Foto de Pretty Little Liars: The Perfectionists

Créditos da imagem: Pretty Little Liars: The Perfectionists/FreeForm/Divulgação

Séries e TV

Entrevista

Pretty Little Liars:The Perfectionists reflete pressão pela perfeição, diz atriz

Entrevistamos Sasha Pieterse, a Alison DiLaurentis

Camila Sousa
12.07.2019
12h53

Um grande crime, jovens envolvidos em mistérios e muitas mentiras. Essa é a fórmula que fez de Pretty Little Liars um grande sucesso de público e retorna agora em The Perfectionists, série derivada já disponível no Brasil pelo Globoplay.

Na nova história, as personagens Mona e Alison estão na universidade de Beacon Heights quando um grande crime acontece. Elas conhecem os jovens Ava (Sofia Carson), Dylan (Eli Brown) e Caitlin (Sydney Park) que, apesar de terem vidas perfeitas na superfície, são suspeitos de ter algum envolvimento no caso.

Em entrevista ao Omelete por telefone, Sasha Pieterse, intérprete de Alison, diz que essa percepção de “perfeição” trazida no título da série não é à toa: "Uma das melhores coisas sobre essa nova série é que ela reflete a sociedade atual. Todos sentimos essa pressão para ter uma aparência perfeita por fora. Todos queremos ser perfeitos e usar coisas perfeitas, como se isso provasse para o mundo que merecemos algo. Os personagens da série também passam por isso. Por mais que a realidade mostrada na série seja de pessoas ricas, isso mostra com o que estamos lidando atualmente. Pretty Little Liars encontrou uma forma de fazer esse paralelo, acho que essa série está fazendo o mesmo e é possível se identificar com pelo menos um desses personagens".

Quando o crime acontece, Alison se lembra de seu passado e imediatamente começa a ajudar os jovens, com a certeza de que eles são inocentes. "No começo de The Perfectionists ela não sabe exatamente porque quer proteger aqueles jovens. Ela tem o instinto de que algo está errado e de que eles estão com problemas. Por algum motivo ela acredita imediatamente que eles são inocentes e acho que é algum tipo de intuição que Alison tem. Depois de tudo o que passou, ela certamente tem alguma sabedoria nessa área. Mas se envolver com os jovens traz alguns problemas, porque ela é assistente dos professores e não deveria ficar tão próxima aos estudantes. Não chega a ser um relacionamento inapropriado, mas ela está assumindo o risco e o seu trabalho".

Novos personagens de The Perfectionists

Foto de Pretty Little Liars: The Perfectionists
Pretty Little Liars: The Perfectionists/FreeForm/Divulgação

Como se não bastasse tudo isso, Alison ainda precisa lidar com o retorno de Mona, personagem de Janel Parrish. Tudo o que Alison deseja é esquecer o passado e se tornar alguém melhor, mas a presença da agora amiga deixa as coisas complicadas. "É algo que deixa Alison realmente nervosa no começo, porque ela não espera que Mona esteja na mesma universidade e está tentando fugir do passado. Mona e Alison tiveram um relacionamento realmente tóxico, mas acho que elas chegaram a um ponto em que se conhecem bastante e estão tentando se reinventar, então elas enxergam os lados mais leves uma da outra. É um novo tipo de relacionamento".

Apesar desses retornos, Pieterse garante que Pretty Little Liars: The Perfectionists tem vários elementos inéditos que vão agradar aos fãs e revela que nunca há rotina ao interpretar Alison. "Estou interpretando Alison há quase uma década e realmente amo como a narrativa dela se desenvolve. Acho que ela tem o maior arco da série e eu nunca fico entediada, porque ela sempre está fazendo algo maluco. Sempre faço algo diferente com ela, porque a personagem tem muitas camadas. Na última temporada da série principal, começamos a ver o desenvolvimento de uma certa bondade. Ela tem inspiração para mudar, acho que essa é a maior coisa. Ela se sente culpada por tudo o que fez no passado, então o desejo é apagar tudo isso e começar uma vida nova, ser uma mãe e uma versão melhor de si mesma".

"Grande parte da história de Alison é sobre amadurecimento. Nós a vemos crescer e acho que é importante as pessoas saberem que nunca é tarde demais para fazer sua vida melhor. Essa é uma boa discussão para os dias atuais, porque há uma diferença entre ser uma versão melhor de si mesma e tentar ser outra pessoa. Vemos pessoas no Instagram e Twitter mostrando que são perfeitas. E então surge um sentimento de ‘eu quero ser exatamente como essa pessoa, quero ter essa vida, que é muito melhor do que a minha’. Mas todos estão lidando com alguma coisa. É muito melhor ser uma nova versão de si mesmo do que fazer de tudo para ser alguém totalmente diferente", completa.