cavaleiros do zodiaco netflix

Créditos da imagem: Saint Seiya: Os Cavaleiros do Zodíaco/Netflix/Reprodução

Séries e TV

Lista

Cavaleiros do Zodíaco | O que mudou no remake da Netflix

Veja as diferenças da nova produção com a série clássica

Bruno Silva
20.07.2019
20h04
Atualizada em
22.07.2019
19h45
Atualizada em 22.07.2019 às 19h45

O remake de Cavaleiros do Zodíaco produzido pela Netflix traz uma mistura de fidelidade ao material original e renovações para atingir um novo público, mas isso não impediu a nova equipe de roteiristas liderada por Eugene Son (Os Vingadores Unidos, Ben 10) promover algumas mudanças profundas na história de Seiya de Pégaso e seus amigos.

Na lista abaixo, você confere as principais diferenças entre os seis primeiros episódios da série em relação ao mangá criado por Masami Kurumada e a primeira adaptação em anime, feita pela Toei nos anos 1980.

Como o próprio anime já mudou algumas coisas em relação ao mangá (como a polêmica paternidade do velho Mitsumasa Kido sobre todo o grupo de protagonistas), também mostraremos as diferenças entre o anime e o mangá originais quando houver. Confira - e tome cuidado com os spoilers da produção da Netflix e da série clássica, caso não tenha visto.

A separação entre Seiya e Seika

cavaleiros do zodiaco netflix
Saint Seiya: Os Cavaleiros do Zodíaco/Netflix/Reprodução

Uma das principais mudanças da produção da Netflix está nas origens do protagonista Seiya de Pégaso. Assim como no material original, ele é separado de sua irmã ainda criança, mas de forma diferente: homens armados invadem o orfanato onde ambos vivem, para sequestrar a garota, que desperta inadvertidamente seu cosmo. O cavaleiro de ouro Aiolia de Leão surge para salvar o dia, mas em seguida leva Seika embora, sem dar explicações.

No mangá e no anime: Seiya é levado à força por capangas do magnata Mitsumasa Kido do orfanato onde vive com a irmã, para iniciar seu treinamento como cavaleiro. No mesmo dia, Seika deixa o orfanato em busca de Seiya, mas desaparece sem deixar vestígios.

Como Seiya se torna cavaleiro

cavaleiros do zodiaco netflix
Saint Seiya: Os Cavaleiros do Zodíaco/Netflix/Reprodução

Anos depois, Seiya desperta seu cosmo durante uma briga com uma gangue de rua. O surgimento dos poderes do jovem é gravado em vídeo, e viraliza na internet, o que faz Seiya ser descoberto (e posteriormente sequestrado) por Mitsumasa Kido. Em um bunker, Seiya conhece Kido e sua neta, Saori, aprende sobre a história de Atena, e recebe a orientação de treinar para se tornar o cavaleiro de Pégaso na Ilha Chamos. O que faz Seiya aceitar tudo isso? A informação de que Seika teria sido vista pela última vez viajando rumo ao Santuário, a misteriosa base de comando dos Cavaleiros de Atena.

No mangá e no anime: ainda criança, Seiya ouve do próprio Mitsumasa Kido a promessa de que, se o jovem viajar até o Santuário, na Grécia, e retornar de lá com a armadura de Pégaso, ele poderá se reencontrar com sua irmã. Sem saber do desaparecimento de Seika, Seiya decide aceitar a missão.

Vander Guraad

cavaleiros do zodiaco netflix
Saint Seiya: Os Cavaleiros do Zodíaco/Netflix/Reprodução

Personagem inédito no remake, Vander Guraad se insere em momentos-chave da trama de Cavaleiros do Zodíaco de modo a alterá-la significativamente. Parceiro de negócios de Mitsumasa Kido, Guraad também é testemunha da fatídica morte de Aiolos de Sagitário, o cavaleiro de ouro que se sacrifica para salvar a bebê Atena e dá o pontapé inicial para todos os eventos do mangá e do anime.

Entretanto, em vez de jurar proteger a jovem Atena e a armadura de ouro, Guraad decide ele próprio pesquisar os poderes dos cavaleiros de modo a desenvolver uma tecnologia militar que dê aos humanos a habilidade de derrotar os deuses.

