Filmes

Notícia

Esquadrão Suicida 2 | Jornalista detalha a saída de Gavin O’Connor

Diretor era cotado para o projeto antes de James Gunn

Camila Sousa
09.10.2018
17h19
Atualizada em
10.10.2018
16h20
Atualizada em 10.10.2018 às 16h20

Justin Kroll, jornalista da Variety, detalhou porque Gavin O'Connor deixou a direção de Esquadrão Suicida 2. Ele era cotado para o projeto antes do envolvimento de James Gunn:

Foto de Esquadrão Suicida
Esquadrão Suicida/Warner/Divulgação

"Em relação a Gavin O'Connor em Esquadrão Suicida 2, ouvi que a história que ele tinha para a sequência era quase idêntica à trama de Aves de Rapina. Quando este filme recebeu sinal verde para ser feito antes de Esquadrão 2, O'Connor ficou frustrado e deixou o projeto para fazer um longa chamado The Has-Been".

A Warner confirmou que está em negociações com James Gunn para Esquadrão Suicida 2. Ele pode escrever e comandar o filme, dando uma nova abordagem para o projeto.

Ainda sem previsão de lançamento, Esquadrão Suicida 2 seria dirigido anteriormente por Gavin O'Connor e deve ter o retorno de nomes do elenco principal, como Margot Robbie como Arlequina, Jared Leto como Coringa, Joel Kinnaman como Rick Flag, entre outros. Recentemente a primeira versão do roteiro ficou pronta - saiba mais.

James Gunn foi dispensado de Guardiões da Galáxia Vol. 3 quando dezenas de tweets de Gunn de quase uma década atrás foram resgatados. Os posts faziam comentários ofensivos em tom de piada sobre assuntos delicados como pedofilia e estupro e foram trazidos à tona por membros da alt-right, o movimento conservador formado pelos supremacistas brancos norte-americanos.

O estúdio agiu rapidamente e removeu Gunn da direção da terceira parte da franquia, acreditando que os comentários, apesar de antigos, eram inaceitáveis e não estavam de acordo com a imagem pública da Disney. Gunn se desculpou pelos comentários antigos, e, desde então, tem recebido apoio tanto de fãs quando de todo o elenco de Guardiões da Galáxia.