The Walking Dead | Jadis e Simon podem definir o futuro da guerra entre Rick e Negan; entenda

Séries e TV

Artigo

The Walking Dead | Jadis e Simon podem definir o futuro da guerra entre Rick e Negan; entenda

Personagens ganharam profundidade na trama; saiba quais os possíveis reflexos disso

Rafael Gonzaga
07.03.2018
18h30
Atualizada em
29.06.2018
02h48
Atualizada em 29.06.2018 às 02h48

"The Lost and the Plunderers", décimo episódio da oitava temporada de The Walking Dead, acompanhou os eventos imediatos à perda de Carl (Chandler Riggs), abordando a dor do luto de Michonne (Danai Gurira) e Rick Grimes (Andrew Lincoln). Contudo, o foco do episódio esteve em dois outros nomes: Jadis (Pollyanna McIntosh) e Simon (Steven Ogg). Quem acompanha as notícias dos bastidores do programa já desconfiava que algo maior estava reservado para eles na trama quando, em abril de 2017, foi anunciado que os dois atores que dão vida a esses personagens haviam sido promovidos ao elenco regular da série. O último episódio pode ter sido o pontapé para o esperado crescimento da dupla.

O futuro de Jadis está rodeado de expectativas desde o anúncio da escalação de McIntosh. Na verdade, as especulações  acontecem desde a chamada de elenco para um personagem, ainda sem gênero especificado, descrito como "um líder educado e imprevisível com ar de superioridade que não permite que seus objetivos sejam descobertos" - só mais tarde foi revelado que se tratava de Jadis, a líder do lixão. Ainda nessa fase, as pessoas começaram a supor que Alpha, vilã das HQs que cria problemas para Rick na sequência do fim da guerra contra Negan, seria introduzida na atração.

A teoria continuou sendo alimentada à medida que McIntosh foi confirmada e que novas características da personagem foram sendo apresentadas na série - o modelo de comunicação do grupo do lixão baseado em poucas palavras, a ideia de um modelo social que rompia com os padrões do mundo pré-apocalíptico, etc. Nos quadrinhos, Rick e seu grupo conquistam um longo período de paz e prosperidade após a derrota de Negan, mas isso acaba quando eles são encontrados por um grupo de sobreviventes conhecido como Sussurradores, liderados pela tal Alpha.

McIntosh frequentemente tenta despistar as especulações sobre a personagem - em entrevista ao Hollywood Reporter, a intérprete de Jadis desconversou sobre ser ou não Alpha. "Jadis não veio dos quadrinhos, ela é uma personagem nova”, disse. Ao que tudo indica, isso pode ser verdade e mentira ao mesmo tempo. Alpha aparece nos quadrinhos já estabelecida como líder dos Sussurradores, ou seja, o material original jamais tocou nas origens da personagem. O que a série pode estar fazendo é dando esse pano de fundo para justificar o comportamento de Alpha de forma mais aprofundada. Os eventos extremamente traumáticos pelos quais Jadis passou em "The Lost and the Plunderers", vendo os amigos triturados em um moedor gigante e sendo abandonada até pelos mocinhos, parecem ser o cenário perfeitamente caótico para o surgimento de uma nova vilã desprovida de humanidade. Usando isso para analisar as declarações de Mcintosh, dá pra entender que, de fato, Alpha e Jadis não são a mesma pessoa, mas não exclui que uma possa ser a evolução da outra.

Isso reflete algo que a série está se empenhando para fazer em relação aos quadrinhos: dar mais profundidamente dramática para o que passou batido no material de origem. Por lá, a guerra contra Negan é concluída sem uma narrativa épica. Rick e Negan discutem sobre como os Salvadores estão atrapalhando a reconstrução da sociedade e, no momento que o vilão começa a ser convencido, o ex-xerife passa uma faca em seu pescoço. No material impresso, Rick não havia se perdido como na série: ele conservou a lógica de manter a sociedade civilizada, sem mortes como retalização - Carl e Andrea, ainda vivos, por exemplo, foram à favor de executar Negan e o protagonista colocou-se contra. Na série, todo o arco dos Salvadores deturpou o senso de justiça de Rick e desvirtuou seus valores.

Por conta disso, a TV tem dado motivos mais sólidos para justificar mudanças psicológicas nos personagens - um exemplo disso é a morte de Carl (Chandler Riggs). Já faz algum tempo que o único objetivo de Rick é matar Negan (Jeffrey Dean Morgan) e seria um tanto quanto incoerente mostrá-lo abrindo mão disso sem que algo realmente impactante acontecesse e o fizesse repensar seus objetivos. Carl morre em função de salvar alguém negligenciado pelo pai e se despede dizendo que a guerra contra os Salvadores não faz sentido. Essa é a primeira parte significativa do que deverá fazer com que o final desse embate entre Rick e Negan não seja a óbvia morte de um dos lados.

Simon pode estar no centro das motivações que farão com que a guerra não termine com a morte de um dos lados. Na adaptação televisiva, Negan está com problemas sérios com seus dois principais homens. Enquanto Dwight (Austin Amelio) traiu os Salvadores passando informações para Rick, Simon desafiou ordens expressas do líder. O principal general dos Salvadores dizimou toda a população do lixão quando Negan havia dito que ele deveria matar apenas uma pessoa do grupo. O personagem, cujo principal traço de personalidade foi o sadismo desde a primeira aparição, poderá ser o inimigo em comum capaz de colocar, ainda que momentaneamente, Negan e Rick do mesmo lado em um confronto. 

Ogg, em entrevista, falou em uma entrevista publicada pela própria AMC sobre as ações de Simon em e uma delas em especial pode ser um bom indicativo do que está por vir na trama. "Eu acho que ele acredita que outros também querem ação. Ele não é o único a querer que as coisas avancem. Ele está fazendo isso pensando que outros irão segui-lo." Isso é importante para entender que Simon pode não estar sozinho na divergência quanto aos caminhos de Negan - o general dos Salvadores não estava sozinho quando matou todos os moradores do lixão e as pessoas que o acompanhavam viram o momento em que ele mentiu para o líder e não se pronunciaram. 

O futuro tanto de Jadis quanto de Simon segue nebuloso, mas é certo que as ações que se desenrolaram em "The Lost and the Plunderers" são grandes demais para não serem justificadas durante a oitava temporada. O próximo episódio de The Walking Dead vai ao ar em 11 de março. No Brasil, o canal pago Fox se encarrega da transmissão do seriado.