A profecia de Atena

cavaleiros do zodiaco netflix
Saint Seiya: Os Cavaleiros do Zodíaco/Netflix/Reprodução

Outra novidade da série da Netflix está em uma profecia que ronda a reencarnação de Atena. A deusa da guerra e da sabedoria ressurge de séculos em séculos para proteger a humanidade dos interesses escusos de outros integrantes do Olimpo, como Hades e Poseidon, em embates que ficam conhecidos como Guerras Santas. Porém, uma profecia diz que, desta vez, a encarnação de Atena perderá o confronto e levará a humanidade à ruína.

Sendo assim, o Santuário opta por matar Atena e defender os humanos por conta própria. Aiolos não concorda com a decisão, e foge com a jovem bebê. Antes de morrer, ele revela a existência de Atena a Kido e Guraad. O primeiro decide acreditar em Aiolos e proteger a jovem. O segundo acredita na profecia e, assim como o Santuário, também busca matar a deusa da sabedoria.

No anime: Aiolos foge do Santuário para proteger a bebê Atena de Saga de Gêmeos, cavaleiro de ouro que se deixa dominar por seu lado maligno. Saga executa o mestre do Santuário e, após a malfadada tentativa de acabar com a vida da deusa, assume a sua identidade. Disfarçado por décadas de comandante-geral dos cavaleiros, Saga diz que foi Aiolos quem tentou matar Atena, mas não obtém sucesso, e mente para todo o Santuário sobre o paradeiro da deusa: de acordo com ele, a jovem não foi raptada, e sim permanece sã e salva no topo das doze casas do zodíaco.

Boa parte destes eventos só é revelada em momentos avançados de Cavaleiros do Zodíaco e é possível que a profecia do remake seja melhor explicada posteriormente - ela pode ser, inclusive, parte do plano de Saga para matar Atena e tomar o poder no Santuário.

No mangá: os eventos transcorrem de forma similar ao anime, mas com um diferencial fundamental: Saga sucumbe ao seu lado maligno após ser rejeitado pelo velho mestre do Santuário na escolha de seu sucessor. O cavaleiro de Gêmeos era tido entre seus colegas como uma opção natural para ser o próximo Mestre, mas Aiolos é o escolhido.

O paradeiro de Mitsumasa Kido

cavaleiros do zodiaco netflix
Saint Seiya: Os Cavaleiros do Zodíaco/Netflix/Reprodução

Ainda no primeiro episódio, Vander Guraad invade o bunker de Mitsumasa Kido momentos após ele revelar a existência dos cavaleiros para Seiya. Após isso, Kido não é mais visto nos episódios posteriores já liberados pela Netflix.

Como, no mesmo diálogo, Guraad afirma que seria “incapaz de matar seu velho amigo”, isso levanta a possibilidade de que Mitsumasa Kido esteja vivo, ainda que Saori considere que o avô está morto alguns episódios à frente - ela chega a afirmar que a armadura de Ouro era uma das “únicas lembranças” do parente adotivo.

No mangá e no anime: Mitsumasa Kido morre de causas naturais pouco tempo depois de enviar os jovens cavaleiros a seus locais de treinamento. Kido confia o restante de seus planos de organizar a Guerra Galáctica para Saori (o que também acontece na série da Netflix).

Shina e a máscara das Amazonas

cavaleiros do zodiaco netflix
Saint Seiya: Os Cavaleiros do Zodíaco/Netflix/Reprodução

O remake da Netflix parece ignorar um elemento-chave que ronda as amazonas de Atena na versão original: a obrigação de se usar uma máscara. Isso fica evidente no novo visual de Shina, que pinta o rosto em vez de escondê-lo. A protagonista Shun de Andrômeda, transformada em mulher na nova versão, também não utiliza a máscara. A exceção é Marin, que preserva o visual do anime e mangá clássicos.

Após a chegada de Seiya à Ilha Chamos, a série da Netflix transcorre como a versão original até a luta do herói contra Shina de Ofiúco. Ela é mestre de Cassios, que perde para Seiya na final do torneio para selecionar o próximo cavaleiro de Pégaso. Ressentida, ela decide matá-lo e recuperar a armadura de bronze. Ela é derrotada por Seiya e deixa o jovem partir, mas jura que a briga entre os dois “ainda não acabou”.

