Filmes

Notícia

O Lobo de Wall Street | Filme de Martin Scorsese quebra recorde do uso da palavra "fuck"

Polêmico filme estrelado por Leonardo DiCaprio chega ao Brasil em 24 de janeiro

Natália Bridi
02.01.2014
09h59
Atualizada em
29.06.2018
02h48
Atualizada em 29.06.2018 às 02h48

A lista de polêmicas envolvendo O Lobo de Wall Street (The Wolf of Wall Street) - acusado de glamorizar os crimes do corretor da Bolsa de Nova York  Jordan Belfort, ganhou mais um item. Segundo a Wikipedia (via /Film), a quinta parceria entre Leonardo DiCaprio e Martin Scorsese, estabeleceu um novo recorde para o uso da palavra "fuck" (o palavrão preferido dos norte-americanos e que por aqui pode ser traduzido/adaptado como c*ralho, p*rra ou literalmente f*der) em uma obra de ficção.

Leonardo DiCaprio defende O Lobo de Wall Street

o lobo de wall Street

None

Foram 506 ocorrências em 180 minutos de filme, superando a marca de O Verão de Sam (1999), filme de Spike Lee que usou a palavra 435 vezes em 142 minutos. Outros filmes de Scorsese também figuram na lista dos mais profanos, como Cassino (1995), com 422 ocorrências (em 178 minutos) e Os Bons Companheiros (1990), com 300 (em 146 minutos). Já Os Infiltrados (2006), apesar do desbocado personagem de Mark Wahlberg, usa o "fuck" apenas 237 vezes (em 151 minutos). O recorde absoluto do uso do palavrão é de Fuck, documentário de 2005 sobre o uso do termo polêmico nos EUA, aparecendo 857 vezes em 93 minutos.

O Lobo de Wall Street mostra como Belfort (DiCaprio no longa) passou 22 meses na prisão depois de se recusar a colaborar, em 1990, com as investigações de um caso generalizado de fraude bancária que envolvia corrupção em Wall Street e até negócios com a Máfia. Jonah Hill vive Danny Porush, que é convencido por Belfort, seu futuro melhor amigo e sócio, a abandonar seu trabalho como vendedor de móveis e entrar no lucrativo, porém inconstante, mercado de ações. O filme narra a história de ascensão e queda da dupla, em meio a escândalos, fraudes e excessos.

O filme chega aos cinemas brasileiros em 24 de janeiro. Aproveitando a mídia do longa, o verdadeiro Belfort planeja um reality show, onde ajudaria pessoas como ele a se redimir perante a sociedade - leia mais.

No player abaixo, confira o último trailer do filme:

Leia mais sobre o O Lobo de Wall Street

 

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.