Filmes

Lista

13 filmes vencedores do Oscar para assistir na Netflix

Hora da sessão de cinema em casa

Camila Sousa
26.01.2018
16h54
Atualizada em
29.06.2018
02h43
Atualizada em 29.06.2018 às 02h43

Nesta semana foram divulgados os indicados ao Oscar 2018 - confira a listae, para entrar no clima, separamos 13 filmes vencedores do prêmio em anos anteriores para conferir na Netflix:

Boyhood - Da Infância à Juventude

(IFC Productions/Divulgação)

Lançado em 2014, o longa de Richard Linklater conta a história do personagem Mason, interpretado durante anos por Ellar Coltrane. O filme foi indicado em seus categorias do Oscar 2015 e venceu Melhor Atriz Coadjuvante para Patricia Arquette, que faz a mãe do garoto.

A Grande Aposta

(Plan B/Divulgação)

O longa conta a história da crise do mercado imobiliário que estourou nos EUA em 2008. Indicado a cinco categorias do Oscar 2016, o longa faturou a de Melhor Roteiro Adaptado.

Moonlight - Sob a Luz do Luar

(A24/Divulgação)

O filme foi o centro da polêmica em 2017, quando o prêmio de Melhor Filme foi entregue de forma errada para La La Land. Além desse prêmio máximo, o filme sobre a vida de um jovem negro e gay foi premiado em Melhor Ator Coadjuvante, para Mahershala Ali e Melhor Roteiro Adaptado.

12 Anos de Escravidão

(Regency/Divulgação)

Chiwetel Ejiofor protagoniza o filme sobre o homem livre que é vendido para a escravidão. Indicada em 9 categorias do Oscar 2014, a produção ganhou três, incluindo Melhor Filme e Melhor Atriz Coadjuvante, para Lupita Nyong’o.

Onde os Fracos Não Têm Vez

(Miramax/Divulgação)

O longa de 2007 de Ethan e Joel Coen levou oito indicações ao Oscar e venceu 4, incluindo Melhor Direção para a dupla e Melhor Filme. O filme mostra como Llewelyn Moss (Josh Brolin) é caçado por um assassino e um xerife após encontrar o dinheiro de uma venda de drogas.

O Discurso do Rei

(The Weinstein Company/Divulgação)

Colin Firth é o Rei George VI, que precisa assumir seu posto, mas tem um problema na fala. Sua esposa Elizabeth (Helena Bonham Carter) contrata o fonoaudiólogo Lionel (Geoffrey Rush) e os dois desenvolvem uma grande amizade. De suas 12 indicações ao Oscar 2011, venceu quatro, incluindo Melhor Direção e Melhor Filme.

Gênio Indomável

(Miramax/Divulgação)

Com Robin Williams, Matt Damon e Ben Affleck, o filme de 1997 ganhou os Oscars de Melhor Ator Coadjuvante para Williams e Melhor Roteiro Original, para Damon e Affleck. O zelador Will (Damon) tem talento para a matemática, mas precisa de ajuda para encontrar direção em sua vida.

Um Estranho no Ninho

(Fantasy Films/Divulgação)

O clássico de 1975 tem Jack Nicholson como Randall, que vai para uma clínica psiquiátrica após sair da prisão. Ele lidera os pacientes contra a administração opressiva da enfermeira Ratched (Louise Fletcher). Indicado em nove categorias do Oscar, levou cinco: Melhor Filme, Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Diretor (Milos Forman), Melhor Ator (Nicholson) e Melhor Atriz (Fletcher).

O Artista

(Studio 37/Divulgação)

O longa produzido na França, Alemanha e Bélgica é uma homenagem ao cinema, mostrando a difícil transição de um ator do cinema mundo para o falado. Venceu cinco Oscars em 2012, incluindo Melhor Filme, Melhor Diretor, para Michel Hazanavicius e Melhor Ator (Jean Dujardin). A produção deve deixar o catálogo da Netflix em 1 de fevereiro.

Whiplash - Em Busca da Perfeição

(Blumhouse/Divulgação)

Damien Chazelle escreve e dirige o filme sobre o jovem baterista Andrew (Miles Teller), que precisa lidar com o difícil mentor Fletcher (J.K. Simmons). Indicado a cinco Oscars em 2015, venceu o de Melhor Ator Coadjuvante (Simmons), Melhor Edição e Melhor Mixagem de Som.

Amy

(Film4/Divulgação)

Na categoria de documentários, Amy venceu em 2016 ao contar a história de vida e a carreira de Amy Winehouse. A produção deve sair da Netflix em 1 de fevereiro.

Preciosa: Uma História de Esperança

(Lionsgate/Divulgação)

Vencedor do Oscar de Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Atriz Coadjuvante (Mo’Nique), o filme de 2009 conta a história forte de Preciosa, uma adolescente que já sofreu diversos abusos, está grávida de seu segundo filho, mas tem a oportunidade de mudar de vida em uma nova escola.

Pulp Fiction - Tempo de Violência

(Miramax/Divulgação)

O clássico de 1994 de Quentin Tarantino venceu o Oscar de Melhor Roteiro Original. O filme mostra como os caminhos de vários criminosos se cruzam em três histórias diferentes. Há ainda a clássica cena de dança entre Uma Thurman e John Travolta.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.