No mangá e no anime: Shina decide enfrentar Seiya não apenas por se ressentir da derrota de seu discípulo, mas por acreditar que a armadura de Pégaso só pode ser usada por um grego, e não por um oriental - um pensamento recorrente entre as baixas patentes do Santuário.

A luta entre Seiya e Shina também tem um desfecho diferente: o golpe derradeiro do Pégaso quebra a máscara da amazona. Pelas tradições do Santuário, quando um homem vê uma das guerreiras de Atena sem a máscara, ela precisa matá-lo ou amá-lo, o que inicia todo um arco de Shina para tentar eliminar o herói (e em seguida se apaixonar por ele, com direito a um retcon bizarro do anime no qual Seiya viu uma Shina também criança sem máscara durante seu treinamento).

A Guerra Galáctica

cavaleiros do zodiaco netflix
Saint Seiya: Os Cavaleiros do Zodíaco/Netflix/Reprodução

O torneio organizado por Mitsumasa Kido para selecionar o cavaleiro de bronze digno de vestir a armadura de Sagitário também passa por várias mudanças na série da Netflix.

Aqui, o campeonato é realizado de forma clandestina, em um bunker no meio de um deserto (com direito a bueiro inteligente, utilizado como alívio cômico). Dez cavaleiros de bronze são convidados para o torneio secreto, embora saibam que lutar por motivos pessoais vai contra o código dos cavaleiros de Atena.

Outros personagens também estão cientes da competição. Marin diz que Seiya precisa competir, condicionando o encontro do herói com Seika ao processo; Shiryu é ordenado a participar pelo seu mestre, Dohko; Hyoga, assim como no mangá, recebe do Santuário a ordem de assassinar os demais cavaleiros; e Shun se apresenta ao local após receber uma mensagem misteriosa de suas correntes.

No mangá e no anime: a Guerra Galáctica é um espetáculo midiático promovido por Saori com o dinheiro de seu avô, com direito a transmissão ao vivo na televisão em um Coliseu moderno, construído em Tokyo.

A publicidade ao redor do torneio é o que chama a atenção do Santuário para a existência de Saori e seus guerreiros "rebeldes", e o argumento de desobediência às regras de conduta dos cavaleiros é o argumento usado pelo Mestre para enviar seus subordinados para eliminar Saori, Seiya e seus amigos, embora Saga, disfarçado no papel do comandante dos cavaleiros, queira mesmo eliminar Atena para completar seus planos malignos.

Seiya x Shiryu e os demais combates da GG

cavaleiros do zodiaco netflix
Saint Seiya: Os Cavaleiros do Zodíaco/Netflix/Reprodução

Os combates da Guerra Galáctica também são mais rápidos no remake da Netflix: Seiya, Hyoga e Shun vencem seus oponentes com apenas um golpe.

O principal combate do torneio, entre Seiya de Pégaso e Shiryu de Dragão, é muito mais curto do que no material original, apesar de o desfecho ser o mesmo: Seiya descobre o ponto fraco do poderoso golpe de Shiryu, o Cólera do Dragão, e ao acertá-lo, pára os batimentos cardíacos de Shiryu. Para evitar a morte do seu oponente, Seiya, bastante machucado, desfere outro golpe, pelas costas, e faz o coração do Dragão voltar a bater.

No mangá e no anime: a Guerra Galáctica ocupa muito mais tempo da história. Os combates entre Seiya e Geki de Urso, Hyoga e Ichi de Hidra e Shun e Jabu de Unicórnio são mais duradouros, com um desenvolvimento maior dos golpes e estratégias dos cavaleiros derrotados. Duas lutas são cortadas da série da Netflix: a primeira do torneio, entre Jabu e Ban de Leão Menor, e a última, entre Ikki de Fênix e Nachi de Lobo.

Já a luta entre Seiya e Shiryu tem outros lances importantes. A primeira parte do combate, inteiramente cortada do remake da Netflix, gira em torno de Seiya tentando anular o escudo do Dragão, com o qual Shiryu consegue defender a principal técnica do herói, o Meteoro de Pégaso.

