Coringa

Créditos da imagem: Coringa/Warner Bros./Divulgação

Filmes

Notícia

Coringa | Policiais à paisana estarão em exibições do filme em Nova York

Polícia prepara operação em salas de Manhattan, Bronx, Queens, Brooklyn e Staten Island

Itaici Brunetti
02.10.2019
16h37
Atualizada em
04.10.2019
13h01
Atualizada em 04.10.2019 às 13h01

A polícia de Nova York, nos Estados Unidos, fará uma operação secreta nos cinemas neste fim de semana, devido às preocupações da estreia de Coringa. Policiais à paisana estarão infiltrados em salas de Manhattan, Bronx, Queens, Brooklyn e Staten Island para garantir a segurança das pessoas, apurou o Deadline.

Na semana passada, Rodney Harrison, chefe de patrulha da polícia de NY, disse que oficiais devidamente fardados estarão presentes nos cinemas para garantir que nada de ruim ocorra com quem for assistir ao longa. Agora, agentes disfarçados também estarão nas salas. "Essa é uma abordagem policial de 360 ​​graus para garantir a segurança de quem for aos cinemas, e também das pessoas nas ruas", disse um guarda policial ao site.  

"Se algo acontecer dentro de uma das exibições, pretendemos pacificar a situação de maneira rápida e conclusiva", assegurou a fonte. "Não há ameaças específicas ou concretas no momento e esses eventos continuarão sendo monitorados de perto", completou um porta-voz da polícia. “Qualquer pessoa suspeita será abordada conforme necessário. Pessoas estão sendo incentivadas a ajudar a polícia com a responsabilidade de manter a segurança pública. Se você ver algo, ligue para o 911”

A rede de cinemas AMC informa que não será permitido armas ou qualquer item que faça com que outra pessoa se sinta desconfortável ou prejudicada em viver a experiência dentro do cinema. Pessoas poderão ir vestidas de Coringa, mas não será permitido entrar nos cinemas com máscaras ou com o rosto pintado. 

O FBI também está preocupado com a exibição do filme do diretor Todd Phillips e emitiu um comunicado oficial em 18 de setembro alertando o exército sobre possíveis ataques nas exibições. "Corra se puder", dizia a carta sobre o que fazer, caso haja alguma situação de perigo nos cinemas. "Se você estiver preso, esconda-se e fique quieto. Se um atirador te encontrar, lute com o que puder."

A Warner Bros. enfatizou em comunicado que nem o filme e nem o personagem Coringa têm como objetivo encorajar qualquer tipo de violência real. O estúdio escreveu que “não é a intenção do filme, estúdio ou cineastas que o personagem seja visto como um herói”. 

Segundo a sinopse oficial, o filme segue a história de Arthur Fleck, um homem lutando para se integrar à sociedade despedaçada de Gotham. Trabalhando como palhaço durante o dia, ele tenta a sorte como comediante de stand-up à noite, mas descobre que a piada é sempre ele mesmo. Preso em uma existência cíclica, oscilando entre a realidade e a loucura, Arthur toma uma decisão equivocada que causa uma reação em cadeia, com consequências cada vez mais graves e letais, nesta exploração ousada do personagem.

Coringa estreia nos cinemas brasileiros nesta quarta-feira (3).