Duna | Villeneuve pediu que roteirista focasse mais nas mulheres da história

Créditos da imagem: Rebecca Ferguson em Duna (Reprodução)

Filmes

Notícia

Duna | Villeneuve pediu que roteirista focasse mais nas mulheres da história

Diretor diz que é "fascinado pela relação entre feminilidade e poder"

Caio Coletti
30.09.2021
08h33
Atualizada em
01.10.2021
14h25
Atualizada em 01.10.2021 às 14h25

O diretor Denis Villeneuve contou que, durante o processo de roteirização de Duna, pediu ao escritor Eric Roth que tentasse focar a história mais nas personagens femininas do universo criado por Frank Herbert nos livros. Em entrevista à Empire, o cineasta explicou o motivo.

"Para mim, era importante trazer mais feminilidade à história. Eu sou fascinado pelo relacionamento entre feminilidade e poder, e o lugar das mulheres na sociedade. Eric Roth me perguntou: 'Se você tivesse que escolher um aspecto do livro para se focar, qual seria?'. E eu respondi: 'As mulheres'", comentou.

Este foco se traduz, ao menos neste primeiro filme, em um espaço maior para Lady Jessica (Rebecca Ferguson), a mãe do protagonista Paul Atreides (Timothée Chalamet).

"A história toda só acontece por causa dela, porque ela escolheu ter um filho ao invés de uma filha [em um programa de inseminação artificial]", apontou o diretor. "Ela é uma personagem fascinante, e sem dúvida uma das mais influentes do livro".

Na nova adaptação de Duna, Paul Atreides (Chalamet) é um aristocrata cuja família aceita controlar o planeta-deserto Arrakis, produtor de um recurso valioso e disputado por diversas famílias nobres. Ele é forçado a fugir para o deserto - com a ajuda de sua mãe - e se junta a tribos nômades, eventualmente liderando-as por conta de suas habilidades mentais avançadas.

O livro de Frank Herbert é conhecido como uma das obras mais complexas da história da ficção científica, e já rendeu uma adaptação para as telonas dirigida por David Lynch, em 1984. No Brasil, os livros da franquia Duna são publicados pela Editora Aleph.

Duna estreia em 21 de outubro de 2021 nos cinemas brasileiros e, de acordo com a janela de exibição, deve entrar 35 dias depois para o catálogo da HBO Max.

Omelete agora tem um canal no Telegram! Participe para receber e debater as principais notícias da cultura pop (t.me/omelete).

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.