Elenco de The Walking Dead na 10ª temporada

Créditos da imagem: The Walking Dead/AMC/Divulgação

Séries e TV

Artigo

The Walking Dead planta sementes para o futuro no hiato da 10ª temporada

Série finalmente dá início à guerra contra os Sussurradores

Arthur Eloi
25.11.2019
11h53

Desde o início, a showrunner Angela Kang afirmou que queria que a 10ª temporada de The Walking Dead funcionasse mais como terror psicológico do que filme ação. Mesmo que tenha tropeçado aqui e ali, pela enorme dificuldade em conservar esse ritmo ao longo de episódios, é certo que ela atingiu o objetivo. Agora, para concluir a primeira metade, chega a hora da série enfim declarar guerra entre os sobreviventes e os Sussurradores.

[Cuidado! Spoilers do S10E08 de The Walking Dead abaixo]

The World Before” utiliza a infeliz descoberta e consequente morte de Siddiq (Avi Nash), pelas mãos do vilão-infiltrado Dante (Juan Javier Cardenas) para alertar o restante da comunidade sobre a presença de inimigos do lado de dentro do muro. Em trechos de flashback o público conhece o plano de Alpha (Samantha Morton), em que a líder dá ao discípulo a missão de criar caos e despertar uma paranoia que, eventualmente, levará o grupo à “toma más decisões”. É bastante explicativo, talvez até beirando o excesso, quando tenta responder perguntas dos fãs do tipo “Como Lydia não o reconheceu?”, mas finalmente entrega respostas concretas do que antes era só especulação.

A revelação e perda de um colega desperta a agressividade dormente do povo de Alexandria. Após quase ter sua criança atacada pelo zumbificado pai Siddiq, Rosita (Christian Serratos) parte em busca de sangue dos mortos-vivos. Já o padre Gabriel (Seth Gilliam) - que há anos adota a postura de não-combate - quebra e violentamente esfaqueia Dante em sua cela. O grupo se reúne para impulsivamente caçar a horda zumbi dos Sussurradores, sem forte estratégia. A ideologia de Alpha começa a fazer sentido para os sobreviventes. Há certa humilhação em terem sido manipulados por um traidor infiltrado, e os eventos levantam questões se a forma como vivem, tentando criar uma nova sociedade, é realmente apta para o mundo que estão, ou uma mera utopia. Não é a toa que o arco principal do capítulo é concluído com os protagonistas caindo em outra armadilha da líder rival - dessa vez, literalmente, com todos presos e cercados em uma caverna repleta de caminhantes.

O que vem por ai?

Paralelamente a série planta suas sementes para o futuro. O grupo de Michonne (Danai Gurira), ainda alheio às tragédias em Alexandria, faz uma rápida visita a uma biblioteca abandonada para tentar pegar mais livros para Judith (Cailey Fleming). Lá, Luke (Dan Fogler) é atacado por zumbis - e estranhamente resgatado por um homem misterioso que também recolhia livros por lá. Mais tarde, quando o desconhecido é pego furtando um barco em Oceanside, fica claro que essa chegada é vital para a saída de Michonne - e talvez para a introdução do próximo arco. Virgil, o novato vivido por Kevin Carroll (The Leftovers), fala de uma comunidade protegida e bem armada que vive em uma ilha, e leva a espadachim numa jornada de barco para buscar ajuda. O momento lembra bastante a forma como ela deixa a HQ de Robert Kirkman por dez edições, mas também pode servir como adaptação para trazer o Commonwealth, enorme cidade de sobreviventes, para as telas. Pelo teaser do próximo episódio, Gurira deve ficar pelo começo da segunda metade, mas com saída já encaminhada.

E a introdução do Commonwealth? A série brinca com uma revelação desde quando Rick Grimes (Andrew Lincoln) ainda era protagonista ao mostrar grupos cujos interesses iam muito além da sobrevivência. Isso acontece porque a enorme comunidade alcança um nível de paz tão estável que os habitantes conseguem novamente se voltar para artes, cultura e outros aspectos da vida mundana. O mais interessante é que, pouco após a conclusão do episódio, a AMC divulgou o primeiro teaser de The Walking Dead: World Beyond. A nova série derivada mostrará a vida daqueles que já nasceram durante o apocalipse. O vídeo, por sua vez, já apresenta uma figura autoritária que lembra muito Pamela Milton, governadora da cidade, escoltada por dois seguranças fortemente armados. Já a personagem da TV se chama Elizabeth, e será interpretada por Julia Ormond, de Mad Men e O Curioso Caso de Benjamin Button. Dessa forma, é bem possível que a franquia faça adaptações ao material original, especialmente para encaixá-lo na trilogia de filmes do Rick.

The Walking Dead é transmitida no Brasil pelo canal Fox, e também pelo serviço de streaming Fox App. Não há data definida para o retorno da 10ª temporada.