BAFTA 2020 | Joaquin Phoenix critica falta de diversidade em discurso

Filmes

Notícia

BAFTA 2020 | Joaquin Phoenix critica falta de diversidade em discurso

Ator venceu prêmio de Melhor Ator por Coringa

Julia Sabbaga
02.02.2020
19h29

Ao receber o prêmio de Melhor Ator no BAFTA por sua performance em Coringa, Joaquin Phoenix criticou a falta de diversidade entre os indicados da premiação este ano. Em seu discurso, o ator disse que a mensagem enviada pela Academia Britânica de Artes do Cinema e Televisão é que pessoas de diferentes etnias "não são bem vindas" [via Deadline]. 

A polêmica veio desde o anúncio dos indicados deste ano, principalmente pela dominação total de atores brancos nas categorias de atuação. Ainda, entre mais de 160 nomes indicados, há menos de cinco indivíduos negros e um número pequeno de asiáticos, apesar de lançamentos chamativos este ano como ParasitaThe FarewellAs Golpistas e Harriet.

"Me sinto em conflito porque muitos dos meus colegas atores são merecedores e não têm o mesmo privilégio. Acho que enviamos uma mensagem muito clara à pessoas não-caucasianas de que elas não são bem-vindas aqui", disse o ator. "Eu sou parte do problema", o ator continuou. 

"Nós temos que fazer um trabalho duro para entender o racismo sistêmico. Acho que é obrigação das pessoas que criaram, perpetuam e se beneficiam deste sistema opressor, de acabar com ele. Isto está com a gente", concluiu. 

No dia de anúncio das indicações a Academia respondeu à controvérsia, explicando que continuará trabalhando em iniciativas que ampliem a diversidade.

Coringa levou outras duas estatuetas no BAFTA, por Direção de Elenco e Trilha Sonora. 

Coringa fez história como o filme baseado em HQs com maior número de indicações no Oscar. Na edição 2020, o longa concorre a Melhor Filme, Ator, Fotografia, Figurino, Direção, Edição, Cabelo e Maquiagem, Trilha Sonora Original, Edição de Som, Mixagem de Som e Roteiro Adaptado.