Live-action de Scooby-Doo

Créditos da imagem: Scooby-Doo/Divulgação

Filmes

Lista

10 filmes de Halloween para quem odeia terror

Quem tem medo não precisa ficar de fora das comemorações

Arthur Eloi
31.10.2019
16h11
Atualizada em
27.03.2020
10h17
Atualizada em 27.03.2020 às 10h17

O Halloween é a hora perfeita para juntar os amigos e maratonar todo tipo de filme de terror, mas não é todo mundo que gosta de ser assustado ou então ver violência nas telas. Isso, é claro, não quer dizer que é preciso ficar de fora. Para comemorar a data, listamos 10 filmes com gostinho de Dias das Bruxas, mas que não vão tirar o sono de ninguém. Confira!

Deu a Louca nos Monstros

Entre as décadas de 1920 à 1950, os monstros clássicos da Universal Pictures eram o ápice do terror. Os anos seguinte, por outro lado, passaram a usar tanto suas figuras icônicas que hoje já não causam mais pavor. Um exemplo disso veio em 1987 quando o roteirista Fred Dekker, de A Casa do Espanto, fez sua estreia na direção com um filme de monstro para o público infanto-juvenil. Assim nasceu o Monster Squad (ou Deu a Louca nos Monstros, em seu glorioso título no Brasil), que traz um grupo de crianças - afinal, é um filme dos anos 80 - enfrentando um ataque das criaturas, e também o cinismo dos adultos. Ainda que não seja tão falado quanto Os Goonies ou Conta Comigo, o longa tem o mesmo espírito aventuresco. Além disso, tem bastante nomes de peso envolvidos: não só foi o segundo filme escrito por Shane Black, de Máquina Mortífera, como também conta com efeitos práticos pelo mestre Stan Winston, da franquia Exterminador do Futuro, Aliens, o Resgate e mais.

Abracadabra

Antes de comandar a trilogia High School Musical, o diretor Kenny Ortega encontrou seu sucesso com um clássico de Halloween: Abracadabra. A trama acompanha uma família que se muda para Salem, nos Estados Unidos. Acidentalmente eles ressuscitam um trio de bruxas que foram executadas no século 17, e voltam para tocar o terror na cidade que as condenou. A premissa soa um pouco macabra, afinal o roteiro é fruto de Mick Garris, criador de Mestres do Terror, com David Kirschner, produtor da franquia Brinquedo Assassino. Mesmo assim, o tom é leve, o elenco é excelente - Bette Middler, Sarah Jessica Parker, Kathy Najimy e até Doug Jones, dos filmes de Guillermo del Toro - e tem ainda um ótimo número musical de “I Put a Spell on You”.

Halloweentown

Ao fim dos anos 1990 e começo do século seguinte, a Disney mostrava muito de sua criatividade nas telinhas, com telefilmes para serem exibidos no Disney Channel. Seu acerto de Dias das Bruxas vem na forma de Halloweentown: Um Lugar Mágico, que acompanha a jornada de uma bruxa para salvar uma cidade infestada de seres sobrenaturais. Eventualmente Halloweentown se tornou franquia, com três continuações, mas só o primeiro filme tem a combinação especial da presença de Debbie Reynolds (que retornou para todos os outros), de Cantando na Chuva, com o diretor Duwayne Dunham, de Twin Peaks.

Scooby-Doo

James Gunn tem um carreira bem bizarra. Antes de assumir Guardiões da Galáxia, o cineasta se aventurou por filmes de terror como Seres Rastejantes e o remake de Madrugada dos Mortos, mas também escreveu o jogo Lollipop Chainsaw e comandou uma série estrelada por Sasha Grey. Uma dessas suas jornadas aleatórias foi roteirizar os filmes live-action de Scooby Doo, que combinam o charme do desenho com influências do cinema de horror. O resultado é algo que soa mais assustador do que deveria, mas ainda leve o bastante para até os amedrontados aproveitarem.

Família Addams

Falando em adaptações, Família Addams é um caso curioso do derivado ser tão prestigiado quanto o original. O filme traz para as telonas uma nova versão dos personagens da série de 1964, e acompanha o cotidiano de uma família peculiar, de gostos sombrios mas muito amigável, tentando viver entre famílias americanas mais típicas. A versão cinematográfica é tão boa e marcante que passou a definir toda a imagem da franquia.

Beetlejuice

Tim Burton é o mestre do Halloween para a família. Enquanto qualquer um de seus filmes pode facilmente integrar sua lista, o destaque vai para sua obra live-action mais estilosa: Beetlejuice. O longa, estrelado por Winona Ryder e Michael Keaton, acompanha uma disputa entre espíritos e os moradores de uma casa, com o fantasmagórico Beetlejuice fazendo de tudo para irritar e assustar os vivos. Keaton entrega uma performance surtada, em uma experiência com toques horripilantes mas muito, muito divertida.

Coraline

Mesmo sendo o mais reconhecido, Tim Burton não é o único que faz animações de terror. A Laika, estúdio líder em stop-motion, flertou com o terror para adaptar Coraline, obra de Neil Gaiman. Com seus personagens com olhos de botão, é visualmente perturbador mas com um coração gigante ao acompanhar a aventureira protagonista explorando uma versão paralela de sua própria realidade. Isso foi em 2009 e, alguns anos depois, o estúdio deixou claro ser fã de horror [continua abaixo].

ParaNorman

Já em 2012, a Laika fez outra animação stop-motion inspirada pelo horror - dessa vez, protagonizada por um garoto fã de filmes do tipo. ParaNorman acompanha Norman, menino sozinho que tem uma habilidade muito especial: falar com os mortos. Essa habilidade se torna maldição quando se vê o único capaz de salvar sua cidade da destruição. Além de ser muito divertido, o filme entrega muitas referências ao cinema de terror.

O Mistério do Relógio na Parede

Eli Roth é, no mínimo, um homem perturbado, tendo dirigido torture porn como O Albergue e Canibais. Sabendo disso, como seria um filme infanto-juvenil de Eli Roth? A resposta é O Mistério do Relógio na Parede, adaptação da obra clássica de John Bellairs. A trama acompanha um órfão que é abrigado por seu tio em um casarão antigo - até descobrir que ele é um bruxo cheio de segredos. Não só o longa é escrito por Eric Kripke (Supernatural. The Boys) e é o título mais recente da Amblin, lendária produtora de Steven Spielberg, como também tem um excelente elenco, com Jack Black, Cate Blanchett, Kyle MacLachlan e Renée Elise Goldsberry.

O Estranho Mundo de Jack

A pedida obrigatória de toda lista de Halloween. O Estranho Mundo de Jack, escrito por Tim Burton, é um filme que serve tanto o Dia das Bruxas quanto o Natal com sua excêntrica mistura entre os dois. O longa acompanha Jack Skellington, rei da cidade de Halloween que se vê comovido pelo espírito natalino e tenta levar o sentimento à seu povo - da forma distorcida que conhece tão bem.