Música

Artigo

Virada Cultural São Paulo: Os shows imperdíveis da edição 2018

Destaques vão de 24 horas de karaokê, Double You, Caetano Veloso a bloco de K-pop

Jacídio Junior
19.05.2018, às 11H50
ATUALIZADA EM 29.06.2018, ÀS 02H48
ATUALIZADA EM 29.06.2018, ÀS 02H48

A Virada Cultural de São Paulo 2018 acontece neste final de semana e retoma um pouco da densidade perdida no centro da cidade na última edição, mantendo a ideia de estar presente em diversas regiões chave da cidade.

Com o detalhe de deslocamento, aparentemente acertado, fica somente a necessidade de pensar em quais locais ir, afinal de contas o evento conta com uma programação que compreende cinema, teatro, intervenções artísticas e muita música - integrando apresentações de rap, mpb, rock, música eletrônica, reggae, forró e até bloco de K-Pop -, tudo grátis.  

Então, para tentar dar uma força no momento de fazer sua seleção, nós listamos alguns pontos e shows interessantes que irão acontecer durante as 24 horas do evento que começa às 18h de sábado (19) e termina às 18h do domingo (20).

Para abrir a sequência, uma ideia bacana é dar uma passada no vão do MASP e verificar a mostra de de filmes. Lá as produções serão exibidas entre 19h e 4h da manhã e a dica é ficar atento para ver o documentário Sabotage: Maestro do Canão. O horário de exibição ainda não foi divulgado, por isso vale a pena ir até lá pra conseguir essa informação.

Entrando no segmento das apresentações musicais, as escolhas ficam mais complexas, por isso vamos separar por dias.

No sábado, à partir das 18h rola a intervenção Virados No Karaokê (na Rua Vieira de Carvalho), 24 horas para você e seus amigos cantarem tudo o que estiver na pasta da galera. Também às 18h você pode abrir sua agenda musical com uma apresentação do Black Mantra e Gerson King Combo (Alameda Barão de Limeira) e curtir um dos principais nomes da black music nacional. Para quem já está com saudades do carnaval, às 19h acontece um cortejo que irá combinar o Bloco Tarado Ni Você e Caetano Veloso. A concentração é na Rua da Consolação com a Xavier de Toledo.

Às 20h30 um dos destaques do Rock nacional, Ego Kill Talent, se apresenta na Rua 7 de Abril enquanto o Hurtmold e Panda Gianfratti mandam um Jazz na Rua Conselheiro Crispiniano x Sete de Abril e o Bixiga 70 arrebenta com tudo na Alameda Barão de Limeira. Noite adentro, às 22h Beto Barbosa (sim, ele mesmo) apresenta seus clássicos dos anos 90 no Largo do Arouche, às 23h o Boogarins mostra seu som no palco Rock, lá na Rua 7 de Abril, às 23h20 rola um coletivo de grupos de K-pop na Rua 24 de Maio e às 23h59 Elza Soares apresenta seu disco recém lançado - Deus é Mulher - no palco da Praça da República.

Saindo um pouco da área central, a Chácara do Jockey recebe entre às 18h do sábado e às 6h da manhã do domingo uma infinidade de artistas de diversos estilos. Lá tocam  - no palco principal - Nação Zumbi (20h), Karol Conka (22h), Pajubá Linn da Quebrada convida Jaloo e Liniker (04h30), mais diversos núcleos eletrônicos e DJs/produtores de São Paulo como ODD + Gop Tun, Carlos Capslock + Vampire Haus, L_cio, BADSISTA + JUP do Bairro, Zopelar. Então, vale a pena chegar cedo e dar uma boa volta pelo Jockey.

Voltando à programação do centro, agora no domingo (20), à 1h da manhã você pode ouvir Thaíde - um dos grandes nomes do rap nacional - e, na sequência, KL Jay no palco Rap Nacional (Rua Líbero Badaró X Largo de São Bento). Às 6h rola o despertar com um show do Bocato, grande nome do jazz brazuca (Rua Conselheiro Crispiniano x Sete de Abril), seguir às 10h para chacoalhar as cadeiras com a Nômade Orquestra (Alameda Barão de Limeira), relembrar os momentos televisivos da década de 90, às 11h, com a Fat Family (Largo do Arouche), ou ver outro destaque do rock nacional, a Far From Alaska, às 11h30, na Rua 7 de Abril.

Depois da parada para o almoço, às 13h, a escolha fica entre outro grande nome da black music brasileira, Tony Tornado no palco Groove (Alameda Barão de Limeira) e Double You - sim aquele dos anos 90 - lá no Largo do Arouche. Às 13h30 a Nação Zumbi faz uma apresentação que precisa estar na sua lista, o grupo toca o disco Afrociberdelia - na íntegra - (Boulevard São João) e o Projeto Coisa Fina toca com Letieres Leite no palco Jazz (Rua Conselheiro Crispiniano x Sete de Abril).

Quase fechando a programação, às 16h Edi Rock - um dos integrantes do Racionais - se apresenta no palco Rap Nacional (Rua Líbero Badaró X Largo de São Bento) e João Donato mostra toda a sua pegada jazzística elétrica no palco montado na Rua Conselheiro Crispiniano com a Sete de Abril. Se depois de tudo isso rolar a vontade de um som mais pesado, o Ratos de Porão mostra seu repertório a partir das 16h30 no palco Rock (Rua 7 de Abril) e depois, pra acalmar o dia, dá para fechar a programação às 18h com a apresentação de Gabriel O Pensador (no Largo do Arouche) ou com um dos grandes destaques do novo Rap, Rincon Sapiência que fecha a programação no Palco Rap Nacional (Rua Líbero Badaró X Largo de São Bento).

Vale destacar que essa seleção leva em conta a possibilidade de se deslocar a pé pelo centro da cidade. Mas a programação também compreende eventos na zona leste, com um palco na Arena Corinthians, zona norte, com um palco no Parque da Juventude, e zona sul com um palco na Praça do Campo Limpo. A programação completa está disponível no site oficial do evento.

Conteúdo Patrocinado

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.