Música

Notícia

Aerosmith | Steven Tyler comenta processo contra Donald Trump

Banda entrou com ação para que o presidente americano pare de utilizar suas músicas

Julia Sabbaga
24.08.2018, às 13H23

Depois de marcar manchetes por entrar em uma ação judicial contra o presidente dos EUA, Donald Trump, o vocalista do Aerosmith, Steven Tyler, foi às redes justificar a atitude da banda. O músico buscou esclarecer que o processo não é uma questão pessoal contra o partido republicano:

Aerosmith/Donald Trump

Aerosmith/Donald Trump
Gage Skidmore/Flickr/Divulgação

"Isto não é uma questão de democratas vs. republicanos. Eu não deixo que ninguém use minhas músicas sem minha permissão. Minha música é para causas, não para campanhas políticas ou comícios. Proteção de copyright e de compositores é pelo que eu batalho e defendo desde antes desta administração chegar ao poder. 

Este é um dos motivos pelos quais eu e Joe Perry apoiamos para que o Senado aprove o ato de modernização da música. "Não" é uma frase completa." 

O Aerosmith deu entrada em um pedido judicial contra Donald Trump no último dia 21, depois que o presidente subiu ao palco em um comício com a música "Livin' on the Edge", do álbum Get a Grip, de 93 - leia sobre a ação.

Esta foi a segunda vez que Trump teve problemas com a banda. Em 2015, o Aerosmith pediu que o presidente parasse de usar "Dream On" em sua campanha presidencial. 

Conteúdo Patrocinado

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.