 2021: John Boyega, Pedro Pascal, e outros esnobados da premiação; confira

Indicados foram anunciados hoje (13); TNT vai transmitir a premiação dia 19 de setembro às 22h30 (horário de Brasília)

Flávio Pinto
13.07.2021
15h00
Atualizada em
14.07.2021
20h16
Atualizada em 14.07.2021 às 20h16

Assim que os anúncios de qualquer cerimônia de prêmios terminam, duas coisas são certas: há a emoção dos indicados, e a revolta dos esnobados — e de seus fãs, claro. Não importa, todo ano há séries, atuações, ou aspectos técnicos que vão passar batidos pela Academia de Artes e Ciências Televisivas. E este ano, não poderia ser diferente.

Omelete resolveu listar algumas das grandes injustiças cometidas pelo Emmy deste ano. Ou, pelo menos algumas grandes incoerências dentre as indicações da 73ª entrega dos Emmy. (Sabe quando uma série é super indicada, mas a estrela da produção fica de fora? Pois, é... Isso é considerada uma incoerência)

Lembrando que a cerimônia deste ano será transmitida no Brasil pela TNT, dia 19 de setembro, às 22h30 (pelo horário de Brasília), e Cedric the Entertainer (Uma Turma do Barulho e Be Cool: O Outro Nome do Jogo) será o mestre de cerimônia.

Confira abaixo quais foram as grandes esnobadas do ano e veja se concorda (ou não) com as nossas escolhas.

 

John Boyega e a antologia Small Axe

BBC/Divulgação
BBC/Divulgação

Criada pelo diretor Steve McQueen (12 Anos de Escravidão), a antologia Small Axe tinha como proposta apresentar um recorte histórico sobre imigrantes negros na Inglaterra entre 1960 e 1980, lidando com situações de opressão. São cinco lindas e viscerais histórias. Muitas que foram extremamente elogiadas individualmente, e como coletânea (a antologia chegou a vencer o prêmio de melhor filme pela Associação de Críticos de Los Angeles no início deste ano). Produzida pela BBC e distribuída mundialmente pela Amazon Prime Video, a Academia não parece ter sido muito fã. Nem mesmo de Lovers Rock ou Red, White and Blue, pelo qual John Boyega venceu o Globo de Ouro de melhor ator coadjuvante em telefilme ou minissérie, e era o favorito para levar o Emmy. No Brasil, você pode assistir aos 5 telefilmes de Small Axe pela Globoplay.

 

O elenco de The Boys

Prime Video/Reprodução
Prime Video/Reprodução

Embora tenha recebido cinco indicações ao Emmy este ano, incluindo a mais importante da todas — melhor série dramática — os atores da produção ficaram a ver navios. Em especial, Aya Cash (Stormfront), Karl Urban (Billy Butcher) e Antony Starr (Homelander), os membros do elenco mais elogiados pela imprensa especializada. 

Pedro Pascal

Lucasfilm/Reprodução
Lucasfilm/Reprodução

The Mandalorian foi a série mais indicada do ano. E se antes houvesse um consenso que o alto número de nomeações do título fosse um produto do seu alto valor de produção, este ano, a série provou que não é bem assim, recebendo indicações a roteiro, direção, e também em algumas categorias de atuação. Timothy Olyphant, o Cobb Vanth, e Giancarlo Esposito, o Moff Gideon, foram lembrados. Curiosamente, Pedro Pascal, que interpreta o personagem-título da série, foi esquecido. Mas fica triste não, Pedro, que pelo menos eles também não indicaram a Gina Carano...

girls5eva

NBC Universal/Divulgação
NBC Universal/Divulgação

Ainda inédita no Brasil, Girls5eva é uma das produções mais aclamados da plataforma de streaming Peacock (da NBC Universal, que também é dona da Hulu). A produção gira em torno de uma girl band que fez sucesso momentâneo por conta de um hit só no início dos anos 2000, que se reencontra após anos e tenta retomar a banda. O elenco é liderado por Sara Bareilles, Renée Elise Goldsberry (Hamilton), Paula Pell (30 Rock) e Busy Philipps (Cougar Town). Ah, esqueci do mais importante: a série é produzida pela Tina Fey, que venceu uns 11 Emmys nos últimos anos, e que também faz uma participação — como Dolly Parton — em um dos episódios da comédia.

Underground Railroad

Amazon Prime Video/Divulgação
Amazon Prime Video/Divulgação

Muitos descrevem Underground Railroad como aquela série do "ame ou deteste" (inclusive nós). Surpreendentemente, a produção ainda conseguiu uma indicação como melhor minissérie. Mas só. Nenhum de seus atores foram lembrados, ou o seu roteiro (um dos principais elogios à produção foi a forma como a adaptação foi conduzida), e tampouco os aspectos técnicos. Tirando a surpreendente nomeação a minissérie, algumas lembranças nas categorias de som, e uma em direção, foi como se ninguém tivesse visto a produção da Amazon Prime Video

Marielle Heller

Netflix/Divulgação
Netflix/Divulgação

Atriz, diretora, e um dos grandes arcos emocionais de O Gambito da Rainha, a indicação — e até mesmo a vitória — de Marielle Heller na categoria de melhor atriz coadjuvante em telefilme, série limitada ou série de antologia parecia ser barbada. Mas, aparentemente, os votantes da Academia, ficaram tão viciados na rainha que esqueceram a mãe dela no churrasco. E falando na rainha...

Bill Camp

Netflix/Reprodução
Netflix/Reprodução

Isso mesmo, o zelador do orfanato. Aquele que ensinou a jovem Beth Harmon os primeiros lances em um tabuleiro, a tal "figura paterno" que ela sempre sonhou, o magnífico Bill Camp também ficou de fora. A vaga, que supostamente seria do ator — que foi até mesmo indicado ao prêmio do Sindicato dos Atores — ficou com Thomas Brodie-Sangster, que faz o interesse amoroso de Taylor-Joy pelo final da série.

Joseph Fiennes

Hulu/Divulgação
Hulu/Divulgação

Este ano, o elenco inteiro de The Handmaid's Tale foi indicado, entrando para a história da premiação. O elenco inteiro, 10 atores da série. Todos eles. Até mesmo alguns que nunca haviam entrado em edições anteriores da premiação, como O-T Fagbenle, que interpreta Luke, e Madeline Brewer, a Janine. O único ator da série que não entrou foi Joseph Fiennes. Por que será que isso aconteceu? Será que a Academia, assim como os espectadores, pegaram um nojo incomensurável de Fred e não suportaram a possibilidade de ter que votar no ator — por medo de soar como um apoio às atitudes do personagem? Ou talvez porque Fiennes resolveu se submeter como melhor ator principal em série dramática, e não como ator coadjuvante, categoria na qual ele costumava se submeter — e foi indicado em 2018. Jamais saberemos...

Maya Erskine e Anna Konkle

Hulu/Divulgação
Hulu/Divulgação

Pen15 foi indicada a melhor comédia, melhor elenco e melhor roteiro. Maya Erskine e Anna Konkle (na imagem), criaram, escrevem, produzem e estrelam a produção, na qual são duas amigas no início do ensino médio vivendo o melhor e pior — mais pior do que melhor, para ser sinceiro — da puberdade, e nos fazem relembrar o suprassumo da vergonha alheia que é essa época. Rodeadas de atores mirins, elas interpretam a si mesmas adolescentes e são sensacionais. Ambas mereciam demais indicações individuais na categoria de melhor atriz em série de comédia. Injustiça, Academia!

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.