Filmes

Notícia

Star Wars: Os Últimos Jedi | Diretor e elenco zoam fã anônimo que fez corte do filme sem mulheres

Fã disponibilizou "o corte chauvinista" no Pirate Bay

Julia Sabbaga
17.01.2018
08h12
Atualizada em
29.06.2018
02h46
Atualizada em 29.06.2018 às 02h46

Um fã anônimo disponibilizou um corte alternativo de Star Wars: Os Últimos Jedi sem as protagonistas femininas. Divulgado no Pirate Bay, a versão intitulada "O corte chauvinista" e descrita como "edição de fã não feminista", tem 46 minutos de duração. 

A personagem de Laura Dern, a Almirante Holdo, é retirada completamente do filme, todas as cenas em que Leia grita com Poe foram cortadas e a parte do cassino em Canto Bight também não entrou na versão.

Outras mudanças incluem Finn matando Phasma facilmente, o que foi explicado pelo fã da seguinte maneira: "mulheres são naturalmente mais fracas que homem. Ela não é sensível à força e não sabemos nada de um exoesqueleto em seu traje". 

Na descrição do corte, o fã anônimo escreve: "Existem furos de roteiro e continuidade, e alguns cortes não são tão suaves quanto deveriam, ainda mais em termos de transição. Mas pelo menos agora o filme pode ser visto com menos náusea com todas as decisões que foram feitas. E pelo menos a sequência introdutória se tornou mais agradável e mais estilosa sem toda aquela reclamação da Leia. Agora a resistência unida e lutando sem conflitos internos é muito mais satisfatório de ser assistido". 

O diretor Rian Johnson, assim como os membros do elenco Mark Hamill e John Boyega expressaram seus sentimentos com o corte no Twitter. Após verem a notícia da versão alternativa na página da atriz Priscila Page, todos os atores se expressaram, simplesmente, rindo da cara do fã anônimo:

Star Wars: Os Últimos Jedi está em cartaz nos cinemas brasileiros - confira a nossa crítica.