The Walking Dead | Criador confirma que manipulou fãs em morte de Abraham

Séries e TV

Notícia

The Walking Dead | Criador confirma que manipulou fãs em morte de Abraham

Robert Kirkman fala sobre polêmica morte de Glenn e sobre como usou outro personagem para potencializar cena

Omelete
2 min de leitura
04.07.2024, às 11H29.

O episódio de estreia da sétima temporada de The Walking Dead permanece sendo o mais polêmico e divisivo da história da série. Até hoje, muitos fãs confessam ter parado de acompanhar após a polêmica morte de Glenn (Steven Yeun). O que não sabíamos até então era que o criador da série fez um grande esforço para potencializar a morte do personagem.

As expectativas pela resolução do conflito com Negan (Jeffrey Dean Morgan) eram altas, já que nos quadrinhos, Glenn não era um dos protagonistas, enquanto no seriado, era um dos personagens mais queridos dos fãs. O criador dos quadrinhos e da série, Robert Kirkman, revelou que manipulou os sentimentos dos fãs para criar maior impacto.

No episódio em questão, Negan começa assassinando outro personagem, Abraham (Michael Cudlitz), o que fez muitos fãs acreditarem que Glenn seria poupado - nos quadrinhos, o vilão mata apenas um dos personagens. "A Morte de Abraham, mesmo que inquestionavelmente horrível, ofereceu um pouco de esperanças para os fãs que queriam que Glenn tivesse um arco diferente na TV", disse Kirkman. A morte de Glenn, então, chega quando já quando muitos fãs não esperavam que ela acontecesse.

No Brasil, The Walking Dead, a série original, está disponível no Star+ e na Netflix. Os derivados Fear the Walking Dead e The Walking Dead: World Beyond podem ser vistos no Prime Video.

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a nossa Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.