Em uma investida suicida, Seiya faz com que Shiryu destrua o próprio escudo ao jogar-se de cabeça em direção ao cavaleiro de Dragão. Com o punho e o escudo despedaçados, Shiryu retira a própria armadura, julgando-a inútil. Seiya faz o mesmo, o que aumenta a tensão no Coliseu, já que as armaduras são imprescindíveis para proteger os guerreiros de golpes com força sobre-humana. A partir daí, a luta segue como no remake da Netflix, com a descoberta do ponto fraco de Shiryu, a morte do Dragão e sua ressurreição pelas mãos de Seiya.

Ikki e os Cavaleiros Negros

cavaleiros do zodiaco netflix
Saint Seiya: Os Cavaleiros do Zodíaco/Netflix/Reprodução

Principal vilão do primeiro arco de Cavaleiros do Zodíaco, Ikki de Fênix surge no remake da Netflix como um aliado de Vander Guraad. Além disso, o antigo sócio de Mitsumasa Kido também é o responsável por criar uma tecnologia que dá poderes de cavaleiros a guerreiros sem o pleno domínio do Cosmo, como Cassios. Estes lutadores, derrotados pelos protagonistas em sua jornada em busca das armaduras de bronze, tornam-se os cavaleiros negros.

No remake, Guraad lança uma ofensiva militar completa contra o bunker onde é realizada a Guerra Galáctica, com o objetivo de capturar Seiya e matar Saori, enquanto Ikki se encarrega de roubar a armadura de Sagitário. Saori foge, Seiya e os outros derrotam o exército e chegam a confrontar Ikki, que vence os protagonistas com facilidade e deixa o local em posse da armadura de ouro.

Irmão de Shun de Andrômeda, Ikki surpreende a todos por estar vivo - até mesmo Saori, que suspeitava do paradeiro da Fênix, mas não acreditava que ele poderia ter retornado com sucesso da ilha vulcânica da Rainha da Morte, cujo treinamento é implacável.

No mangá e no anime: Guraad não existe. Ikki é um órfão ao lado de Shun e dos demais protagonistas, e se voluntaria para ir a ilha da Rainha da Morte no lugar do irmão. O local tinha a fama de ser um cemitério de aspirantes a cavaleiros - quem foi para lá buscar a armadura de Fênix jamais voltou com vida, ou com sanidade mental. Ikki conseguiu, mas a um preço terrível: o cavaleiro chega à Guerra Galáctica, torneio para o qual foi convidado, tomado pelo ódio.

No comando dos cavaleiros negros, Ikki derrota seu oponente original da Guerra Galáctica, Nachi de Lobo, humilha Seiya e os demais em combate e foge com a armadura. Seiya e os demais conseguem recuperar parte dela, e com isso o torneio é suspenso. Depois que a poeira baixa, Shiryu viaja até Jamiel para consertar sua armadura e a de Seiya, destruídas no combate entre os dois (e encontra Mu, que posteriormente descobrimos ser o cavaleiro de Áries).

Ikki desafia Seiya e os demais para um duelo no Monte Fuji, valendo a armadura de Sagitário. Antes disso, ele distribui as partes da armadura em sua posse para os “generais” de seu grupo: Pégaso Negro, Dragão Negro, Cisne Negro e Andrômeda Negro, que não dão as caras no remake da Netflix.

A revelação de Atena

cavaleiros do zodiaco netflix
Saint Seiya: Os Cavaleiros do Zodíaco/Netflix/Reprodução

Após a fuga de Ikki com a armadura de Sagitário, Saori decide ir sozinha ao encontro do vilão. Hyoga, que já havia tentado matar Atena durante a Guerra Galáctica, a interrompe e revela o motivo de não ter completado sua missão: Saori Kido é a reencarnação da deusa da sabedoria. A partir daí, Seiya, Shiryu e Shun entendem por que foram chamados para participar da Guerra Galáctica, e juram proteger Saori.

No anime: o mistério em torno da real identidade de Saori dura mais um pouco. Após a derrota de Ikki e dos cavaleiros negros (e uma infinidade de episódios com personagens exclusivos do anime, como Dócrates, os cavaleiros fantasmas, o Mestre Cristal e um retorno prematuro de Ikki após derrotar o cavaleiro do Fogo), surgem os cavaleiros de prata para eliminar Seiya e seus amigos.

