Filmes

Notícia

Velozes e Furiosos 5 - Operação Rio | A coletiva de imprensa

Elenco, diretor e produtor estão no Rio de Janeiro para o lançamento

Érico Borgo
13.04.2011
12h23
Atualizada em
29.06.2018
02h47
Atualizada em 29.06.2018 às 02h47

Está acontecendo no Rio de Janeiro o lançamento internacional de Velozes e Furiosos 5 - Operação Rio (Fast Five). Todo o elenco do filme, o diretor Justin Lin e o produtor Neal Moritz estão na cidade para a premiére mundial do novo capítulo da franquia, além de  conversar com a imprensa de todo o mundo, reunida aqui para o evento.

O Omelete terá entrevistas com toda a equipe. Enquanto isso, fique com os melhores momentos da coletiva de imprensa que aconteceu na manhã desta quarta-feira no Copacabana Palace.

Paul Walker e Jordana Brewster em fuga

None
Paul Walker e Jordana Brewster em fuga

velozes cinco

None

vin diesel the rock

None
Vin Diesel Vs. The Rock

velozes cinco

None

Estiveram presentes Vin Diesel, Paul Walker, Dwayne Johnson, Jordana Brewster, Chris “Ludacris” Bridges, Tyrese Gibson, Matt Schulze, Sung Kang, Gal Gadot, Elsa Pataky, Don Omar, Tego Calderon, o diretor Justin Lin e o produtor Neal Moritz.

O evento começou com o aviso de que o filme a que a imprensa assistiu no dia anterior ainda está em processo de finalização: todo o português falado pelos personagens (especialmente os vilões) será dublado para o lançamento brasileiro. Excelente notícia, já que a tentativa de falar o português com sotaque carioca de atores portugueses e da Costa Rica (onde grande parte do filme foi rodado) foi por muitas vezes risível. Felizmente, o público ouvirá a versão melhorada.

O grande interesse da imprensa, como esperado, foi a utilização do Rio de Janeiro como cenário para a ação - e as filmagens que praticamente não passaram por aqui. Vin Diesel começou explicando como aconteceu a escolha. "Se você assistiu à série Velozes e Furiosos, sabe que há uma cena em que discutimos que o Rio estaria lindo nessa época do ano. Pegamos a deixa daí. Não poderíamos deixar isso só para Cidade de Deus e Tropa de Elite. Quisemos vir ao Rio para usar a magia da cidade".

O ator rebateu também as críticas que dizem que o filme mostra a cidade sob uma luz extremamente negativa. "Mostramos o Rio como mostramos os EUA. No começo do filme eu apareço escapando de uma prisão, por exemplo." O produtor Neil Moritz complementou lembrando que o filme "tenta também mostrar o lado bom disso, apresentando uma personagem incorruptível".

Para Jordana Brewster, filha da modelo brasileira Maria João, o filme faz exatamente o contrário. "Fiquei tão emocionada com a beleza da cidade neste filme... achei incrível. O roteiro mostra as coisas ruins por ser uma ficção. Poderia se passar  em qualquer lugar. Não estamos fazendo um atestado político sobre o Rio, apenas usando a cidade como cenário."

Moritz também disse que a reação internacional aponta para um aumento de interesse no país. "'Mal podemos esperar para ir ao Rio' foi a reação de algumas pessoas na sessão-teste", diz o produtor. Diesel partilha dessa opinião. "Vamos ver se o mundo reagirá assim. Quando filmamos na República Dominicana, o turismo subiu 80% por lá."

O produtor aproveitou para comentar a importância do Brasil hoje. "O país é um dos 10 maiores mercados do entretenimento hoje. Estamos aqui pela importância do país para a indústria do cinema, não apenas pelo cenário."

"O Brasil está crescendo em Hollywood. É um processo. Começou com Hulk, agora teve Velozes. Não acho que vai demorar para que um filme dos EUA venha ser totalmente rodado aqui", especulou Paul Walker. "Realmente, eu nunca vi uma premiére internacional como esta. Eu acho ótimo que a Universal tenha desejado celebrar a cidade desta maneira. Há canais de TV de todo o mundo aqui hoje", disse Diesel.

Moritz, porém, explicou que "nossa ideia original era rodar tudo aqui. Mas percebemos logo que o povo carioca nos odiaria se rodássemos tudo na cidade. Seria impossível fechar ruas, pontes e desviar o trânsito. Então tivemos que mudar. Rodamos as cenas aéreas aqui e algumas cenas com atores. Então tivemos que levar o filme para a Costa Rica, onde era mais fácil fazer isso".

"Tivemos que dividir pela escala do filme. Acreditem, vocês não gostariam de ter nossa equipe causando bagunça na cidade", disse Diesel.

O elenco também discutiu seus momentos favoritos no filme. Dwayne Johnson disse que, por ser novo na série, todos os dias foram ótimos. "Eu fiquei caçando esses caras, foi muito divertido. Tivemos a oportunidade de criar algo especial - e tive uma luta épica com Vin Diesel".

Para Paul Walker foi a variedade da ação. "Os primeiros tinham muita ação linear, nas corridas. Eu me diverti muito com a fuga a pé pela favela. Foi uma corrida, afinal, algo fiel ao espírito da série. É minha cena favorita - e muita gente disse que não poderíamos fazê-la". Jordana Brewster divide a mesma opinião. "Minha cena favorita também foi a da correria na favela, como Paul, porque a maioria [das outras cenas] me mostrava em casa."

"Adorei reunir todo o elenco, personagens que estão na minha vida há 10 anos e trazer Dwayne a bordo", finalizou Moritz.

Walker concluiu a conversa dizendo que o espírito brasileiro é a coisa que ele mais aprecia no país. "Me lembro da Olimpíada, quando o vôlei de praia dos EUA estava indo mal e comecei a ser atraído pelo time brasileiro. O barulho, o encanto, a torcida são contagiantes. Vocês parecem que estão se divertindo mais que todo mundo. Esse estilo de vida me atrai muito."

Velozes e Furiosos 5 - Operação Rio estreia em 6 de maio no Brasil.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.