Foto de Shippados

Créditos da imagem: Shippados/Globoplay/Divulgação

Séries e TV

Artigo

Shippados fala com humor sobre relacionamentos na era de aplicativos

Série com Tatá Werneck e Eduardo Sterblitch estreia nesta sexta (7)

Camila Sousa
06.06.2019
13h34

95% de compatibilidade, distância de alguns metros, costumes parecidos: esses são termos conhecidos por quem utiliza aplicativos de relacionamento. Tais relações são o foco de Shippados, nova série do Globoplay estrelada por Tatá Werneck e Eduardo Sterblitch. Na trama, os dois jovens pouco convencionais colecionam frustrações amorosas até que finalmente se encontram e tentam fazer dar certo.

O humor é o foco de Shippados, mas é curioso como as relações amorosas são mostradas. A primeira cena de Rita (Werneck), por exemplo, mostra a jovem cantando enquanto se prepara para um encontro, deixando claro que ela é romântica, apesar de tudo. Já Enzo é ansioso em seus encontros e tem medo de deixar que a outra pessoa veja seus “defeitos”. Shippados retrata muito bem essa sensação de “inadequação” que está presente na vida de muitos jovens.

Tal sentimento também fica claro na relação de Rita com sua mãe. Traumatizada com o abandono do pai ainda na infância, a protagonista sente várias vezes que “não se encaixa” no mundo atual pelos comentários da matriarca, que sempre critica suas roupas e diz que ela precisa usar um salto. Claro, tudo isso é retratado com humor por Shippados, mas fica claro que a série quer falar de todas essas inseguranças que fazem parte da nova geração.

A forma que a série usa para fazer isso também chama a atenção, porque espelha a forma como as pessoas lidam com isso na vida real. Mesmo após situações tristes e humilhantes na busca pelo amor, Rita e Enzo continuam mantendo a esperança de algo melhor e usam o próprio humor para lidar com as desilusões. Eles brincam com os incômodos e preferem falar das inseguranças como se elas não tivessem importância, embora os temas sejam importantes para cada um.

Shippados é uma série simples e tudo bem. O objetivo da atração não é reinventar a forma de contar uma história de amor, mas sim pegar conceitos conhecidos de tal narrativa e mostrá-los pela ótica de um casal moderno e simpático, vivido por dois dos maiores talentos da comédia dos últimos anos. É difícil prever se a série será um grande sucesso ou apenas um lançamento modesto no Globoplay. Seja qual for o caminho, o carisma de Werneck e Sterblitch valem a maratona. A série estreia nesta sexta, dia 7, direto no serviço de streaming.