HQ/Livros

Notícia

Wolverine - Imortal | Criador do personagem recebe pagamento inédito da Marvel

Len Wein, porém, ainda não recebe créditos de autoria nos filmes

Érico Assis
05.08.2013
13h55
Atualizada em
29.06.2018
02h48
Atualizada em 29.06.2018 às 02h48

"Hugh Jackman é um cara muito legal, e na estreia de X-Men Origens: Wolverine ele disse ao público que devia sua carreira a mim e agradeceu. Foi gratificante e muito gentil da parte dele. Mas eu preferia um cheque."

wolverine

None

Len Wein, o criador de Wolverine, deu essa declaração após o lançamento do primeiro filme solo do mutante, há quatro anos. Em 2013, teve seu desejo atendido. Em entrevista ao Hero Complex, ele diz que recebeu um "bom cheque" da Marvel Comics por Wolverine - Imortal. É a primeira vez que a editora toma uma atitude dessas sem estar obrigada em contrato.

Não que o cheque seja um grande reconhecimento. "Ainda não recebo crédito, em filme nenhum", comenta Wein. "Claro que é frustrante. É menos frustrante com os personagens que eu criei na DC. Pelo menos aí o anonimato vem com dinheiro. Tenho contratos que garantem um pedacinho do lucro. Lucius Fox me rendeu mais dinheiro do que o Wolverine em toda sua vida."

Wein criou Fox, o administrador das Indústrias Wayne interpretado por Morgan Freeman na recente trilogia do Batman, junto ao desenhista John Calnan em 1979. Por contrato, a DC Comics divide com os autores os lucros com personagens criados desde a década de 1970. Wein também é criador de Monstro do Pântano e Alvo Humano, na DC, e Colossus, Noturno e Tempestade, na Marvel, entre outros.

Apesar dos pesares, Wein diz que adorou o Wolverine - Imortal: "Em certo sentido, não é um filme de super-herói, e acho que isso é que tornou o filme espetacular. É um estudo do personagem". E conta que aprecia a gratidão de Hugh Jackman. O ator inclusive fez um novo agradecimento público na Comic-Con deste ano, com Wein ao seu lado.

Não se sabe se outros envolvidos na criação de Logan, como Roy Thomas (editor-chefe da Marvel na época, que sugeriu um personagem canadense baseado no animal carcaju), John Romita (desenhista), Chris Claremont (o escritor que mais desenvolveu Wolverine, e cuja minissérie Eu, Wolverine foi inspiração direta do último filme) também foram - ou serão - reconhecidos financeiramente pela Marvel.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.