Depois deste primeiro contato com uma nova patente de guerreiros do Santuário, Seiya recebe uma mensagem de Marin para “proteger Atena”. Os cavaleiros de bronze se reúnem em um destruído Coliseu para refletir sobre os últimos acontecimentos, e Tatsumi, fiel servo da família Kido, revela a verdade: Saori é a reencarnação de Atena, para espanto de todos os presentes - inclusive a própria jovem. Todos são convencidos após a herdeira dos Kido despertar um poderoso e bondoso cosmo.

No mangá: logo após a derrota de Ikki, Seiya e seus amigos se deparam com os primeiros cavaleiros de prata. Em seguida, Marin deixa a mesma mensagem misteriosa, e os cavaleiros de bronze vão ao Coliseu para entregar a armadura de ouro, como haviam prometido a Saori. Lá, a jovem, que é ciente de ser a reencarnação de Atena desde o começo, revela sua divindade aos heróis, que não acreditam e abandonam o local. Relutantes com a decisão, os jovens retornam para ver Saori sendo raptada pelo cavaleiro Jamian de Corvo.

A luta contra Ikki

cavaleiros do zodiaco netflix
Saint Seiya: Os Cavaleiros do Zodíaco/Netflix/Reprodução

No remake, Seiya é o primeiro a partir em busca de Ikki. O Pégaso derruba o helicóptero onde está a Fênix, que sobrevive à queda junto aos demais cavaleiros negros e foge para uma caverna. Seiya os segue, enfrenta um cavaleiro negro, que se revela ser Cassios, mas fica seriamente ferido. Shiryu, Hyoga e Shun encontram Seiya e, a pedido do herói, seguem em frente. Eles vencem os demais cavaleiros negros e são derrotados em seguida por Ikki.

Em seguida, o remake segue o mangá: vemos o passado de Ikki, e seu duro treinamento na Ilha da Rainha da Morte. Seu mestre, Guilty, quer que ele use o ódio como forma de poder, mas o jovem rejeita. Ikki só passa a odiar quando, em uma luta derradeira, Guilty mata a própria filha, Esmeralda, único alento de Ikki naquele local desolado, e culpa o discípulo. Revoltado, o jovem atravessa o coração do próprio mestre com seus punhos e veste a armadura de Fênix. Em seguida, tem um inesperado encontro com o cavaleiro de ouro Shaka de Virgem.

Após o flashback, Seiya ressurge e, com a ajuda do cosmo de Shiryu, Hyoga e Shun, derrota o cavaleiro de Fênix, que não tem muito tempo de se arrepender dos pecados: a caverna onde todos estão é destruída pelo cavaleiro de prata Misty de Lagarto, que está acompanhado de Marin. Ikki e a armadura de Sagitário são soterradas, e os quatro heróis são salvos por uma misteriosa luz dourada.

No anime: o duelo entre Ikki e os demais cavaleiros de bronze acontece na Pedra do Dragão, um local montanhoso e inóspito. Antes de lutarem contra a Fênix, Seiya e os demais enfrentam suas contrapartes como cavaleiros negros. Hyoga chega a enfrentar Ikki sozinho, mas sofre o Golpe Fantasma de Fênix - uma terrível técnica que faz a pessoa viver o seu pior pesadelo -, e é derrotado com um golpe no coração.

Em seguida, os cavaleiros de bronze enfrentam Ikki e a luta transcorre como no remake da Netflix, com uma diferença sutil: no flashback, o cavaleiro de Fênix cria uma afinidade com Esmeralda por ela ser muito parecida com seu irmão, Shun. O encontro entre Ikki e Shaka também não existe na animação original.

No mangá: existem duas grandes diferenças em relação ao anime. Após obter a armadura (e antes de encontrar Shaka), Ikki vence todos os cavaleiros negros e se torna chefe deles. Já durante a luta contra Seiya, no Monte Fuji, a Fênix faz uma revelação chocante: todos os cinco cavaleiros de bronze são, na verdade, filhos de Mitsumasa Kido, e não órfãos, como acreditavam. Esse acontecimento, um dos mais impactantes do começo do mangá, sequer foi adaptado para a animação original.