Filmes

Artigo

Veredito retrô de X-Men: o Filme

Relembramos o longa que inaugurou uma nova fase dos super-heróis nos cinemas

A cozinha
14.05.2020
13h03
Atualizada em
14.07.2020
11h50
Atualizada em 14.07.2020 às 11h50

2000 é um ano importante para os fãs de super-heróis e da Marvel. Foi ali que X-Men: o Filme chegou aos cinemas, inaugurando uma nova fase dos super-heróis nas telonas. Mas será que ele passa no teste do tempo?

E a resposta é positiva. Na época do lançamento, o longa gerou um furor entre os leitores de quadrinhos, que viram pela primeira vez personagens como Wolverine, Tempestade, Professor X e Jean Grey em carne e osso. 

Na época, os longas inspirados em quadrinhos ainda eram uma aposta e por isso havia uma preocupação de não passar uma imagem "infantil" ao público. Tal preocupação resultou nos X-Men usando uniformes pretos e de couro (inspirados em Matrix), bem diferentes dos collants amarelos conhecidos dos quadrinhos. Mas isso não impediu o filme de ser um grande sucesso. 

Outro ponto positivo foi a boa escalação de elenco. Patrick Stewart ficou com o papel de Charles Xavier/Professor X, um dos personagens mais importantes de X-Men tanto por seus poderes, quanto por sua visão de uma convivência pacífica entre humanos e mutantes. Do outro lado, ninguém menos do que Ian McKellen assumiu o posto de Magneto, o ex-amigo e rival de Xavier, que via os mutantes como uma raça superior.

Além da dupla, Halle Berry fez o papel de Tempestade, James Marsden foi o Ciclope, Famke Janssen foi escalada como Jean Grey e, uma das escolhas mais acertadas de todas foi Hugh Jackman como Wolverine. Se na época ele não preenchia bem os requisitos físicos para viver o personagem, já que era mais alto e não tão forte, hoje é quase impossível não associar o mutante com o astro.

Talvez X-Men: o Filme não seja tão atrativo para quem não viveu a empolgação daquela época, mas não há dúvidas de que a produção tem um lugar cativo na lista de melhores longas inspirados em quadrinhos. Aproveite e acesse a nossa cápsula do tempo e confira a crítica do filme feita na época.