Obi-Wan Kenobi

Créditos da imagem: Lucasfilm/Divulgação

Séries e TV

Lista

Obi-Wan Kenobi | Os principais easter eggs dos dois primeiros episódios

Minissérie traz muitas alusões ao restante do universo Star Wars

Omelete
1 min de leitura
Nico Garófalo
27.05.2022, às 11H58

Nova minissérie da franquia Star Wars, Obi-Wan Kenobi chegou nesta sexta-feira (27) trazendo duas das coisas que os fãs da Saga mais gostam: Ewan McGregor e fanservice. Em seus dois primeiros episódios, a produção construiu sua própria história, mas foi incluindo o legado da franquia em pequenas referências ao passado e ao futuro da galáxia.

Abaixo, você confere os principais easter eggs da estreia da minissérie - só cuidado com spoilers:

"Nave jedi enterrada no deserto"

Negociando com um jawa trambiqueiro, Obi-Wan (Ewan McGregor) tem seu primeiro reencontro com o passado quando o mercador lhe oferece um cinto encontrado em uma “nave jedi encontrada no deserto”. E se a peça de couro pareceu familiar para os fãs, existe um motivo: a faixa é a mesma usada pelo mestre jedi em A Vingança dos Sith, de 2005.

O momento dá a entender que, logo depois de entregar Luke para Owen (Joel Edgerton), Obi-Wan voltou ao seu local de pouso para literalmente enterrar seu passado, escondendo seu veículo e seus trajes nas areias de Tatooine. Seu trabalho foi tão bom, aliás, que os jawas só foram encontrar a nave dez anos depois de “Ben” se estabelecer no planeta-deserto.

Nave de brinquedo de Luke

Lembrando de Uma Nova Esperança, Obi-Wan Kenobi mostrou Ben, ciente da paixão de Luke (Grant Feely) por naves espaciais, comprando uma miniatura de nave para presentear o garoto. Quem assistiu ao longa original recentemente percebe logo de cara que o brinquedo é o mesmo com que o futuro mestre vivido por Mark Hamill se distrai enquanto C-3PO se banha no primeiro ato.

A navezinha, no entanto, ainda não foi entregue. Reprovando as investidas de Kenobi para conhecer e treinar o garoto, Owen (Joel Edgerton) devolve o brinquedo para o agora ex-jedi e o avisa para ficar longe de Luke. Quem sabe ao fim da minissérie o fazendeiro não muda de ideia, não é mesmo?

“Pegue isso e enterre no deserto”

Quando um jedi caçado pelos Inquisidores aparece com seu sabre de luz em mãos para pedir ajuda de Obi-Wan, o ex-mestre recusa o pedido do jovem e, ao invés disso, o aconselha a enterrar a arma em algum lugar do deserto e fugir.

Curiosamente, o filme mais recente de Star Wars, A Ascensão Skywalker, se encerra com Rey (Daisy Ridley) enterrando os sabres de Luke e Leia (Carrie Fisher) em Tatooine, na frente da casa em que seu primeiro mestre cresceu.

As diferentes vidas de Luke e Leia

Uma das piadas mais recorrentes no fandom de Star Wars é que Luke e Leia eram pessoas absurdamente diferentes quando tinham 19 anos. O garoto, por exemplo, era um sonhador que brincava com sua nave de brinquedos e atirava em buracos de ratos em seu tempo livre. Já a princesa era uma das vozes mais ativas do senado imperial e uma das maiores líderes da Aliança Rebelde, que crescia e conquistava suas primeiras vitórias graças à jovem política.

Em Obi-Wan Kenobi, essa diferença é evidenciada quando o pequeno Luke foge de suas tarefas para pilotar uma nave imaginária no telhado de sua casa, enquanto Leia (Vivien Lyra Blair) mostra uma maturidade impressionante em um evento de família, surpreendendo (e assustando) muitos dos presentes com sua capacidade de ler os sentimentos alheios.

Vai uma mãozinha?

Uma das coisas mais comuns na galáxia muito, muito distante é a perda de membros. A Trilogia Original, por exemplo, decepa pelo menos uma mão por filme. Já os Prelúdios foram além, com só A Vingança dos Sith cortando quatro mãos, duas pernas e algumas cabeças. Essa tradição se manteve em Obi-Wan Kenobi, quando a Terceira Irmã (Moses Ingram) corta a mão de uma moradora de Tatooine que questiona a presença dos agentes imperiais na Orla Exterior.

Flea

O baixista do Red Hot Chili Peppers tem um papel relativamente importante nesses primeiros dois episódios, sequestrando a pequena Leia para atrair Kenobi para uma armadilha. Com suas já icônicas caras e bocas, Flea jamais passaria batido pelos fãs da banda, mas quem não conhece a carreira do quarteto californiano pode muito bem nem ter notado a aparição do músico.

O desmanche do exército clone

O exército usado pela República durante a Guerra dos Clones tinha, na verdade, apenas um objetivo: garantir a destruição completa da Ordem Jedi e estabelecer Palpatine (Ian McDiarmid) no poder do Império Galáctico. Ao final do conflito, Darth Sidious ordenou o fim da produção de clones, com o Império passando a sequestrar e a condicionar crianças a se tornarem Stormtroopers. Sem trabalho e reconhecidos como o rosto dos anos em que a galáxia viveu uma guerra civil, os clones precisaram encontrar novas maneiras de ganhar a vida, o que nem sempre foi possível.

Obi-Wan Kenobi mostra o quão impiedoso foi o destino de alguns clones, com o ex-jedi dando de cara com um deles morando na rua, ainda vestido em seus trajes de batalha e usando seu capacete para pedir esmola aos transeuntes.

Toda a personalidade de Leia

Uma das cenas mais marcantes de Uma Nova Esperança é quando Leia, prisioneira de Tarkin (Peter Cushing) e Vader (David Prowse/James Earl Jones) na Estrela da Morte, é resgatada por Luke. Ao invés de respirar aliviada, a princesa faz diversos comentários irônicos sobre a altura de seu salvador e sobre o estado da Millennium Falcon, nave de Han Solo (Harrison Ford) usada no resgate.

Essa atitude zombeteira já faz parte da menina desde que ela era pequena. Em Obi-Wan Kenobi, ela é sequestrada aparentemente pela primeira vez, o que não a impede de provocar seus sequestradores e de atacar Kenobi quando o jedi aparece para resgatá-la. Não bastasse, ela frequentemente zoa seu salvador, duvidando de sua conexão com a Força e lhe dando ordens a cada passo em sua fuga da Terceira Irmã.

Conteúdo Patrocinado

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.