Filmes

Notícia

Coringa | Alec Baldwin está fora do filme, diz site

[Atualizado] Ator já tinha publicado tweet falando sobre a saída em tom de brincadeira

Mariana Canhisares
29.08.2018
16h18
Atualizada em
01.09.2018
17h15
Atualizada em 01.09.2018 às 17h15

[Atualização 29/08, 17:32] Segundo a EW, Alec Baldwin não está mais no elenco do filme solo do Coringa. Fontes confirmaram ao site e o próprio ator falou para o USA Today que "não estou mais fazendo aquele filme", completando que "tenho certeza de que há umas 25 pessoas que podem fazer esse papel".

Saturday Night Live/NBC/Reprodução

Mais cedo, o ator usou o Twitter para negar sua participação no filme. Mas ele não falou sobre isso de qualquer jeito. Acostumado a imitar o político e empresário, Baldwin resolveu dar a declaração reproduzindo o modo com que Trump fala, deixando em dúvida se tudo não passava de uma grande brincadeira:

"Deixe-me afirmar, para que fique registrado, que NÃO fui contratado para interpretar um papel parecido com Donald Trump no CORINGA de Todd Phillips.
Isso não vai acontecer.
Não.
Vai."

Possivelmente baseado em A Piada Mortal, de Alan Moore, a intenção é que o filme derivado do vilão seja mais "pé no chão", situado no início dos anos 80 e parecido com longas como Táxi Driver e Touro Indomável, ambos de Martin ScorseseTodd Phillips, conhecido por Se Beber, Não Case, vai escrever o roteiro ao lado de Scott Silver e dirigir a produção. "O filme gira em torno do icônico vilão e é uma história original e independente nunca antes vista nos cinemas", diz o comunicado oficial da Warner.

As filmagens devem começar em setembro. Até o momento, Joaquin Phoenix é o único nome do elenco que foi confirmado. A produção tem orçamento estimado em US$ 55 milhões, valor significativamente menor que o que se costuma ver em filmes de herói.

Scorsese foi inicialmenete apontado como produtor do longa, mas o nome dele não foi mais citado nas últimas notícias relacionadas ao filme. A produtora Emma Tillinger Koskoff é que deve ser a representante do cineasta no projeto. Em 2003, ela entrou na produtora Sikelia Productions como assistente de produção de Scorsese e hoje é presidente de produção da empresa, assinando a produção dos últimos longas do diretor. 

A estreia está marcada para 4 de outubro de 2019. O longa pode lançar um novo selo de filmes da DC, que pode se chamar DC Dark ou DC Black - saiba mais.