The Promised Neverland

Créditos da imagem: The Promised Neverland/Divulgação

Séries e TV

Artigo

2ª temporada de Promised Neverland mantém ritmo, mas corta histórias

Emma, Ray e as outras crianças enfrentarão novos perigos em sua busca por William Minerva

Fábio Garcia
09.01.2021
15h02
Atualizada em
09.01.2021
15h58
Atualizada em 09.01.2021 às 15h58

Adiada por causa da pandemia do COVID-19, a segunda temporada de The Promised Neverland estreou no começo de janeiro no Japão e promete continuar a saga de Emma, Ray e as demais crianças em busca de um lugar pacífico para morar e crescer.

Mas mesmo mantendo as características da elogiada primeira temporada do anime, com base nesse episódio de The Promised Neverland a série parece tomar algumas liberdades em nome do ritmo da história.

A fuga das crianças

The Promised Neverland
The Promised Neverland/Divulgação

Caso não tenha assistido à primeira temporada de The Promised Neverland (Yakusoku no Neverland, no original), talvez seja interessante ler nossa matéria falando sobre a produção. Também vale comentar que alguns pequenos spoilers serão inevitáveis para comentar essa estreia da nova leva de episódios.

A trama dessa segunda temporada de The Promised Neverland é uma continuação direta dos eventos da anterior, com Emma e Ray conseguindo fugir do orfanato Grace Fields levando consigo várias crianças e deixando a mãe Isabella derrotada para trás. Agora o alerta máximo soou no mundo dos demônios, e o objetivo dos monstros é recapturar as crianças que criaram com tanto carinho para devorá-las depois.

Enquanto na temporada passada as crianças estavam confinadas em um espaço limitado e planejando uma fuga sem que as responsáveis pelo orfanato descobrissem, esses novos episódios trazem uma mudança de paradigma. Agora todos estão em uma floresta desconhecida e precisam usar a inteligência para não serem capturados pelos demônios. Agora eles não estão mais em um ambiente controlado e conhecido, qualquer animal (ou mesmo vegetal) pode trazer uma ameaça a sobrevivência.

The Promised Neverland
The Promised Neverland/Funimation/Reprodução

Em meio aos desafios do desconhecido e muitos mistérios com pontas soltas (afinal ainda não sabemos quem são os demônios, quem é o misterioso William Minerva ou mesmo qual é o passado de Isabella), nessa segunda temporada as crianças conhecerão novos personagens cuja índole ainda não foi revelada para o espectador.

Mesmo dois anos depois do início da série animada, a equipe de produção do anime se manteve quase a mesma. Mamoru Kanbe segue como diretor, comandando os trabalhos no estúdio CloverWorks, e a música continua nas mãos de Takahiro Obata. A animação está bem fluída e com decisões de direções criativas, mesmo em cenas paradas de conversa, mas as pessoas podem estranhar um pouquinho o grande demônio feito em computação gráfica nesse episódio de estreia.

O nome que é a grande novidade dessa segunda temporada é Kaiu Shirai, o roteirista do mangá, pois ele colaborou com a equipe do anime para produzir tramas inéditas complementares aos quadrinhos originais. Quanto à fidelidade da adaptação, podemos dizer que a equipe tomou algumas decisões corajosas.

Mudanças na adaptação

The Promised Neverland
The Promised Neverland/Funimation/Reprodução

Quem conhece o mangá e vê Emma, Ray e todas as crianças fugindo de um monstro gigantesco na primeira cena pode estranhar a ordem de alguns eventos, ou mesmo a omissão de algumas coisas, e a razão disso é o volume de histórias dos quadrinhos: o episódio adapta dos capítulos 38 ao 45 do mangá (publicado no Brasil pela editora Panini). É bastante inusitada a transposição de tantos capítulos para um único episódio de anime, ainda mais em uma história como The Promised Neverland cheia de diálogos e cenas importantes. 

Para manter o ritmo intenso da fuga das crianças, alguns cortes foram feitos na história original para deixar tudo mais rápido nessa nova temporada. A cena das crianças descobrindo o funcionamento da caneta deixada de herança por Norman e decifrando o mistério de William Minerva leva pouquíssimo tempo para ser solucionado na animação se compararmos com o mangá, no qual Emma e os outros penaram para deduzir o segredo envolvendo código morse e segredos em livros. Além disso, todo o trecho com a armadilha de uma criatura da floresta é suprimido para o anime ir direto para o momento no qual Ray é encontrado pelos demônios responsáveis pelo orfanato Grace Fields.

Embora os cortes e acelerações tenham mantido o sentido da história publicada nos quadrinhos, os personagens pareceram mais "geniais" no anime por resolverem os mistérios muito rapidamente. Esse ritmo até funciona para manter o tom eletrizante da primeira temporada, mas pode incomodar quem gostava dos jogos mentais mais lentos presentes nos episódios anteriores.

The Promised Neverland
The Promised Neverland/Funimation/Reprodução

Vem coisa boa por aí

A história dessa segunda temporada nos quadrinhos não é tão elogiada quanto o arco da fuga do orfanato, mas The Promised Neverland ainda terá bons momentos e deve satisfazer os fãs ávidos pela continuação da história. Vamos descobrir muitas coisas sobre os demônios e a fazenda de crianças, e a presença de uma história feita pelo roteirista do mangá é um atrativo para quem já leu a história até o fim pelos quadrinhos.

A segunda temporada de The Promised Neverland está sendo lançada oficialmente no Brasil pela Funimation, com áudio em japonês e legenda em português. Já a primeira temporada pode ser assistida na Funimation, Crunchyroll e Netflix.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.