Séries e TV

Lista

Os Simpsons | De Game of Thrones até O Senhor dos Anéis: as melhores referências da estreia do 29º ano

Episódio apresentou versão fantasiosa de Springfield

Rafael Gonzaga
22.05.2018
19h31
Atualizada em
29.06.2018
02h45
Atualizada em 29.06.2018 às 02h45

A 29ª temporada de Os Simpsons chegou ao Brasil pela Fox em 21 de maio com o episódio "The Serfsons", recheado de referências a obras icônicas ambientadas em universos fantásticos e/ou medievais. O capítulo mostrou Marge em busca de um arfetato milagroso para salvar sua mãe, com pouco tempo de vida após ter sido mordida por um "Ice Walker" - referência óbvia aos caminhantes brancos de Game of Thrones, fenômeno de TV baseado nos livros de George R.R. Martin. O episódio contou ainda com as vozes de nomes como Nikolaj Coster-Waldau, o Jaime Lannister da série da HBO, e Billy Boyd, o Pippin de O Senhor dos Anéis. Confira todas as principais homenagens:

Corvo de Três Olhos cozido

Enquanto em Game of Thrones, Bran embarca em uma jornada para entender suas visões com um Corvo de Três Olhos até descobrir que era seu destino assumir esse título, na série da Fox, o pobre animal não durou muito tempo. Na paródia, o animal místico pousa na janela dos Simpsons e Marge transforma a criatura em ingrediente de sopa.

Cabeças em estacas

Uma das cenas mais emblemáticas de Game of Thrones ganhou vida na animação: como não lembrar da morte de Ned Stark e de sua cabeça exibida em uma estaca nos muros do castelo King's Landing com essa cena? A única diferença é que, em Os Simpsons, era a cabeça de outro Ned decapitada - o Flanders, vizinho religioso de Homer e sua família.

Rei da Noite galanteador

A trama toda do episódio gira ao redor da busca de Marge por algo que possa salvar sua mãe, que se converterá completamente em gelo em poucos dias. Tudo isso aconteceu por conta de ter recebido a mordida de um Ice Walker, uma versão galanteadora e boêmia do maior vilão de Game of Thrones, o temido e poderoso Rei da Noite.

Marge Lannister

Os Simpsons é uma série conhecida pelas participações especiais: dessa vez, não foi diferente. Nikolaj Coster-Waldau interpretou Markery, o irmão gêmeo de Marge, uma referência clara ao personagem do ator em Game of Thrones, Jaime Lannister, que mantém um relacionamento incestuoso com a irmã - na animação, ele sugere o mesmo para Marge.

George R.R. Martin

É claro que o autor de Game of Thrones não estaria de fora dessa grande homenagem. Enquanto no começo da atração aparece um homem com um cartaz escrito "O fim não está próximo", uma piada com a lentidão de George R.R. Martin em entregar os próximos livros da saga. No fim do episódio, o próprio autor aparece ao fundo de uma conversa entre Marge e Lisa.

Trote via corvo

Bart, é claro, aparece para subverter o meio de comunicação mais popular de Westeros e usá-lo para o mal. O rapaz envia um corvo para a taverna de Moe e, em uma situação semelhante a da versão contemporânea de Springfield, passa um trote no dono do estabelecimento. Sem a tecnologia para responder na hora, Moe manda outro corvo repleto de ameaças para o jovem.

Aslam

Nem só de Game of Thrones se baseiam as referências do episódio. C. S. Lewis também é lembrado na trama: há um momento em que Marge recebe a visita de Azzlam, um leão muito familiar para os fãs de As Crônicas de Nárnia. A sátira usa o poderoso personagem para fazer piada do teor religioso presente na obra de Lewis, com uma versão de Aslam tentando converter a matriarca Simpson.

Nariz de Sauron

Quando Lisa revela ser capaz de fazer magia após transformar um pedaço de chumbo em ouro, seu pai questiona o motivo dela nunca ter falado disso. A jovem explica que não queria ser escravizada pelo rei - em seguida, vemos o próprio cercado de outros pequenos magos e reclamando de ter ganhado um nariz gigante ao invés do "olho que tudo vê", uma referência ao Sauron em O Senhor dos Anéis.

Hobbit assado

Outra participação no episódio fica a cargo de Billy Boyd, interpretando ele mesmo em uma cena que faz referência a seu papel como o hobbit Pippin em O Senhor dos Anéis. Na cena, Marge resolve celebrar que conseguiu um amuleto para impedir que sua mãe virasse uma criatura de gelo e, para isso, escolhe um hobbit em uma gaiola para fazer assado. 

Passagem pelo guarda-roupa

Há outra referência sobre As Crônicas de Nárnia: o guarda-roupa místico. Quando Lisa está sendo caçada pelos demais bruxos da cidade, um dos auxiliares do feiticeiro intendente Chalmers utiliza a mobília encantada para chegar ao lugar onde a família Simpson estava reunida - é curioso que até mesmo a neve do filme sai com ele pela passagem mística.

Ajuda das árvores

Também parodiando As Crônicas de Nárnia, quando Homer incentiva os demais plebeus a se revoltarem com as injutiças do feudalismo, um grupo enorme de manifestantes vai até o castelo onde vivem os poderosos para fazer justiça. Assim como em uma importante batalha da obra de C. S. Lewis, as árvores oferecem ajuda - mas, dessa vez, viram apenas escadas.

Batalha de gelo e fogo

Como não poderia deixar de ser, os momentos finais do episódio trazem o duelo máximo de Game of Thrones: gelo e fogo se encarando. Com direito a um dragão perigoso destruindo tudo o que encontra pela frente, a cena mostra a mãe de Marge se sacrificando e deixando seu corpo se converter em gelo para, assim, derrotar o poderoso animal místico controlado pelos mais ricos.