Capas de Batman: Three Jokers

Créditos da imagem: DC Comics/Divulgação

HQ/Livros

Notícia

Ilustrador de Batman: Three Jokers explica diferentes versões do vilão

Primeira edição da minissérie será lançada em 25 de agosto nos Estados Unidos

Nicolaos Garófalo
05.08.2020
23h07

Como o próprio nome já indica, Batman: Three Jokers, minissérie da DC Black Label que dará continuidade ao mistério iniciado em Guerra Darkseid, de 2015, trará três versões do Coringa, um dos vilões mais icônicos da indústria. Em uma entrevista ao site Games Radar, Jason Fabok, artista que ilustrará a HQ, revelou as diferenças básicas entre as diferentes encarnações do Arlequim do Ódio que aparecerão na revista.

Inspirado nas histórias da Era de Ouro, o “Coringa Criminoso” traz referências à primeira aparição do personagem, em 1940. “Ele é o que não sorri”, afirmou Fabok. Segundo ele, a seriedade reflete “quadros horripilantes em que [o Coringa] não sorri e depois, têm quadros de arrepiar em que ele está com um sorriso enorme. Escolhemos focar nas partes em que ele não sorri e isso é muito mais aterrorizante. É uma versão fria e calculista do Coringa, um gênio do crime”.

Depois temos o que chamamos de ‘Coringa Palhaço’”, disse o artista sobre a versão do vilão inspirado nas histórias mais inocentes dos anos 1950, quando o personagem pregava peças como usar seu icônico gás em peixes de Gotham e “outras coisas do tipo, o que era bem divertido”. Para encerrar, o “Coringa Comediante” será encarnação moderna do personagem, que participou de eventos importantes como Morte em Família e A Piada Mortal. “Ele muito psicótico e simplesmente maligno. Sempre sorrindo e dando risada. Eu brinquei muito com isso e com a maneira como Brian Bolland o desenhou [em A Piada Mortal]”.

O lançamento de Three Jokers estava previsto para julho mas, por conta da pandemia do coronavírus, foi adiado até 25 de agosto.

A minissérie escrita por Geoff Johns vai continuar a história que começou em 2015 no arco Guerra Darkseid, publicado na HQ da Liga da Justiça. Jason Fabok será o ilustrador, e fará parte do selo DC Black Label, de histórias para o público adulto.